Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'carboidrato'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 15 results

  1. Afinal, no pré-treino para musculação é necessário o consumo de carboidratos?
  2. Olá, gostaria de saber se posso substituir o carboidrato pela gordura da gema do ovo. Pois eu gosto de comer o ovo inteiro sem jogar a gema fora.
  3. Já faz um bom tempo que estou tentando montar a minha dieta, já que eu não tenho condição de pagar uma nutricionista, então resolvi entrar na internet ;medi meu Kcal. Então, antes de tudo : Sou ECTOMORFA , tenho 17 anos, peso 55 Kg , tenho 1.75 de altura, fasso academia 4 vezes na semana duração de 1h:15m Então minha divisão ficou da seguinte forma: 1715 Kcal com a quantidade p manter o peso + o tanto que gasto com as atividades fisicas. Nessa primeira semana vou aumentar 350 Kcal para eu ganhar massa (Hipertrofia) Pois é muito difícil para eu ganhar massa muscular.Ai ao passar das semanas vou olhando se devo aumentar mais ou diminuir . Então ficou o seguinte: 2100 Kcal p Hipertrofia Divisão: 115 g : proteina 65 g : gordura 264 g: carboidrato E ai o que acham estão boa minha Kcal e minha divisão Para HIPERTROFIA? Assim que eu tiver opiniões desse post ,faço outro já com a dieta montada.
  4. eh bom comer algum carbo antes do treino nao eh?? qual carbo que vcs utilizam antes de treino?? valeu
  5. no pós treino eu devo ingerir quanto em média de carbo e quanto de proteína???? sendo que tenho 79 kg
  6. Quando o assunto é a primeira refeição pós-musculação, para quem almeja a hipertrofia muscular máxima, a grande maioria de seus praticantes já tem sua opinião formada: uma quantidade significativa de proteínas, adicionada de algum carboidrato. O carboidrato faz o meio campo, e liga o meio anabólico muscular para que a proteína recupere e construa a massa muscular. Alguma coisa de errado até aqui? Veremos... Formulado à base de proteínas de alto valor biológico, a Whey Protein atualmente é conhecido como um compensador nutricional protéico ou hiperproteico, devido à adição de novas fontes e formas de proteínas que os laboratórios da suplementação acrescentam em sua composição. Geralmente usado como fonte primária para o período Pós-Treinamento, pode ser utilizado também ao longo do dia, ou em inúmeras situações, de acordo com as necessidades energéticas do sujeito em treinamento. Sendo um alimento de alto valor protéico, e sabendo-se da relação entre o ganho de massa muscular e a ingesta diferenciada de proteínas, este suplemento ganha cada vez mais espaço na dieta de atletas e praticantes de musculação, não somente na refeição pós treino. Trata-se geralmente do primeiro suplemento a ser utilizado por alguém que pretende investir em suplementação para potencializar o ganho de massa muscular. É portanto considerado o básico, o feijão com arroz da suplementação, ou seja, na maioria dos casos é mais importante que qualquer outra linha de suplementos, possuindo uma importância compensadora e construtora realmente eficiente. O que leva muitos usuários a abandonar sua utilização ou trocar por outro suplemento mais promissor, de ação rápida e aparentemente melhor, diz respeito ao whey protein por si só, nem sempre apresentar resultados visíveis a curto prazo. Sendo ele completamente confiável, eficaz, construtor de massa muscular e nocivo a saúde, trata-se de apenas mais um alimento de sua dieta, mais uns gramas de proteína sem acréscimo de gordura, mais uma rica porção protéica de altíssimo valor biológico, de absorção extremamente rápida, prático para situações pós treino, de sabor agradável, e de concentração nutricional elevada, sendo o ingrediente certo para que seu bolo cresça de maneira progressiva e verdadeira, não sendo portanto o responsável apenas pelo seu inchaço pós-treino. Só a whey protein pode cumprir esta função imprescindível para quem espera resultados satisfatórios à longo prazo, mesmo que você não perceba os resultados de sua utilização, se comparados à outra suplementação diferenciada. Segundo outros estudos, a comercialização da Whey Protein teve início há cerca de três décadas, junto a estudos que mostravam a importância da ingesta adequada de proteínas no período pós treinamento. A proteína do soro do leite apresenta-se atualmente de três diferentes formas de disposição e extração a partir do leite: de maneira Isolada (extraída através de um processo químico industrial