Carregando...
Ir para conteúdo

Crucifixo na polia


Como fazer crucifixo na polia (crossover ou fly) do jeito certo. Orientação do personal trainer Luan Viana. Conheça os erros mais comuns. Obtenha mais benefícios para os seguintes músculos: peitoral, parte anterior do deltoide.



Crucifixo na polia: posição inicial Crucifixo na polia: posição intermediária Crucifixo na polia: posição final Crucifixo na polia: posição intermediária Crucifixo na polia: posição inicial
Baixar animação

Passo a passo para execução correta:

  1. Ajustar as polias na posição alta;
  2. Pegar as polias no centro do equipamento e dar um passo à frente;
  3. Posicionar os pés de modo ântero-posterior (um pé à frente e outro atrás) ou paralelos, com leve flexão dos joelhos;
  4. Inclinar levemente a coluna para frente e manter o tronco ereto;
  5. Manter os cotovelos semiflexionados (não fazer o encaixe articular) e voltados para trás;
  6. Flexionar o peitoral levando as mãos até a linha média do tórax, tocando ou quase tocando as mãos;
  7. Estender ao máximo na volta.

Músculos trabalhados:

  • Peitoral;
  • Parte anterior do deltoide.

Erros comuns:

  • Inclinar demasiadamente o tronco;
  • Flexionar excessivamente os cotovelos;
  • Balançar o tronco.

Imagens do movimento:

  • Crucifixo na polia: posição inicial
  • Crucifixo na polia: posição intermediária
  • Crucifixo na polia: posição final

Vídeo explicativo:

Assinar nosso canal no YouTube

Participaram da produção deste exercício:

Publique seu conteúdo como colaborador


Comentários

Comentários Destacados



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Luan Viana
      Posicionar as mãos na barra na largura dos ombros; Subir o corpo com a coluna reta; Manter os joelhos com uma pequena flexão; Trazer a barra próximo ao queixo, levantando bem os cotovelos e contraindo voluntariamente os ombros e bíceps; Descer a barra alongando a musculatura até embaixo, sem relaxar os ombros, que devem permanecer contraídos.
    • Por WEBIER
      PESSOAL,

      tenho uma lesão no ombro esquerdo que tende a piorar quando pego pesado no Supino (mais de 100kg)....

      Exemplo: Pego 120KG hoje... passo 2 meses sentindo o marquito rotador (ombro)... aquela dorzinha que quando movimento o ombro, doe...

      ai diminuo peso... faço supino na barra estabilizada (maquina de agachamento).... e talz... e diminui bastante... passo 3 meses assim...

      Ai vou lá denovo... começo a aumentar o peso... 70, 80, 90, 100, 110, 120.... dor de novo....

      Sei q deveria fazer resonancia.. fisioterapia.... parar de malhar um tempo e talz... SÓ Q NÃO VOU FAZER ISSO! RSRSRS

      Então vamos ao que interessa:
      Quero continuar malhando peito sem FUDER meu ombro...

      O que vcs aconselham no sentido de treinamento?
      -muita repetição? usar halteres? ou qq tecnica?

      Quero uma treinamento onde eu não fique com o musculo do peito estaguinado... quero q ele cresça... fadigue e etc.

      Andei olhando um exercicio para fortalecer o maquito rotador... devo fazer ele?

      Há algum medicamente propicio para essa inflamação na cartilagem?

      Meu treino é assim:
      3 exercicio para peito (supino reto, crucifixo, inclinado)
      3 exercicio para ombro (desenvolvimento trás, levantamento de halteres lateral e crucifixo invertido)
      3 exercicio para triceps (triceps no pulley, francez, paralela)...

      Descanso de 72hs entre treino de peito..
    • Por Talles Sucesso
      Manter os cotovelos ligeiramente flexionados (evitar o encaixe articular); Posicionar os alteres na linha média do tórax; Manter o tronco (curvatura natural da coluna) e quadril completamente encostados no banco; Fixar os pés no solo; Estender a musculatura o máximo possível, quase tocando os halteres no solo; Flexionar até próximo da linha dos ombros, sem encostar um halter no outro.
    • Por Talles Sucesso
      Alinhar os halteres ligeiramente mais abertos do que a linha dos ombros (os punhos devem estar alinhados com os cotovelos no ângulo de 90º); Manter o tronco e quadril encostados no banco (curvatura natural da coluna); Fixar os pés no solo; Flexionar os cotovelos para baixo com o máximo de amplitude possível (descer os halteres além da linha do tronco) e na linha média do tórax; Estender os cotovelos ao máximo mantendo os halteres paralelos (sem encostar os halteres ao final e sem realizar o encaixe articular).
    • Por Talles Sucesso
      Deitar no banco apoiando completamente o tronco, o qual deve se mantido ereto e apoiado durante toda a execução; Manter os dois pés no solo; Pegar a barra com as mãos na largura aproximada dos ombros; Manter os cotovelos fechados; Descer a barra próximo ao diafragma (alinhar a mão e o cotovelo ao vetor do centro de gravidade); Subir a barra com o máximo de amplitude, sem fazer o encaixe articular;



×
×
  • Criar novo...