Jump to content

Mesa flexora: como fazer [certo!] e benef√≠cios ūüŹč

Aprenda como fazer mesa flexora da melhor maneira (execu√ß√£o correta) com nosso personal trainer Talles Sucesso. Conhe√ßa os erros mais comuns para conseguir mais benef√≠cios para os m√ļsculos posterior de coxa, panturrilha.

Talles Sucesso
  • , 3,412 views
Assinar nosso canal no YouTube

Imagens do movimento deste exercício:

  • Mesa flexora: posi√ß√£o inicial
  • Mesa flexora: posi√ß√£o intermedi√°ria
  • Mesa flexora: posi√ß√£o final

Animação deste exercício:

Mesa flexora: posição inicial Mesa flexora: posição intermediária Mesa flexora: posição final Mesa flexora: posição intermediária
Baixar animação

Para fazer a execução correta do exercício mesa flexora você deve seguir os seguintes passos:

  1. Ajustar o braço do equipamento para a maior amplitude possível;
  2. Apoiar o braço do equipamento próximo da borda superior do tênis;
  3. Manter o tronco e a cabeça apoiados no banco;
  4. Manter a ponta dos pés voltadas para baixo (posição neutra);
  5. Deixar os pés alinhados com a cabeça do fêmur (posição natural);
  6. Flexionar o joelho com amplitude m√°xima;
  7. Fazer a extens√£o completa na volta.

O exerc√≠cio mesa flexora serve para para a hipertrofia, fortalecimento ou desenvolvimento dos seguintes m√ļsculos:

  • Posterior de coxa;
  • Panturrilha.

Para ter mais benef√≠cios com este exerc√≠cio e evitar les√Ķes, voc√™ tem que tomar cuidado com os seguintes movimentos errados:

  • Movimentar o quadril (retirar as coxas do banco);
  • Aproximar demasiadamente os p√©s;
  • Afastar demasiadamente os p√©s.

Participaram da produção do(a) Mesa flexora:


User Feedback

Recommended Comments



Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Add a comment...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By Cassio Schoen
      Agachamento
      O agachamento em si dispensa apresenta√ß√Ķes. √Č um exerc√≠cio excelente para o desenvolvimento de gl√ļteos e coxas. Um movimento funcional que qualquer indiv√≠duo pode executar. Desde iniciantes a¬†avan√ßados, mas, claro, que de acordo com os¬†limites de cada um. Mesmo sendo um movimento funcional, precisamos ter alguns cuidados durante a sua execu√ß√£o. O cuidado principal no agachamento √©¬†¬†com a coluna vertebral e com as articula√ß√Ķes do quadril, joelho e tornozelo. A¬†execu√ß√£o correta do agachamento est√° na se√ß√£o de exerc√≠cios.
      Afundo
      Por sua vez, o afundo tamb√©m surge como uma √≥tima pedida para quem deseja alcan√ßar coxas e gl√ļteos bem desenvolvidos. O afundo √© um exerc√≠cio multiarticular que se assemelha muito ao agachamento pelos m√ļsculos envolvidos. A execu√ß√£o correta do afundo est√° na se√ß√£o de exerc√≠cios.¬†
      Agachamento e afundo
      Tanto o agachamento quanto o afundo s√£o exerc√≠cios b√°sicos para quem busca hipertrofia de coxas e gl√ļteos (bumbum). N√£o h√° fichas de treinos que n√£o incluam esses dois. Ambos s√£o exerc√≠cios que possuem diversos tipos de varia√ß√Ķes para sua execu√ß√£o.
      Vamos analisar apenas o agachamento tradicional (pés alinhados, confortavelmente dispostos na linha dos ombros) e o afundo partindo de uma posição neutra com a projeção de um dos membros a frente.
      Qual é o melhor para hipertrofia?
      Qual é o mais eficiente para hipertrofia: agachamento ou afundo? Vamos comparar a ativação muscular de três grupos musculares:
      gl√ļteos; quadr√≠ceps; posteriores de coxa. Utilizamos¬†como base tr√™s autores que est√£o referenciados no final dessa mat√©ria. Cada pesquisa se utilizou de m√©todos diferentes de realiza√ß√£o do estudo,¬†¬†com cargas e n√ļmeros de repeti√ß√Ķes diferentes. Em todas as pesquisas foi¬†utilizado o exame de eletromiografia para coleta de dados.
      Ativa√ß√£o do gl√ļteo
      Em rela√ß√£o a ativa√ß√£o do gl√ļteo (bumbum):
      Dois dos autores evidenciaram, por conta de exames de eletromiografia (IMG), que o gl√ļteo m√°ximo teve uma maior ativa√ß√£o durante o exerc√≠cio afundo. Foi constatada¬†uma diferen√ßa acima de 20% em favor do¬†afundo em rela√ß√£o¬†ao agachamento. Todavia, um dos autores destacou que n√£o identificou diferen√ßa significativa com rela√ß√£o a ativa√ß√£o do gl√ļteo m√°ximo nos dois exerc√≠cios.
      Ponto para o afundo (afundo 1 x 0 agachamento). Ativação do quadríceps
      Em relação ao quadríceps:
      Um dos autores afirma que o afundo tem uma maior ativação do quadríceps. Outro autor novamente relata não haver diferença significativa entre os dois exercícios para ativação do quadríceps. O terceiro estudo não realizou esse tipo de comparação para esse grupo muscular.
      Ponto para o afundo (afundo 2 x 0 agachamento). Ativação dos posteriores de coxa
      Em relação ao grupo muscular dos posteriores de coxa:
      Nesse caso, os autores são divergentes. Um estudo aponta o afundo como maior ativador desse grupo muscular. Outro estudo aponta o agachamento. O percentual de divergência foi pequeno. O terceiro estudo conclui que o agachamento tem uma maior ativação durante a fase concêntrica apenas.
      Ponto para os dois (afundo 3 x 1 agachamento). Conclusão
      Ambos os exerc√≠cios s√£o excelentes para os tr√™s grupos musculares citados acima.¬†Por√©m, vale salientar que, segundo esses tr√™s autores, o exerc√≠cio afundo tem um percentual maior de ativa√ß√£o no quadr√≠ceps e no gl√ļteo. H√° uma pequena diverg√™ncia em rela√ß√£o ao grupo muscular da regi√£o posterior da coxa.
      Independentemente disso, os dois são excelentes exercícios que devemos incluir sempre no nosso treinamento, para qualquer objetivo na musculação. A ativação  das musculaturas nesses exercícios também depende de outros fatores como:
      amplitude de movimento; carga;¬† cad√™ncia do movimento; seu n√≠vel atual de treinamento. Tanto o agachamento quanto o afundo tamb√©m s√£o exerc√≠cios que fortalecem outras regi√Ķes do corpo, como, por exemplo, a regi√£o do core abdominal. Eles podem ser combinados em s√©ries de Bi Set ou Tri Set, por exemplo. Em resumo, fa√ßa os dois exerc√≠cios.
      Curta, compartilhe e comente no Instagram
       