chamado de troca iônica, apresentando um maior aporte de proteína nobre isolada de qualquer outro nutriente, como gorduras e carboidratos); de forma Hidrolisada (extraída através da hidrólise enzimática, com todos os aminoácidos quebrados, conferindo à matéria prima uma maior capacidade de ser assimilada e absorvida na ingesta); e a forma Concentrada (apresenta um perfil que inclui vários aminoácidos essenciais não produzidos pelo organismo, sendo a forma mais completa de proteínas existente). Estas diferentes formas, quando ingeridas logo após o treinamento, apresentam um caminho de absorção intestinal elevado, quando comparados a qualquer outro alimento protéico. Bom, até ai nenhuma super novidade que mereça a atenção de você leitor. Mas quando falamos de whey protein adicionado a um carboidrato (seja ele a maltodextrina ou a dextrose), algumas considerações devem ser realizadas. Afinal, o que acontece fisiologicamente após uma sessão de treinamento intenso, quando acrescentamos um carboidrato complexo como estes? Neste momento pós treino, o Cortisol é um dos hormônios predominantes na corrente sanguínea. Os níveis de glicogênio muscular e a glicose sanguínea apresentam uma queda devido ao desgaste energético para realizar a sessão. Um carboidrato de alto índice glicêmico, com cadeia média (como a dextrose e a maltodextrina), provoca uma liberação insulínica instantânea, repondo os níveis de glicogênio e glicose sanguínea, minimizando a ação do Cortisol, hormônio catabólico. Até aqui estamos satisfeitos com a ação de nossos carboidratos. Mas a Insulina é um hormônio contraregulatório ao GH, hormônio do crescimento, altamente anabólico. Quando os níveis de circulação sanguínea de um se eleva, do outro se reduz. Então o que vale mais? Recuperação energética do glicogênio muscular, minimizando o efeito do cortisol, ou promover a liberação do hormônio anabólico GH? Os dois! Acontece que isso não é possível somente com a ingesta de algum carboidrato. A Insulina é um hormônio altamente anabólico, assim como o GH. Qualquer carboidrato, como a maltodextrina e a dextrose, provoca esta liberação insulínica, que abre a porta para a entrada de glicose para dentro das células musculares, reduzindo o estado catabólico existente quando os estoques de glicogênio muscular e glicêmico estão baixos. Porém, esta mesma insulina inibe a liberação natural momentânea de outro hormônio anabólico, também de igual importância, o GH. Alguns autores relatam também que estes carboidratos quando ingeridos junto à whey protein, acabam por inibir outros fatores anabólicos desta proteína. Também acredita-se que este carboidrato (nesta situação pós treino) tenha um caminho natural de armazenamento na forma de gordura. Outra nova linha de críticas a respeito da ingesta de maltodextrina ou dextrose pós-treino, está no fato de que estes carboidratos – quando utilizados freqüentemente - provocam picos de liberação insulínica que acabam por reduzir a sensibilidade dos receptores deste hormônio nas células musculares. Com o passar do tempo, a utilização destes carboidratos passaria a não promover a mesma liberação natural de insulina. Esta situação provoca, além do fato de não termos a mesma eficiência no transporte de nutrientes anabólicos, a provável semelhança com a disfunção hormonal dos diabéticos. Mas este seria outro assunto. Nesta situação, quando o objetivo primário é a hipertrofia muscular, um substituto nutricional parece ser lançado com esta finalidade, minimizando a ação do cortisol, sem inibir a liberação do GH e IGF’s: os MCT (triglicerídeos de cadeia media). Derivado do leite humano, óleo de côco e óleo de palmeira, este triglicerídeo possui 6, 8, 10 e 12 cadeias de carbono em sua composição. Esta forma de gordura tem uma absorção semelhante à dos carboidratos, porém, sem a participação da Insulina, fazendo com que esta fonte energética não seja armazenada no tecido adiposo, e principalmente, regulando a glicemia sem inibir a liberação hormonal do GH, pois mantém a Insulina estável. Em um mercado formado pela antiga opinião do carboidrato e proteína pós-treino, esta estratégia ainda é considerada novidade na área da suplementação. Talvez esta novidade nem venha a vingar realmente, assim como poderá ser fonte de futuros estudos, e quem sabe, tornar-se a nova indicação para suplementar após treinamento. Mas como diz Big Raffa, a verdade de hoje poderá ser a mentira de amanhã!
