Jump to content

Toxi

Moderador
  • Content Count

    1,828
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    65

Toxi last won the day on October 5 2018

Toxi had the most liked content!

About Toxi

  • Rank
    Intermediário

Detalhes

  • Gênero
    Masculino
  • Profissão
    Nutricionista Esportivo

Recent Profile Visitors

8,612 profile views
  1. Deixa atrofiar. Na TPC você usa o HCG e reverte.
  2. Vou explicar de uma vez por todas, amigos: não precisam ficar usando HCG durante o ciclo e nem durante o cruise. HCG tem potencial estrogênico, estrogênio reduz a atividade dos receptores androgênicos (que é onde seu precioso esteroide se liga), logo, tende a reduzir os efeitos do ciclo. Parem com isso.
  3. Não passa de 100mg por semana pra ela. Se teve tudo isso de colateral, tem que tomar cuidado, provavelmente já teve algum grau de aumento de clitóris e na dimensão das cordas vocais, qualquer uso pode exacerbar isso, ainda mais com uma moça tão jovem. Não precisa TPC pra mulher, só fazer taperdown. SERMs podem ser bem cruéis pras mulheres.
  4. Continua a recomendação. Se quer manter ou conquistar mais resultados, evitar o álcool é o melhor caminho.
  5. Poder, você pode. Compromete os resultados, sem dúvida, mas a grande questão é: quanto álcool você vai beber? Eu não vejo qualquer problema você tomar 1 ou 2 cervejas de vez em quando, agora se for beber destilado a probabilidade de ter problemas é maior. O que pode acontecer é de você ter uma ressaca bem maior e um significativo prejuízo nos ganhos.
  6. Primobolan é bem superior, eu usaria só primo. 100~120mg por semana. Sucesso.
  7. @ERISSON, acredito que se você está preocupado com colaterais pra sua esposa o melhor é não apostar em testosterona, stanozolol, nem outras drogas tão androgênicas. Estipule um limite semanal de 150mg pra ela e foque em hormônios com menos efeitos virilizantes, como oxandrolona, oximetolona e se conseguir, legítima primobolan seria fantástico pra ela. A prática que tenho visto de mim e outros coachs é de que primobolan e GH são as melhores drogas pra mulher, disparados. Menor efeito colateral e um resultado estético bem agradável.
  8. Rapaz, assim fica difícil te ajudar. Precisamos de mais informações, veja o tópico abaixo e então atualize as informações.
  9. Infelizmente, sim hehe Tem outros fitoterápicos como maca peruana, mucuna pruriens, longjack que realmente tem eficácia. Tem alguma coisa no meu tópico. Não tem limite máximo de uso. Você usa de acordo com a clínica.
  10. Pode substituir por arroz, mandioca, macarrão bem tranquilo. 1,5g de batata doce = 1g de arroz ou mandioca ou macarrão.
  11. Vocês estão todos doídos porque eu postei o link aqui como se fosse ter passado por cima de vocês. Eu nem dei bola pro que escreveram, se ofenderam tanto que até desvirtuaram o tópico da moça. Engraçado, todos sempre foram muito amistosos comigo e sempre pareceram gostar bastante das minhas postagens. Só os moços A.S e A.G. que ficam procurando confusão grátis comigo. Engraçado que são dois rapazes que me parecem bastante desatualizados e todo post que vejo parece que precisa de atualização, isto é, correção. Curioso também, que um está sempre ofensivo e o outro vive fazendo spam nos posts. Eu nem dou notificação, porque se não até dizer que é perseguição. Mas fica aqui o aviso, um já está pela bola oito.
  12. Não precisa optar só pelo frango, eu gosto de variar nas dietas. Por exemplo: 200g de frango, mas pode usar 150g de carne vermelha ou 275g de filé de tilápia. As calorias são as mesmas, gosto de jogar assim me parece justo ter opções pra comer mais ou menos dependendo da fome do dia. Se ela não te passa os macros, desconfie rs
