Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'l-carnitina'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 33 results

  1. O que são alimentos termogênicos? Os alimentos termogênicos são aqueles que potencializam a termogênese processo que é regulado pelo sistema nervoso que leva à transformação da glicose e da gordura em energia. Simplificando, são alimentos que apresentam um maior nível de dificuldade em serem digeridos pelo organismo, acelerando o metabolismo e aumentando o gasto calórico em processos que, naturalmente, já realizam essa queima. Existem dois tipos de termogênicos: os naturais e os industrializados. Naturais: São aqueles que se apresentam da mesma forma como são encontrados na natureza, como é o caso do efeito termogênico que obtemos comendo pimenta vermelha. Industrializados: São cápsulas, conhecidas como suplementos, que contém em sua fórmula o princípio ativo do alimento termogênico. Alimentos termogênicos naturais Seguem os alimentos termogênicos de maior relevância. Estudos indicam que a quantidade de cada alimento é individual e deve ser feita sob orientação de um profissional. O exagero no consumo desses alimentos pode levar ao surgimento de sintomas como dor de cabeça, tontura, insônia e problemas gastrointestinais. Hipertensos e indivíduos com problemas cardíacos devem ter uma atenção maior, pois esses alimentos podem aumentar o bati alimentos fazem os batimentos cardíacos aumentarem. Gestantes e crianças também devem limitar o consumo de alimentos termogênicos. Pimenta vermelha: As pimentas são estimulantes do apetite e auxiliares da digestão. O seu componente ativo é a capsaicina. O consumo desse aditivo aumenta a salivação, estimula a secreção gástrica e a motilidade gastrointestinal, proporcionando uma sensação de bem-estar. Chá verde: É proveniente Camellia sinensis e não sofre fermentação. O chá verde é rico em polifenóis, sendo a maioria deles os flavanóis, e dentre estes ainda, predominam as catequinas. Gengibre: evita a flatulência e favorece a digestão. Suas propriedades estão mais ativas na raiz fresca e não em formas de balas. Mostarda: previne a formação de radicais livres no nosso organismo (antioxidante) além da sua ação termogênica. Café/guaraná/chocolate amargo: O componente ativo desses dois alimentos é a cafeína. Possui ação digestiva e diurética, combate a formação de gases e estimula o sistema nervoso central. A cafeína atinge níveis máximos de 15 a 45 minutos após a ingestão e permanece ativa no organismo de três a sete horas. Linhaça: é rica em fibras insolúveis, promove a saciedade, acelera a queima calórica, regulariza o intestino e combate o envelhecimento precoce. Canela: Sua ação termogênica garante a contribuição para o emagrecimento. Atua com efeito antioxidante e anti-inflamatório. Suplementos termogênicos industrializados Os componentes principais dos alimentos termogênicos naturais são isolados e suplementos são criados a partir destes produtos. A composição desses suplementos termogênicos se alterou ao longo dos anos por conta da frequente atualização da lista de substâncias proibidas pela ANVISA. Substâncias que possuem grande atividade estimuladora do metabolismo, como a efedrina e a dimethylamylamine (DMAA), presentes em algumas marcas de termogênicos, foram proibidas no Brasil, devido ao seu elevado risco de complicações cardiovasculares. Atualmente, os termogênicos mais utilizados são a cafeína e a sinefrina (Citrus auranthium) como substâncias termogênicas principais. Cafeína – A cafeína é uma substância muito utilizada como recurso ergogênico na prática esportiva com o objetivo de retardar a fadiga, ter efeito estimulante, aumento da performance em exercício de força e aeóbicos, além de aumentar a oxidação de gorduras. Estudos mostram eficácia na utilização de 3 a 6 mg de cafeína\kg de peso corporal. O pico de ação da cafeína ocorre 20 minutos após a sua ingestão. Alguns produtos termogênicos chegam a fornecer