  7. Olá, sou novo aqui no fórum! Porém vejo que muita gente ainda tem dúvida na hora de fazer uma dieta, e que não quer ir a um nutricionista, então venho apresentar a vocês um vídeo informativo que fiz para ajudar e ampliar sua mente na hora de criar sua dieta! Lembrando que não sou nenhum profissional, apenas estou passando o que venho aprendendo ao longo da minha caminhada no mundo da musculação!! VIDEO: https://www.youtube.com/watch?v=eBsv4iRKSEc&t=82s
  8. Queria saber se a quantidade de macros estão bem distribuídos. Pois, achei que ficou muito carbo. TMB: 2400-500 = 1900 com o déficit de 500 kcal. Segui a regra; KG * 2g de proteína; KG * 0,8 de gordura; E o resto de Carbo. Logo em seguida o resultado; -140g de prot. -56g de gord. -209 de carbo. E diz para colocar carbo somente no desjejum, pré e pós treino... Ai dividi 209 de carbo dividido por 3 que seria o número de refeições com carbo e deu 69g de carbo em cada refeição das 3... Isso está certo??? HELP.
  9. Olá, pessoal. Assim como hoje está sendo meu primeiro acesso ao site, logicamente este está sendo meu primeiro tópico pedindo a ajuda de vocês. Eu venho pesquisando há mais ou menos um mês sobre como dividir os macronutrientes em minha dieta, assim como a minha ingestão calórica. Não sou profissional nisso mas pratico exercícios físicos e musculação há mais ou menos 3 anos (digo abertamente que há mais ou menos um ano que criei vergonha na cara e decidi mudar). Quando consegui perder 20 kg em um mês, seja eles de água ou não, eu não sabia nem pensava em procurar saber mais de dietas. Apenas fechei a boca e segui uma dieta básica de peito de frango, batata-doce e ovos, retirando arroz e feijão, passado por meu professor da academia. Até que mudei e comecei a pesquisar mais. Então vamos aos fatos: Eu fiz um calculo sobre meu peso e altura e constatou-se que que devo consumir 3410 kcal/dia -20% (devido aos exercícios que faço de 4~5 dias/semana), sendo o total 2728 kcal/dia. Quero fazer uma dieta com os macros 40-40-20, mas estou achando a qtde. de calorias alta demais para um dia só. Sendo que tenho 1,76m de altura e 120 kg acho essa ingestão de kcal alta demais. Minha pergunta é: vocês acham que essa caloria/dia está adequada para meu tipo físico (endomorfo)? E os macros 40-40-20 seria uma boa para reduzir meu peso do jeito certo ou seria isso mesmo? Eu, quando sigo a dieta à risca, consumo em média 1900~2000 kcal/dia, podendo nem chegar a isso, mas não sinto nem um tipo de vertigem ou algo do tipo. Aguardo a ajuda de cada um de vocês e peço desculpa se minhas dúvidas viraram quase um artigo. Peço desculpas também se saí da regra do fórum, sendo que, como eu disse, é a primeira vez que acesso o mesmo. Obrigado!
  10. Eae galera, após um grande tempo de pesquisas acabei prescrevendo uma dieta para mim mesmo.. Tenho 75 kg, 172 cm e faço academia a 6 meses.. nunca fiz uma dieta regrada. Como não comecei ela ainda não estou com a lista dos alimentos consumidos, e além das criticas queria saber o que vocês acham dos macros. 1° semana 230g (C) 65g(G) 180g(P) 2° semana 210g(C) 70g(G) 180g(P) 3° semana 190g(C) 70g(G) 190g(P) 4° semana 170g(C) 75g(G) 190g(P) 5° semana 150g(C) 75g(G) 200g(P) 6° semana 130g(C) 80g(G) 200g(P) 7° semana 110g(C) 80g(G) 210g(P) Na oitava semana farei no decorrer dos dias uma redução de 50% gradativamente do carbo e no ultimo dia (domingo ) vou aumentar drasticamente para o glicogenio. 8° semana SEG: 100g(C) 70g(G) 220g(P) TER: 90G(C) 70g(G) 230G(P) QUA: 80G(C) 70g(G) 240G(P) QUI: 70G(C) 70g(G) 250G(P) SEX: 60G(C) 70g(G) 250G(P) SAB: 50G(C) 70g(G) 250G(P) DOM: 300G(C) 80g(G) 200G(P) Gostaria de saber o que acha e se eu devo mudar alguma coisa.
