Ir para conteúdo

Flexão de quadril

ou abdominal com flexão de quadril

Flexão de quadril: posição inicial Flexão de quadril: posição intermediária Flexão de quadril: posição final Flexão de quadril: posição intermediária

Ampliar posições do movimento:

  • Flexão de quadril: posição inicial
  • Flexão de quadril: posição intermediária
  • Flexão de quadril: posição final

Vídeo explicativo:

Execução correta ou padrão:

  1. Posicionar-se próximo a um espaldar e apoiar a mão;
  2. Esticar as pernas;
  3. Flexionar o quadril tirando-o um pouco do solo;
  4. Contrair o abdome em todas as fases do movimento.

Erros comuns ou movimentos evitados:

  • Realizar o movimento encurtado, trabalhando mais o reto femoral da coxa do que o abdome;
  • Ao executar o exercício no aparelho, balançar as pernas muito para trás, facilitando o movimento e gerando riscos para a coluna pela hiperextensão lombar.

Músculos envolvidos:

  • Abdome.
Luan Viana
  • , 965 visualizações

Participaram da produção do(a) Flexão de quadril:


Comentários

Comentários Destacados

Não há comentários para mostrar.



Participe nos comentários

Você pode postar agora e se registrar em seguida. Se você já tem uma conta, entre agora para postar pela sua conta.

Visitante
Adicionar um comentário

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   O link foi incorporado automaticamente.   Exiba como um link normal

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Luan Viana
      Deitar-se no colchonete com a pernas flexionadas; Posicionar as mãos atrás da cabeça ou em frente à cabeça; Fazer a flexão do tronco com o queixo bem próximo ao peito.
    • Por carloslk18
      Boa tarde galera , ennnntão .. Estou com um probleminha , tentarei ser o mais breve possivel, treino a 2 anos estou com o treino abaixo já alguns meses ,tenho dieta e estou em fase de ganho , porém devagar sem exageros, aquele famoso devagar e sempre, aumento mas com qualidade, n me importo se demorar mais, estou atualmente com um ABCD , feito pelo #stein , tive ótimos ganhos depois que saí do ABC, o treino caiu como uma luva, porém estou vendo uma dificuldade imensa em  ter aumento nos musculos do abdomen , parece que n saiu do lugar de 1 ano pra cá, músculos bem rasos sem definição aparente, parece que não acompanhou o restante do corpo,  então queria saber a opinião de vocês ,oq daria pra eu fazer ainda neste treino , tirar repetiçoes e exercicios pra colocar mais de abs? Abs antes do treino? Devo encaixar Depois? Não faço a minima ideia.
      Treino de seg. a sab.
      Sou Ectomorfo.
      Tenho 24 anos.
       
      --- A / bíceps / quadriceps / abs
      5 X Rosca com alteres no banco a 45°
      5 X Rosca na polia + rosca inversa
      5 X Agachamento completo
      5 X leg 45° amplitude máxima
      3 X extensora
       
      5 X ABS
       
      ================================================
      --- B / peito/ femoral / panturrilha
      4 X Supino
      4 X fly com alteres ou voador
      4 x paralelas
      5 X stiff
      5 X flexora
       
      5 X Gêmeos em pé
       
      ================================================
      --- C / costas/ trapézio /
      3 X Barra fixa ou puxador articulado
      4 X remada articulada / baixa / curvada
      2 X remada unilateral
      5 x terra
       
      3 X encolhimento barra pela frente
      3 X elevação Posterior
      ================================================
      --- D / ombro/ tríceps/ 
      5 X desenvolvimento arranque
      3 x elevação lateral sentado
      3 x elevação anterior ou power press
      3 X testa
      4 X supino fexado + apoio banco
      4 X polia com corda ou barra
    • Por Leena Fabrini
      Argumentos a Favor da Execução Lenta em Abdominais
      Os fisiculturistas sempre fizeram repetições de forma lenta e controlada, pois, assim, melhor se trabalha o músculo alvo, em vez de depender de impulso para "enganar" no exercício.
      Portanto, as flexões devem ser realizadas a uma velocidade não mais rápida que de 2 segundos nas repetições positivas (concêntricas) e também de 2 segundos nas negativas (excêntricas).
      Argumentos a Favor da Execução Rápida em Abdominais
      Repetições rápidas (a uma velocidade de 1 segundo ou menos nas positivas) podem ajudar a trabalhar mais fibras musculares, levando a um melhor desenvolvimento muscular, incluindo o abdômen.
      Pesquisas Científicas
      Pesquisadores espanhóis testaram a atividade muscular do músculo reto-abdominal, dos oblíquos externos, dos oblíquos internos e dos armadores da coluna vertebral, enquanto eram feitas flexões repetitivas nas seguintes velocidades: 4 segundos, 2 segundos, 1.5 segundo, 1 segundo ou o mais rápido possível.
      Eles relataram que com o aumento da velocidade de repetição, a atividade muscular aumentou. O melhor desenvolvimento ocorreu nos oblíquos externos, que foram mal foram trabalhados nas velocidades mais lentas, mas aumentaram em mais de seis vezes na velocidade mais rápida.
      Conclusão: Repetições mais Rápidas Recrutam mais Fibras Musculares
      As repetições rápidas ajudam a trabalhar mais fibras musculares da barriga e, particularmente, a transformar um exercício de abdômen, como a flexão, em um exercício de oblíquo bastante efetivo.
      Certifique-se de combinar as velocidades de repetição dos exercícios abdominais – como as flexões – indo de movimentos lentos e controlados para alguns treinos a tão rápidos quanto você puder para outros treinos. Isso pode ajudá-lo a construir um abdômen forte e poderoso.
      Fonte: STOPPANI, Jim. SLOW VS. FAST CRUNCHES Wich speed is most effective for ab training?, Revista Flex, março de 2010, pp. 92.
    • Por Leena Fabrini
      A gordura abdominal ou visceral aumenta o risco da diabete tipo 2, a hipertensão, aumenta a gordura no sangue, o risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.
      O problema é mais grave nos homens do que nas mulheres, mas muitas mulheres armazenam mais gordura nas vísceras após a menopausa.
      Uma pesquisa australiana reuniu os resultados de 35 estudos (meta-análise) e constatou que o exercício aeróbio é melhor para diminuir a gordura visceral. A maioria dos estudos acerca do treino com peso mostrou apenas pequenos efeitos.
      Os pesquisadores não conseguiram encontrar provas suficientes para dizer que a combinação de exercício aeróbico com musculação funcionou melhor do que o aeróbico sozinho. Eles concluíram que a intensidade moderada de exercício aeróbico – 150 minutos por semana – diminui a gordura abdominal.
      Fontes: Obesity Reviews, 13: 68-91, 2011 e Revista Muscular Development, janeiro/2013, pg. 74.
×
×
  • Criar Novo...