mais de 800 mg de cafeína por dia, o que é mais do que o dobro da dose considerada segura. Doses muito elevadas aumentam o risco de arritmias e isquemia cardíaca. A cafeína nos termogênicos é geralmente obtida através de pó de café, guaraná ou chá verde. Efeitos adversos: tremor, insônia, nervosismo, ansiedade, irritabilidade, elevação da pressão, náuseas, desconforto gastrointestinal e problemas estomacais. Sinefrina – A sinefrina é obtida através da Citrus auranthium, também conhecida como laranja-azeda ou laranja-amarga. A sinefrina tem sido frequentemente utilizada por pessoas que não querem fazer o uso da cafeína. Essa substancia além do efeito termogênico, também controla o apetite. A Anvisa recomenda dose máxima de 30mg por dia, mas vários suplementos comercializados apresentam uma concentração maior na composição. Efeitos adversos: aumento da pressão arterial, taquicardia e danos ao fígado. Outras substâncias: chitosan, cromo, ginseng, glucomanano (Amorphophallus Konjac), L-carnitina, psyllium, erva de São João, taurina e ácido linoleico são substâncias que também são usadas na composição de alguns termogênicos, muitas vezes associadas com cafeína e/ou sinefrina. Porém estas substâncias não apresentam evidências concretas de que sejam efetivas para perda de peso ou aumento da performance atlética, e ainda podem causar efeitos colaterais, por isso é sempre importante estar atento ao rótulo. Cuidado com o consumo de termogênicos! Nenhum suplemento termogênico deve ser consumido sem apoio de um profissional nutricionista. Até mesmo os produtos autorizados pela ANVISA podem causar efeitos colaterais graves se forem utilizados por indivíduos com fatores de risco para doenças cardiovasculares ou se as substâncias estimulantes estiverem em concentrações muito elevadas.
  2. gostaria de saber como a l-carnitina age no organismo, pra que ela serve na suplementação, pois como termogênico ela nunca é citada! e eu tomo, mas não noto nenhuma diferença! por gentileza, alguém pode me esclarecer?
  3. Intao pessoal novo aqui, queria a ajuda de voces. Eu acabei de usar o lipo 6 black UC, estava com 17% de gordura agora com 12%.. Agora vou trocar de serie focar um pouco mais na hipertrofia ja que perdi massa magra tambem =/ Intao estou com umas duvidas, quero continuar emagrecendo com a serie de hipertrofia, vou tomar um whey isolado pos treino, sera que eu posso tomar creatina junto e l-cartinine ? Ou melhor da um tempo para tomar ? Posso continuar correndo e pedalando para poder maxicimizar os efeitos do emagrecimento ? E eu posso continuar na minha dieta de gastar mais do que consome ? Ou oque voces me recomendariam para eu fazer ? Abraços =)
  4. Boa Tarde! Gostaria de um auxílio das pessoas mais experientes em um dúvida que tenho. Possuo 32 anos, e atualmente estou com 109kg. Há cerca de 06 meses comecei um processo de reeducação alimentar em conjunto com caminhadas para auxiliar no emagrecimento, onde consegui perder um total de 21kg até o momento. Contudo, tenho me sentido um pouco cansado ultimamente e gostaria de aumentar um pouco mais meus resultados. Meu treino no dia de hoje consiste em 05 minutos de caminhada para aquecimento, 07 repetições de 02 minutos de caminhadas rápidas com 01 minuto de corrida (trote). Pretendo entrar em uma academia para começar a fazer treinos de musculação visando melhorar minha performance e fortalecer a musculatura. Bom, depois desta pequena história gostaria de saber se os amigos(as) me indicam tomar um termogênico ou algum outro suplemento. Lembro que minha ideia é aumentar minha performance aliado com o aumento dos resultados. Conversando com alguns colegas, alguns me indicaram tomar termogênicos (Lipo6, Sineflex, entre outros) ou L-Carnitina, pois todos estes me ajudariam a ter mais energia, em virtude das composições, no caso dos Termogênicos, ou em virtude da utilização de gordura, como na L-Carnitina. Desde já agradeço a paciência e o auxílio de todos!!!