  11. O consumo isolado de frutas e barras de cereais tem aumentado a cada dia. Como esses carboidratos são digeridos rapidamente, acabam provocando mais fome e a baixa do metabolismo. O ideal é conciliar um tipo de proteína magra que é digerida lentamente, mantendo a glicemia estável e o apetite controlado. Dicas: uma fruta com queijo minas frescal (2 pedaços) uma fruta com ovo cozido Iogurte com quinoa em flocos tapioca com queijo cotage
  12. PQ NAO PODE COMER CARBO DE NOITE? EU TREINO DAS 4 - 5:30 TIPO, NAO PODE UM POUCO DE ARROZ, UMAS 20:00, OU UM PAO INTEGRAL, CADA FATIA TEM 12 DE CARBO. É POKO NUM EH? ESSES DIAS EU JANTEI: ATUM, 3 CLARA DE OVO, E QUEIJO COTTAGE. É HORRIVEL. EHHEHEE. EU QUERO SECAR O ABDOMEN, TEM POKA GORDURA. OTRA PERG, SE EU NAO COMER CARBO DE NOITE, MEU ORGANISMO USARÁ AS PROTEINAS COMO FONTE DE ENERGIA, E EU PERDEREI MASSA MAGRA CERTO? E AS GORDURA? COMO ACONTECE ISSO? VALEU
  13. Os açúcares dos hipercalóricos prejudicam a saúde também? Ou se pode tomar 100 g de hipercalórico sem peso na consciência? Valeu
  14. Seguinte, sou totalmente leiga neste assunto, então vou relatar rapidamente pra ver se vcs conseguem me ajudar! Faço tratamento com o endocrino desde fevereiro deste ano, emagreci 21kl e agora ele me obrigou a fazer exercicio fisico e me deu a tal da Oxandrolona, que até então, eu nunca tinha ouvido falar. Estou super magra, tenho 37 anos, 1,65m de altura, estou pesando 56kl. Estou com um corpo legal, mas sem definição nenhuma. Procuro ir pra academia todos os dias e tomo 15mg da Oxan...isto faz + - uns 20 dias que comecei, só que o problema todo é o seguinte, o meu endocrino não quer que eu coma carboidrato, o professor da academia disse que tenho que comer muito carboidrato.... To meio perdida em relação a alimentação, e pra falar a verdade não tenho mais grana, pq este medico já é BEM caro cada consulta dele rsrsr.... Obrigada quem puder me ajudar... Bjs.
  15. Bom tarde gente tenho uma dúvida sobre a dieta cetogênica. Meu nome é Jean Idade: 25 Peso: 80 BF: 20% objetivo: perder gordura corporal Bom gente venho fazendo dieta cetogênica a duas semanas, ja notei uma grande mudança na questão de inchaço, porém tenho uma dúvida, quando começa a dieta quanto tempo geralmente o corpo demora para consumir todo carboidrato que eu tinha no corpo?? ouvi alguns relatos que dizem que demorar uns 3-4 dias, tudo bem, supondo que passou-se 4 dias e meu corpo consumiu todo carboidrato, a partir dai estou em cetose correto? se eu comer por exemplo em um dia 100g de carboidrato meu corpo sai de cetose e volta a consumir esse carboidrato?? ai não demoraria mais os 4 dias para acabar visto que são apenas 100g, talvez uns 2 dias?? resumindo, não preciso me restringir a zero carbo todo santo dia, posso me permitir comer um carbinho algum dia tendo consciência que meu corpo sairá de cetose e demorar um curto período para voltar em cetose?? é isso ou meu raciocínio está errado? desde já grato e me desculpem se postei em lugar errado
×
×
  • Create New...