A importância da dieta no treinamento de musculação

Dra. Elissa Amaral da Cunha
Gostou? Compartilhe!

Avaliar:

A nutrição é um dos fatores que pode favorecer o desempenho atlético, já que, quando bem orientada, pode reduzir a fadiga, permitindo que o atleta ou praticante de atividade física treine por mais tempo ou que se recupere melhor entre os treinos reduzindo também a propensão as lesões.

Ela  é um componente fundamental no aumento de massa magra, para os praticantes do treinamento contra-resistido. O trabalho contra-resistido, mais conhecido como musculação, refere-se ao trabalho desenvolvido com sobrecargas, que geralmente se dá, utilizando pesos livres, halteres e aparelhagem específica.

Muitos praticantes de atividade física  procuram um alimento mágico, que irá promover um rendimento vencedor, no entanto, a maioria desses são provenientes de testemunhos pessoais e propagandas enganosas, por isso, é preciso consultar um bom profissional nutricionista que avalie individualmente o atleta, os recursos nutricionais existentes, bem como quando e como utilizá-los.

Para que o processo de ganho de massa muscular ou emagrecimento ocorra de um modo efetivo, não basta somente oferecer o estímulo do treinamento físico, mas, também, é necessário manter o organismo em situação metabólica favorável. A predominância do anabolismo (ganho) sobre o catabolismo (perda), ou seja, das reações de síntese sobre as reações de degradação de de proteínas, são fatores determinantes para que ocorra o aumento da massa muscular.

Nosso corpo estoca os alimentos sob forma de glicogênio, tanto no fígado quanto nos músculos. Esses limitados depósitos de nutrientes influenciam por quanto tempo você é capaz de se exercitar.  Os níveis aumentados de glicogênio muscular garantem maior tempo de permanência no esforço, enquanto níveis reduzidos por jejum ou reposição inadequada de nutrientes dietéticos levam a uma diminuição no tempo de atividade.

A partir disso, técnicos, treinadores e nutricionistas passaram a utilizar estratégias dietéticas para aumentar as reservas desse substrato, ou utilizar reservas de gordura corporal afim de melhorar o desempenho físico.

Antes dos treinos, as refeições devem providenciar quantidades suficientes de líquidos para manter a hidratação. A refeição deve ser pobre em gorduras e fibras para facilitar o esvaziamento gástrico e minimizar o estresse gastrointestinal. Ser equilibrada em carboidratos para manutenção da glicose sanguínea. Moderado em proteínas e composto por alimentos que o atleta ou praticante de atividade física esteja familiarizado, para reduzir riscos de intolerância. Caso precise gastar energia com digestão, ele perderá energia que seria imposta para o desempenho Físico.

Já durante o exercício, o objetivo principal para os nutrientes consumidos é repor a perda de líquidos, providenciar carboidratos para a manutenção das concentrações de glicose para atividades com mais de uma hora de duração, ou quando o atleta não consome líquidos e nutrientes adequados antes da sessão de treinamento, ou ainda em ambientes muito quentes ou muito frios.

Depois da sessão de treinamento, o principal objetivo da dieta é providenciar energia e carboidratos para reposição do glicogênio muscular e assegurar uma rápida recuperação para sua próxima sessão de treino.

O processo de recuperação envolve restauração dos estoques de glicogênio hepático e muscular, nas primeiras seis horas após o treino.

Para definir as refeições no treinamento desportivo, deve-se considerar a modalidade esportiva, horário de ínicio, duração e intensidade do treino, idade, sexo, peso e composição corporal, tipo de fibra muscular predominante, estágio de treinamento e habilidade técnica além do tempo disponível para realizar as refeições e  preferencias alimentares.

É necessário considerar todas as variáveis do praticante para que o cardápio tenha adesão e tenha resultados de acordo com os objetivos delineados.



Gostou? Compartilhe!

Feedback do Usuário


A dieta é o carro chefe sem ela não há ganhos satisfatórios. Por isso, é importante ter um bom plano para hipertrofia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Gostou? Compartilhe!