  5. Eu quero tomar algo para ajudar a emagrecer. Me falaram do Xenadrine mas eu fui ver o preço e nao posso comprar algo tao caro assim. Dai me falaram da L-Carnitina. O que vcs acham da l-carnitina?
  6. Esse suplemento realmente funciona em adolescentes (masculino, 15 anos) ???? e se funciona qual marca eh recomendada? VALEU PELA ATENÇÃO
  7. Olá pessoal estou iniciando, um ciclo com sibutramina+pulmonil+ L-Carnitina. Gostaria da opinião de vocês! Sibutramina: 1 comprimido ao dia Pulmonil; 1ml e aumentando aos poucos. L-Carnitina: 1 comprimido antes dos exercícios aeróbicos Eu tenho 1,70 Peso atual:101 kg Meta:80 KG Objetivo: Perder 21KG Já comecei tomar a sibutramina o pulmonil chega amanha. Não estou sentindo fome alguma com a sibutramina, passo o dia todo sem comer praticamente e quando vou, forço muito pra comer. O que vocês acham devo mudar algo? ou aumentar a dosagem? Estarei também tomando o SLOW-K um remedio de potassio para as caimbras que o pulmonil causa.
  8. Boa tarde, pessoal!! Estou treinando todos os dias e estou seguindo uma alimentação balanceada. Tenho muita dificuldade para perder gordura abdominal, então fiz algumas pesquisas e encontrei o suplemento Picolinato de cromo, estou pensando em testar mas queria saber qual é melhor para ajudar na perda da gordura abdominal, L-Carnitina ou Picolinato de cromo?? Beijos!!!
  9. Ae alguem ae pode me dizer quantas caps de CLA deve ser tomada por uma pessoa com 90kg. o CLA e da MRM CLA 1250 ... 1000mg OF ACTIVE CLA PER SOFTGEL. vlw!
  10. Porra, cada um fala uma coisa....... A L- Carnitina, funciona ou ñ?!?! o que tomar sem ser thermogenico pra emagrecer?!
  11. e ae galera td ok? tava querendo da uma queimada nas gordurinhas pra da uma definida melhor, to me alimentando bem ja e fazendo aerobico claro mais tava vendo, l-carnitina é um fat burner tbm certo? qual valeria mais a pena, um themo ripped ou l-carnitina? ou so fica nos aerobicos msmo?
  12. Pessoal, Alguem q jah usou CLA para auxiliar na definição, poderia me dar seu depoimento ? Realmente auxilia na queima de gordura ?? Existe algum efeito colateral com seu uso ? Obrigado, Daniel
  13. Olá galera. Meu instrutor me receitou a manipulação da seguinte fórmula. L-Carnitina - 1000 mg Maauang - 300 mg Cafeína - 100 mg Picolinato de Cromo - 200 mcg Vanádio - 40 mcg Custo da farmácia de manipulação - R$ 58,00 (30 cápsulas). Alguém sabe pra que serve exatamente essa fórmula? Um abraço a todos.
  14. Pessoal..sei que muita gente diz que L-carnitina é apenas mito..mas acho que depende de cada organismo...eu tomei durante um mês, foi quando comecei a secar. Sequei braços, pernas e barriga...perdi 8kg ....então eu parei e comecei com creatina na musculação...comecei a ganhar musculos..mas comecei a engordar novamente...mas descobri que foi porquê eu abusei da alimentação...pois a musculação dá uma fome tremenda : ). Existe agora Xenadrine sem efedrina...Será que funciona?