  13. Dentre os efeitos dos hormônios anabólico-androgênicos está o de elevar a produção de hemácias (os glóbulos vermelhos) na medula óssea e promover dilatação dos vasos sanguíneos. Pra entender como isso é bom pro seu desempeno (ou mal pra sua saúde) posso comparar o seu músculo com um motor. Motores utilizam oxigênio e combustível pra produzir energia, o músculo também. Aumentando a entrada de oxigênio ou de combustível podemos permitir que mais energia seja produzida, logo, mais potência! Quando um esteroide chega à medula ele é convertido num composto chamado de 17-keto esteroide. O que ele faz é basicamente deixar as células da medula de prontidão, aguardando um sinal pra começar a produzir eritrócitos. Essa molécula é a chamada eritropoietina, produzida no rim, sua produção também é elevada pelos esteroides (fig. 2 JELKMANN, 2000). Os motores possuem entradas de ar, obviamente, pra que o ar entre e ocorra a queima de combustível. Existe um caminho que o oxigênio precisa percorrer desde sua entrada até que chegue ao motor. Semelhante processo ocorre no corpo humano, o ar entra e então percorre um caminho até chegar aos tecidos. É hemácia que leva o oxigênio dos pulmões até seu destino. Os esteroides então aumentam a quantidade de hemácias e também a capacidade delas da incorporarem ferro. É o ferro que “segura” o oxigênio na hemácia. Não só isso, também ocorre aumento do chamado de 2,3-Difosfoglicerato que é quem faz a hemácia “soltar” o oxigênio por aí. Então, temos aumento na: quantidade de hemácias, capacidade de transportar o oxigênio e capacidade de liberar esse oxigênio. Assim como os compressores aumentam a entrada de ar no motor, o melhoramento no funcionamento e quantidade de hemácias permitirá mais oxigênio disponível e, com mais oxigênio pode se produzir mais energia (pra contração muscular). Os esteroides ainda reduzem a entrada de cálcio na célula epitelial (aquela do vaso sanguíneo). É através do cálcio que os vasos se contraem (fig. 3. JONES et al., 2003), sendo assim, se há menos cálcio há menor contração dos vasos sanguíneos. Ao mesmo tempo ativam a produção de Óxido Nítrico que causa vasodilatação (fig.4. AKISHITA; YU, 2012). Isso tudo permitirá que o sangue corra mais livremente, facilitando aquelas hemácias multiplicadas e melhoradas chegarem a seus músculos. É como se houvesse um aumento na admissão do motor: chega mais oxigênio e mais combustível, o resultado é claro só pode ser melhora de rendimento. Isso tudo é saudável quando os esteroides estão em níveis fisiológicos, isto é, que o próprio corpo produz, mas o uso exacerbado pode gerar produção excessiva de hemácias (chama-se policitemia), aumentando muito o volume de sangue. Alguns hormônios ainda se convertem em estrogênio que conhecidamente podem causar retenção de água, inclusive no sangue. Acontece que os vasos sanguíneos dilatam só até certo ponto, nem sempre sendo o suficiente pra sustentar esse volume extra de líquido. O resultado pode ser hipertensão e risco de trombose aumentado. Importante salientar que uso de esteroides em cápsula e anticoagulantes requer cuidado, já que os hormônios orais (17-a alquilados) reduzem a coagulação sanguínea por elevar os níveis de plasminogênio, proteína C e Antitrombina 11. Alguns usuários de esteroides ainda procuram usar AAS Infantil pra reduzir a produção de hemácias, acontece que esse medicamento só reduz os fatores de coagulação sendo útil só pra evitar trombose. Assim como o excesso é prejudicial à saúde, a deficiência de hormônios anabólico-androgênicos também causará problemas, pois com a falta deles os efeitos vasodilatadores e antitrombóticos são perdidos. Podemos observar na figura 5 (BORS et al., 2014) que existe um meio termo onde os andrógenos são saudáveis pro sistema cardiovascular, acima ou abaixo disso pode ocorrer problemas. Referências doi.org/10.1016/S0149-2918(01)80114-4 doi.org/10.3275/6149 doi.org/10.2174/1389201003379068 doi.org/10.1038/sj.bjp.0705141 doi.org/10.1186/s12916-014-0211-5
×
×
  • Create New...