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta em nossa comunidade! É rápido, fácil e grátis!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora

  • Conteúdo Similar

    • Por fva13
      Boa tarde, comecei a malhar há pouco mais de uma semana, 3 vezes por semana e exercicios variados nos outros dias e a fazer dieta pois estou acima do peso. Tenho  22 anos, 1,80 de altura e 87kg. Nunca fiz nenhum tipo de atividade física e sempre tive uma alimentação descuidada (Coca-cola todos os dias, hamburguer, frituras, bacon). Resolvi mudar esse estilo de vida e tenho algumas duvidas quanto a alimentação, vamos a elas:
      1ª pergunta: Baixei um aplicativo que controla mais ou menos a quantidade de calorias que estou ingerindo e tenho tentado deixar entre 1500 e 1800 (tenho comido de 3 em 3 horas). Meu almoço varia entre massa integral, arroz integral, feijão, carnes (peito de frango, patinho, guizado, atum, sardinha), salada e 2 a 4 ovos. De lanche iogurte natural com aveia e granola, mais tarde uma fruta e a noite (pelas 21:30) um sanduiche com pão integral, tomate, alface e frango, atum ou sardinha e mais 2 ou 4 ovos (tenho comido 6 por dia). Café da manhã não tenho tomado pois acordo pelas 11:00 horas já que estou de férias. A questão é: devo acrescentar ou mudar algo nessa alimentação? Se eu começar a comer batata doce, deve ser antes ou depois do treino?
      2ª pergunta: Pré e pós treino. Estou fazendo de 40 a 60 minutos de aeróbico na academia, divididos entre bicicleta e esteira. Primeiro bicicleta, depois musculação e antes de ir embora esteira, nesses 3 dias pois meu foco é perder peso. O que devo comer antes e depois pra atingir esse objetivo? E devo mudar alguma coisa nesse treino?
      3ª pergunta: Suplementação: Devo começar a tomar algo a mais mesmo querendo apenas perder peso agora?
      Desde já agradeço e desculpem qualquer pergunta idiota, sou realmente novo nisso, hahaha.
    • Por Carol Dias
      Comecei malhando em maio desse ano e pesando 45 kg (abaixo do peso), seguindo dieta com 6 refeições ao dia e usando unicamente como suplemento whey protein pós-treino e na janta e de lá pra cá apenas consegui ganhar só 5kg.
      Apesar de sair da minha "zona de risco" ainda não to satisfeita com meu corpo e nem com a dieta que eu tinha, pedi ajuda de um colega que estuda nutrição mas não sei se a dieta nova vai me ajudar.
      Meu objetivo é chegar aos 55 kg (ou mais, rs).
      Dados: 18 anos Peso atual: 50,2 kg  Altura: 1.63 Segue as fotos tiradas em maio e nesse mês.

       
      E minha dieta atual:
      07:00 - Café da manhã    
      Queijo tipo minas 
      Pão Pulmann 12 Grãos - 2 fatias
      Nescau® - 2 colheres de sopa
      Uma fruta (maça ou banana) 
      Aveia em flocos finos - 2 colheres de sopa
      OU
      Banana - 2 unidades
      Aveia em flocos - 2 colheres de sopa
      Iogurt natural 
      10:00 - Pré-treino    
      Pão Pulmann 12 Grãos - 2 fatias
      Queijo de minas - 1 fatia
      Batata, doce, cozida - 1 média    
      Malto dextrina - 38g
      11:00 - Pós-treino    
      Malto dextrina - 38g
      Leite 
          Uma fruta (maça ou banana) 
      14:00 - Almoço
      Macarrão, trigo integral, cozido 80g
      Filé de frango grande    
      Arroz integral 3,5 colheres
      Feijão cozido (50% grão/caldo) 1,5 Concha
      Brócolis 100g
      Batata doce, cozida, assada com casca 200g
      16:30 - Lanche da tarde 1
      Iogurte polpa de frutas vermelhas - Dan`up Danone® 1 pote
      Aveia em flocos - 3 colheres de sopa
      Pão Pulmann 12 Grãos - 2 fatias
          Queijo de minas - 1 fatia
      Uma fruta (maça ou banana) 
      19:00 - Lanche da tarde 2
      Iogurte polpa de frutas vermelhas - Dan`up Danone® 1 pote    
      Banana, nanica, crua
      Aveia em flocos 
      21:00 - Lanche da noite
      Iogurte polpa de frutas vermelhas - Dan`up Danone® 1 pote    
      Banana, nanica, crua
      Aveia em flocos 
      23:40 - Janta
      Macarrão, trigo integral, cozido 80g
      Filé de frango grande    
      Arroz integral 3,5 colheres
      Feijão cozido (50% grão/caldo) 1,5 Concha
      Brócolis 100g
      Batata doce, cozida, assada com casca 200g
       