  15. Oi galera blz?tpo to precisando de uma resposta rápida hehe.. Quero comprar L-carnitina para mim hj,para queimar algumas gorduras locais no abdomen.. Tpo alguem aqui ja tomou?vale apena comprar?? []'s
  16. Quimicamente, a carnitina é uma amina quaternária (a mesma família química à qual a colina pertence) e existe sob a forma de dois estereoisômeros (estruturas que são a imagem espelhada uma da outra) chamados L-carnitina (a forma ativa encontrada em nossos tecidos) e D-carnitina ( a forma biologicamente inativa). Uma mistura das duas formas em partes iguais tem o nome de DL-carnitina. A L-carnitina é sintetizada no corpo humano, principalmente no fígado e nos rins, a partir de aminoácidos essenciais, a lisina e a metionina. Três vitaminas, niacina, B6 e C, assim como o ferro, participam dessa síntese. Hoje sabe-se que a L-carnitina é essencial para a manutenção da saúde dos seres humanos. A L-carnitina é absolutamente necessária para o transporte dos ácidos graxos de cadeia longa até a mitocôndria, a fornalha metabólica das células. Os ácidos graxos são as principais fontes de produção de energia no músculo cardíaco e esqueletal, estruturas particularmente vulneráveis à deficiência de L-carnitina. Já foram identificados vários estados de insuficiência de L-carnitina, muitos dos quais são de origem genética. Dentre os sintomas dessas deficiências estão: fraqueza muscular, confusão severa e angina (“dor no peito”). Alguns grupos, particularmente, correm risco de deficiência de L-carnitina. Dentre eles estão pacientes de insuficiência renal crônica em hemodiálice e pacientes com insuficiência hepática. Até alguns subgrupos saudáveis apresentam necessidade adicionais de L-carnitina. Dentre eles estão os vegetarianos radicais, recém-nascidos, gestantes e lactantes. Só recentemente se reconheceu que a L-carnitina é essencial para a saúde ótima. O futuro dessa substância parece promissor, desde que a ciência médica continue a investigá-la. Dentre os argumentos a favor dessas substâncias estão: 1. Protege contra doenças cardiovasculares; 2. Protege contra doenças musculares (e ajuda a desenvolver os músculos e o vigor); 3. Protege contra doenças hepáticas; 4. Protege contra o diabetes; 5. Protege contra doenças renais; 6. Ajuda nas dietas. Estudos clínicos demonstraram os efeitos positivos da suplementação de L-carnitina em pacientes que sofrem de doenças da artéria coronária e que recebem injeções de L-carnitina. Em um grupo, por exemplo, demonstrou-se o aumento significativo da tolerância aos exercícios entre pacientes tratados com L-carnitina com doenças da artéria coronária. Outros demonstraram também uma maior tolerância a exercícios entre pacientes de doença da artéria coronária tratados com L-carnitina. Em outro estudo, dois grupos semelhantes de pacientes que sofriam de angina pectoris (a dor no peito severa que freqüentemente acompanha o fluxo insuficiente de sangue e oxigênio para o músculo cardíaco) tomaram duas formas diferentes de carnitina. Observou-se uma melhoria notável nos dois grupos durante os trintas dias iniciais nos quais se administrou carnitina por via oral. Entre trinta e sessenta dias, entretanto, observou-se uma melhoria maior no grupo que tomou L-carnitina (50 miligramas por quilograma de peso corporal por dia) mas não no grupo que tomou DL – cartinina (100 miligramas por quilograma de peso corporal por dia). Muitas pessoas consomem gérmen de trigo e o óleo derivado do gérmen de trigo como fontes de vitamina E “natural” e octacosanol. Não há indícios persuasivos que sugiram que a vitamina E ou qualquer outra substância derivada dessas fontes seja mais eficaz do que a vitamina E comprada em cápsulas. Além disso, o óleo contido nessas cápsulas é muito menos propenso à rancidez do que o do gérmen de trigo. Foi elaborado um argumento não-convincente, com base em pesquisas inadequadas, de que o óleo de gérmen de trigo é superior aos suplementos concentrados de vitamina de vitamina E. A razão disso, segundo alegações, é que o óleo de gérmen de trigo contém