Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
rodrigo968

Supino Reto com Halteres e Fly Reto são a mesma coisa?

Avalie este tópico:

Post Destacado

Acho q o efeito é parecido ... só é um variante do supino..

O supino com halteres no final do movimento com os braços esticados é certo encostar os halteres? ou eles tem q ficar separados até o final?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O supino reto com halteres é um exercício multiarticular que trabalha deltoides, tríceps e, claro, peitoral. esse exercício é mais estimulador do que o supino reto com barra. Não convém bater um halter contra o outro na fase concentrica do movimento, já que deve-se parar no topo do movimento para aumentar o estimulo de contração.

O Fly é um exercício monoarticular que trabalha os deltoides e o peitoral, porém, segundo especialistas, esse exercício tem melhor efeito nos peitorais quando aplica-se no final da rotina, com maior número de repetições e usando sistema de polias, já que é um exercicio isolador.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O supino reto com halteres é um exercício multiarticular que trabalha deltoides, tríceps e, claro, peitoral. esse exercício é mais estimulador do que o supino reto com barra. Não convém bater um halter contra o outro na fase concentrica do movimento, já que deve-se parar no topo do movimento para aumentar o estimulo de contração.

O Fly é um exercício monoarticular que trabalha os deltoides e o peitoral, porém, segundo especialistas, esse exercício tem melhor efeito nos peitorais quando aplica-se no final da rotina, com maior número de repetições e usando sistema de polias, já que é um exercicio isolador.

Dessa forma o colega acima considerou o Fly como o conhecido Crucifixo, o que eu também faço.

Esse Fly que a Lip falou com rotação dos punhos no fim do movimento, não vejo diferença para o trabalho do peitoral (em comparação com o supino com halteres), a única lógica que consegui achar até hj, para essa rotação dos punhos, é permitir aproximar mais as mãos ao fim do movimento por causa do tamanho dos halteres.

Mas se pensarmos que a musculatura nesse caso é trabalhada principalmente em função da gravidade talvez não seja necessário aproximar tanto as mãos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por Talles Sucesso
      Alinhar os halteres ligeiramente mais abertos do que a linha dos ombros (os punhos devem estar alinhados com os cotovelos no ângulo de 90º); Manter o tronco e quadril encostados no banco (curvatura natural da coluna); Fixar os pés no solo; Flexionar os cotovelos para baixo com o máximo de amplitude possível (descer os halteres além da linha do tronco) e na linha média do tórax; Estender os cotovelos ao máximo mantendo os halteres paralelos (sem encostar os halteres ao final e sem realizar o encaixe articular).
    • Por Talles Sucesso
      Deitar no banco apoiando completamente o tronco, o qual deve se mantido ereto e apoiado durante toda a execução; Manter os dois pés no solo; Pegar a barra com as mãos na largura aproximada dos ombros; Manter os cotovelos fechados; Descer a barra próximo ao diafragma (alinhar a mão e o cotovelo ao vetor do centro de gravidade); Subir a barra com o máximo de amplitude, sem fazer o encaixe articular;
    • Por Luan Viana
      Ajustar as polias na posição alta; Pegar as polias no centro do equipamento e dar um passo à frente; Posicionar os pés de modo ântero-posterior (um pé à frente e outro atrás) ou paralelos, com leve flexão dos joelhos; Inclinar levemente a coluna para frente e manter o tronco ereto; Manter os cotovelos semiflexionados (não fazer o encaixe articular) e voltados para trás; Flexionar o peitoral levando as mãos até a linha média do tórax, tocando ou quase tocando as mãos; Estender ao máximo na volta.
    • Por Talles Sucesso
      Manter os cotovelos semiflexionados; Posicionar os alteres na linha média do tórax; Manter o tronco completamente encostado no banco (curvatura natural da coluna); Estender a musculatura o máximo possível, quase tocando os braços no solo; Flexionar até próximo da linha dos ombros, sem encostar um halter no outro.
×
×
  • Criar novo...