    • Por Mr Proud
      Altura: 1,85
       
      Peso: 70kg
       
      BF: não tenho ideia, tenho pouca gordura
       
      Objetivo da dieta: clean bulking / bulking
       
      Suplementos : Bcaa, Blend Proteico, Multivitaminico, Ômega-3, Hipercalórico
       
      Qntd Água : 4,5L pra +
       
       
       
       
       Observei q talvez esteja consumindo pouca gordura, estou aberto a qualquer tipo de sugestão / crítica construtiva.   Malho de 4 a 5x por semana, se quiserem sugerir sobre isso também fiquem a vontade!
       
       
       
       
                                                     Café-da-manhã: (Logo após acordar)
       
      ·         2 Fatias Pão integral
       
      ·         3 colheres de sopa de Queijo Cottage
       
      ·         1 Shake de:
       
          -30g Blend Proteico  
       
                                                               -90g Suplemento hipercalórico (para ganhar peso)
       
           -1 Banana
           -500ml Leite integral(1,5-3% de gordura)
       
           -2 ColheresAveia
       
           -3 cápsulas de Ômega-3  
       
       
       
       
       
       
       
      PRÉ-TREINO
       
      ·         2 capsulas BCAA
       
       
       
      PÓS-TREINO
       
      (2-3 horas após o café-da-manhã)
       
      ·         50g Blend Proteico
       
      ·         300ml Leite integral (1,5-3% de gordura)
       
      ·         60g Dextrose
       
      ·         1 Cápsula de BCAA
       
      ·         3 Cápsulas de Polivitaminico
       
       
       
       
       
      MEIO-DIA
       
      (2-3 horas após o pós-treino)
       
      Almoço:
       
      ·         200g Carne/Frango/Peixe(normelmente filé mignon)
       
      ·         180g Arroz Branco
       
      ·         50g Legumes
       
      ·         300ml Suco de frutas
       
       
       
      LANCHE 2
       
      (2-3 horas após o almoço)
       
      ·         30g Blend Proteico
       
      ·         60g Suplemento hipercalórico (para ganhar peso)
       
      ·         350ml Leite integral + Aveia (1,5-3% de gordura)
       
       
       
      NOITE
       
      (2-3 horas após o lanche 2 e 3-4 horas antes de dormir)
       
      Jantar:
       
      ·         200g Carne/Frango/Peixe(normalmente peito de frango)
       
      ·         180g Arroz Branco
       
      ·         50g Legumes
       
      ·         300ml Suco de frutas
       
       
       
      ANTES DE DORMIR
       
      Ceia (Caso haja necessidade):            
       
      ·         30g Blend Proteico
       
      ·         300ml Leite integral (1,5-3% de gordura)
       
       
       
       
       
       
       