octacosanol, um álcool de 28 carbonos. Atualmente, os fabricantes e divulgadores do óleo de gérmen de trigo competem em relação à quantidade de octacosanol contida em seus respectivos produtos. O fato é que há poucas informações na literatura científica que indiquem que o octacosanol desempenhe um papel significativo na biologia e saúde humanas. É interessante e instrutivo notar que os autores de artigos que divulgam o octacosanol freqüentemente citam um documento científico específico, sugerindo claramente que esse documento trata do reagente catalisador octacarbonila de dicobalto, que nada tem a ver com octacosanol! Uma observação final sobre esse assunto: atualmente, parece que descobertas anteriores que mostram um possível papel benéfico do óleo de gérmen de trigo no tratamento da distrofia muscular talvez tenham sido resultantes de uma substância inteiramente diferente, como o selênio, que hoje parece ter uma possível função nesse distúrbio, embora ainda não se tenha demonstrado claramente isso. Relatou-se, há algum tempo, que a suplementação de carnitina reduz significativamente os lipídios sangüíneos totais (gorduras e substâncias semelhantes à gordura), uma descoberta confirmada recentemente por pesquisadores japoneses que relataram que a administração oral de 900 miligrama de L-carnitina diminuiu notavelmente os níveis sangüíneos de triglicerídeos, um dos lipídios envolvidos nas doenças cardiovasculares. A L-carnitina oral, neste estudo, foi tão eficaz quanto a L-carnitina intravenosa. O efeito continuou enquanto se deu continuidade à administração de carnitina; os níveis de triglicerídeos aumentaram novamente quando se suspendeu a administração da carnitina. Não se observou nenhum efeito sobre o colesterol. Entretanto, em outros estudos, a administração oral de 1 grama de L-carnitina diariamente durante um período de dez a quinze semanas gerou um aumento substancial no colesterol HDL em dois homens normais. O HDL é o colesterol “bom”, a parte protetora contra a doença da artéria coronária. As pesquisas realizadas até o momento sugerem um papel potencialmente importante para a L-carnitina no tratamento e possivelmente na prevenção de algumas formas de doenças cardiovasculares. Entretanto, hoje não existem indícios que as pessoas com níveis normais de carnitina e metabolismo normal de ácidos graxos se beneficiem da suplementação não alimentícia de carnitina. Maiores pesquisas estão garantidas. Demonstrou-se recentemente, em um estudo bem projetado, que a suplementação de L-carnitina aumenta a distância que os pacientes de claudicação intermitente decorrente de doença vascular periférica conseguem caminhar. Quanto às alegações relacionadas aos músculos e ao vigor, demonstrou-se que os pacientes com algumas formas de doenças que enfraquecem os músculos, em sua maioria hereditárias, apresentam deficiências de carnitina que, em algumas instâncias, respondem à suplementação de carnitina. As alegações de que a carnitina pode ajudar a desenvolver a musculatura e aumentar a resistência física levaram à sua adoção entre alguns atletas e adeptos da musculação. È possível que os indivíduos normais possam se beneficiar do aumento da energia proporcionado por suplementos de carnitina, mas não há provas de que isso realmente aconteça. Nem tampouco há muitos indícios de que a carnitina ofereça proteção direta contra doenças hepáticas. As deficiências de carnitina, entretanto, podem atrapalhar os processos normais do metabolismo hepático das lipoproteinas, contribuindo para elevações potencialmente danosas dos níveis sangüíneos de triglicerídeos e colesterol. (Veja a discussão acima sobre doenças cardiovasculares.) Quanto ao diabetes, embora tenham sido relatadas anormalidade no metabolismo da carnitina em diabéticos, não há provas de que a suplementação de carnitina previna o diabetes. O argumento de que a carnitina oferece proteção contra doenças renais aparentemente provém de relatos de que a deficiência de carnitina em pacientes de falência renal que passam por hemodiálise, hoje