      Estudos de referência:
      Cinesiologia e musculação / Cláudia Silveira Lima, Ronei Silveira Pinto. - Porto Alegre: Artmed, 2006.
      Compara√ß√£o da ativa√ß√£o mioel√©trica do gl√ļteo m√°ximo e b√≠ceps femoral entre os agachamentos paralelo e com passada √† frente - Rev. bras. educ. f√≠s. esporte vol.26 no.3 S√£o Paulo July/Sept. 2012.
      BRADLEY A. DeFOREST, GREGORY S. CANTRELL, BRIAN K. SCHILLING. Muscle Activity in Single VS. Duble Leg Squats. International Journal of Exercise Science 7(4) : 302-310, 2014.
    • By Talles Sucesso
      Colocar uma das pernas à frente, afundar com a coluna ereta e pegar os halteres; Posicionar os pés na largura dos ombros; Fixar um ponto à frente para se equilibrar; Manter a coluna ereta (fazendo isometria da lombar e do abdome); Flexionar a perna da frente concentrando a força no calcanhar e levando a outra perna atrás até encostar ou quase o joelho no chão; Fazer o movimento na vertical (para cima) e não para frente; Evitar fazer força com a pena de trás, concentrar a força na perna que está à frente; Trocar a perna à frente e repetir o afundo, progredindo em passadas.  
    • By Talles Sucesso
      Ajustar o apoio das pernas um pouco acima da linha da articulação do tornozelo e com o braço em máximo de amplitude possível; Ajustar o encosto de modo que as costas fiquem completamente apoiadas; A parte posterior do joelho deve estar completamente apoiada no assento; Manter a ponta dos pés apontadas para cima; Estender completamente os joelhos, sem realizar o encaixe articular.
    • By Luan Viana
      Ajustar a dist√Ęncia do assento do modo mais pr√≥ximo poss√≠vel da plataforma; Ajustar o encosto do modo mais ereto poss√≠vel; Posicionar o p√© de forma neutra (ponta do¬†p√©¬†para cima) no meio da plataforma e na mesma linha do ombro do respectivo lado; Apoiar as m√£os nos suportes da m√°quina; Imprimir a for√ßa no calcanhar; Manter o tronco ereto e apoiado¬†no encosto; Estender quase completamente, sem realizar o encaixe articular; Trazer o joelho pr√≥ximo do alinhamento do ombro com o m√°ximo de amplitude poss√≠vel e com alinhamento constante (sem adu√ß√£o ou abdu√ß√£o).
×
×
  • Create New...