       
       MACROS TOTAIS : 4345 cal / 103,6 gorduras / 504,7 carboidratos / 318,5 proteinas
    • Por Leosoyer
      É algo que ninguem comenta, parece droga pesada, antes de iniciar os treinos eu já pitava um mata-rato, e uma coisa que convive comigo, como alguem que treina a semana, mas se acaba na cerveja aos fins de semana, não é algo que da barriga, que utiliza agua do corpo pra ser metabolizado, é uma fumaça que o pulmão filtra, muitos que treinam compram sim um Carlton todos os dias da semana, ha relatos de pessoas que já largaram as mais pesadas drogas, mas o cigarro ainda é uma que é dificil de se tirar a vontade do corpo, mesmo que você tente parar, você vai sair da sua casa, virar a esquina da rua e vai ter alguem fumando, a vontade vai vir e se não matar a vontade vem o stress e o cortizol junto, ai que ocorre um verdadeiro processo negativo no corpo, o ato de fumar causa sim um processo nadaa bom, pois o oxigênio é substituido por um curto periodo por monoxido de carbono, isso dificulta sim o transporte de nutrientes pelo sangue dependendo da quantidade, e hoje parar de fumar está mais caro o valor do mes inteiro que você fuma, muitos vão criticar, mais é a realidade de muitos também, como hoje é algo de minha rotina não tenho muito a falar, mais os ganhos ainda são significativos e as dietas também são bem sucedidas, não é algo que deve ser um tabu, por que o cara treina ser julgado por fumar cigarro, liberar venda de anabol a anvisa não quer, mais o inimigo de horas dificeis que é a função do cigarro, por que quando vc ta feliz vc fuma, quando ta com raiva fuma,quando ta aborrecido fuma, a anvisa libera, tem muito cara ai que manja muito mais de intramuscular do que essas mulher ai que trabalha por indicação
    • Por Diego Rafael Furian
      No ano de 2004, já eram quase 200 artigos científicos restringindo os exercícios de musculação x alongamento (se eu não me engano)! Na época, já dizia o nosso professor/coordenador do curso de especilização em Musculação e Treinamento de Força, Prof. Dr. Roberto Simão, que alongamento e exercício aeróbico não serviam para nada! Obviamente que com a sua autoridade de ser o maior estudioso do Treinamento de Força no Brasil, o Prof. Dr. Roberto Simão comprovava e nos mostrava o porquê de tais afirmações e a nós alunos "abismados" com tantos argumentos embasados em evidências científicas só nos restava concordar com o 'Mestre' (no sentido amplo da palavra).  Atualmente, eu não sei quantos  artigos restrigem essa velha praxe (musculação x alongamento). Por exemplo, quem não fez exercícios de alongamento antes das aulas de Educação Física no colégio? Quem não fez exercícios de alongamento antes de jogar futebol? Por que isso era tão cobrado? Praticado? A princípio os alongamentos eram feitos na crença de que se estaria realizando um aquecimento antes do exercício e após o exercício alongava-se muitas vezes na idéia de se aliviar a dor muscular tardia! Sabe-se que alongamento antes do exercício não aquece a musculatura e as articulações e o alongamento após o exercício não é recomendável por um motivo muito simples: não se alonga a musculatura "inchada"/encurtada, para que se evite o risco de lesões! Há escolas que recomendam o alongamento durante ou após uma série de exercícios para que se aumente o número de microlesões na fibra muscular no intuito de se obter hipertrofia. No meu caso, jamais segui essa teoria (por motivo já citado) e na minha prática de dez anos prescrevendo treinos de musculação em Academia  jamais meus alunos tiveram histórico de lesões musculares por falta de alongamento antes ou após os exercícios com pesos!
      Obs: Alongamento = Flexibilidade
      Eu preciso alongar para treinar força (musculação)? Não! O ginasta, o bailarino, o lutador, com certeza, eles precisam de flexibilidade para desempenharem o seu esporte!  Alongamento na musculação,  só em caso de o praticante apresentar encurtamentos musculares, o que acarretará em uma maior dificuldade e demanda de energia para realizar os exercícios, do contrário, basta um aquecimento aeróbico (bicicleta ou esteira) ou aquecimento específico no próprio aparelho a ser usado com carga leve! Dessa forma teríamos uma menor viscosidade do sangue na fibra muscular e aumento da produção do nosso lubrificante natural das articulações (líquido sinovial). Não podemos esquecer que a musculação mantém e/ou aumenta os níveis de flexibilidade do indivíduo devido aos vários movimentos repetitivos em determinada articulação! Não há uma só série de exercícos em que o praticante não esteja alongando seus músculos (fase excêntrica)! O treinamento em grandes amplitudes articulares por si só estimula um maior trabalho muscular (maior resultado) e também  uma maior flexibilidade!   
  • Matérias Recentes