freqüentemente observada, possa ser prevenida através da suplementação oral de carnitina. Não há indícios, entretanto, de que esses suplementos beneficiem indivíduos normais que buscam prevenir o desenvolvimento de problemas renais. Postulou-se que a carnitina seria um suplemento útil para os indivíduos em dietas de baixa caloria; que a carnitina, aumentando a eficiência da oxidação dos ácidos graxos (aumentando a taxa de queima das calorias armazenadas sob forma de gordura) seria capaz de aumentar a tolerância a dietas de baixa caloria, reduzindo a sensação de fome e franqueza que resultam da oxidação menos eficiente das gorduras. Trata-se de uma idéia intrigante que vale a pena investigar. Do lado negativo, precisamos observar que foram relatados sintomas da miastenia (franqueza progressiva de certos grupos de músculos sem indícios de atrofia ou desgaste) em pacientes renais mantidos em hemodiálise e suplementação de DL-carnitina por tempo prolongado. Os sintomas desapareceram com a suspensão da administração da DL-carnitina. Quando, mais tarde, esses mesmos pacientes receberam uma forma L de carnitina (L-carnitina), os sintomas da miastenia não voltaram. Essas descobertas sugerem que os suplementos devem ter a forma de L-carnitina, e não de DL-carnitina. Desconhece-se qual seria a ingestão ideal de L-carnitina na alimentação. Na verdade, a quantidade de L-carnitina na alimentação ocidental média permanece indefinida. Uma análise não publicada de pacientes hospitalizados nos Estados Unidos mostrou uma ingestão de carnitina na alimentação entre 2 miligramas a 300 miligramas por dia. Até que tenhamos maiores – e melhores – informações em mãos não podemos faze nenhuma recomendação. As fontes mais ricas de L-carnitina na alimentação são as carnes vermelhas (carneiro e boi, em particular). Os laticínios contém L-carnitina. Vegetais, frutas e determinados cereais contém pouco ou nenhum carnitina. (O abacate contém alguma; o tempeh, produto fermentado da soja, também.) Existem suplementos disponíveis nas formas DL e L. Se usar suplementos de carnitina, use apenas a L-carnitina. Lembre-se de que ficou demonstrado que a forma DL da carnitina causa uma síndrome semelhante à miastenia em alguns pacientes. A forma L-carnitina, por outro lado, não gerou efeitos colaterais negativos, nem mesmo em indivíduos que tomaram 1,6 grama diária durante mais de um ano.
  17. Qual é a diferença entre um produto com "Ácido linoleico Conjugado" e a L-carnitina ? Qual faz melhor efeito para a definição muscular e perda de massa adiposa? Já agora há efeitos secundários ?
  18. Oi tudo bem ? Meu nome é Samuel tenho 16 anos, peso atualmente 88, quando comecei pesava 100, nunca tinha alcançado os 100 quilos e quando vi aquilo acontecer tive que tomar providências, comecei a fazer academia e cortar gorduras, frituras, refrigerantes etc... Faço a dois meses e tive um desempenho absurdo, perdi muita gordura e ganhei bastante músculo, tenho um metabolismo pessimo, então comecei a tomar termogênico, especificamente thermo abdômen, eu queria saber se posso auxiliar ele com a l carnitina, e existe algo que eu possa tomar para queimar gordura durante a noite ? Sou endomorfo, tenho muita facilidade em ganhar massa muscular, é recomendado whey ? Se sim qual tipo ? E posso comprar um barato ? Ah algo que eu possa comer para que axulie o aceleramento do metabolismo como uma vez me disseram para bater gengibre com beringela, sou determinado e procuro o melhor para minha saúde e aparência dicas e conselhos obrigado. Att
  19. Oiiii pessoal, Eu tava procurando no fórum sobre a L cartinina, pois to vendo uma galera falando a midway fez uma nova formulação e está funcionando bem, procurei por aqui mas só achei coisas antigas, queria saber se alguém tem alguma informação, se é boa, se vale a pena, etc...
  20. Olá, ganhei meio litro de L carnitina, e vou começar a tomar antes dos treinos, alguém pode me dizer se realmente faz efeito?? só queima gorduras? ou vou perder massa muscular tb?? Como funciona?? bjs e até mais...
  21. Minha ultima duvida sobre CLA, ja li bastante, pesquisei bastante e resolvi experimentar, só me resta uma duvida, devo tomar o CLA em dias off (ex; final de semana ou dias que nao for na academia)?? Muito obrigado pra quem responder e abraço pra todos!!!
  22. Estou querendo definir o adomem sem perder massa , e faço uso de Wheym protein, Creatina e agora passei a tomar L- Carnitina, devo continuar com a creatina mesmo tomando a L- Carnitina?
  23. Tenho 16 anos, 1.83m, 78kg 20% de gordura, faço musculação 3x por semana e spinning (aeróbico) 45min quase todos os dias. Sou magro, mas tenho uma barriga que incomoda gostaria de definir o abdomen e ganhar mais massa muscular, queria saber se adianta alguma coisa tomar L-Carnitina e se adianta quando e quanto devo tomar.. caso não adiante o que eu poderia tomar que não desse nenhum tipo de efeito colateral. Valeu.
  24. A L-carnitina é um nutriente produzido naturalmente pelo nosso corpo através da Lisina, Metionina, Vitamina C, B3, B6 e ferro. Mas devido a nossa grande demanda através de nossas atividades diárias, não conseguimos aproveitar ao máximo os efeitos desse excelente nutriente sendo assim necessária sua suplementação para efeitos mais acentuados quanto à energia e queima de gordura. Uma das justificativas mais usadas para o uso da l-carnitina é que por não ser neuro-estimulante, ou seja, não ser à base de xantinas ou outras inas, a mesma não causa aceleração cardíaca nem sensações de pilha e alerta se tornando ótima opção até para cardíacos que visam perda de peso e definição corporal. A L-Carnitina tem ações biológicas de extrema importância como ser responsável por aumentar as defesas imunológicas de nosso corpo, baixar os níveis de colesterol ruim, aumentar diversas capacidades mentais, queima da gordura na mitocondria gerando energia aos musculos dentre diversos outros benefícios com seu uso via suplementação isolada. Ao contrário do que muitos acreditam e pregram, os termogênicos NÃO devem ser utilizados pré-treino tendo em vista que o momento do treino já é um horário de natural termogênese. O uso de um termogênico no período pré-treino irá causar um efeito tampão neste momento natural sem falar na energia “falsa” não advinda de energia muscular, mas neurotransmissora que o termogênico produz, o que pode ser ainda mais catabolítico neste momento. Em outros horários onde o indivíduo realmente necessita desta aceleração certamente ele não o faz. DOSES E EFEITOS ADVERSOS Sua dose indicada é de 2 a 6g por dia para resultados satisfatórios, dose dependente de PROTOCOLO, dieta, treino, tipo físico e fase de treinamento em que se encontra. Não se tem relatado na literatura efeitos adversos com o uso desta amina. REFERÊNCIAS 1. Laurberg P, Andersen S, Bulow P, I, Carle A. Hypothyroidism in the elderly: pathophysiology, diagnosis and treatment. Drugs Aging. 2005;22(1):23-38. 2. Jayakumar RV. Hypothyroidism. J Indian Med Assoc. 2006 Oct;104(10):557-60, 562. 3. Heitman B, Irizarry A. Hypothyroidism: common complaints, perplexing diagnosis. Nurse Pract. 1995 Mar;20(3):54-60. 4. Caturegli P, Kimura H, Rocchi R, Rose NR. Autoimmune thyroid diseases. Curr Opin Rheumatol. 2007 Jan;19(1):44-8. 5. Maji D. Hyperthyroidism. J Indian Med Assoc. 2006 Oct;104(10):563-7. 6. Sinclair C, Gilchrist JM, Hennessey JV, Kandula M. Muscle carnitine in hypo- and hyperthyroidism. Muscle Nerve. 2005 Sep;32(3):357-9. 7. Olson BR, Klein I, Benner R, et al. Hyperthyroid myopathy and the response to treatment. Thyroid. 1991;1(2):137-41.
×
×
  • Create New...