Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'treino'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Suplementos Alimentares
    • Tópicos sobre suplementação
    • Relatos de uso de suplementos alimentares
  • Anabolizantes Esteroides
    • Tópicos sobre esteroides
    • Relatos de ciclos
  • Treinamento de Musculação
    • Tópicos sobre treinamento
    • Lesões musculares
    • Diário de treino
  • Nutrição Esportiva
    • Tópicos sobre nutrição
    • Relatos sobre dietas
  • Gente
    • Tópicos de evolução do shape
  • Assuntos Diversos
    • Tópicos diversos

Calendars

  • Campeonatos de Musculação
  • Cursos, Palestras e Feiras

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Esteroides
  • Suplementos
  • Treinamento
  • Nutrição
  • Gente
  • Diversos

Categories

  • Aves
  • Bebidas
  • Carnes
  • Lanches
  • Legumes
  • Ovos
  • Massas
  • Peixes e Frutos do Mar
  • Saladas
  • Sobremesas

Categories

  • Abdominal
  • Antebraço
  • Bíceps
  • Costas
  • Coxa
  • Glúteo
  • Lombar
  • Ombro
  • Panturrilha
  • Peito
  • Pescoço
  • Romboide
  • Trapézio
  • Tríceps

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Telefone Celular (WhatsApp)


Telefone Fixo


Interesses


Facebook


Instagram


YouTube


Twitter


Website


Tumblr


Série de Treinamento


Suplementação


Dieta Nutricional


Ciclos de Esteroides Anabolizantes & Drogas Afins


Academia


Altura


Peso


Percentual de Gordura

Found 100 results

  1. Bom dia Pessoal, bora lá pra mais um projeto? Rsrs Finalizamos ontem 123 dias de muito aprendizado e esforço, aprendi a me alimentar, ser mais regrada, ter paciencia e principalmente, aprendi que o ser humano quando motivado é capaz de tudo. Agora darei um passo muito importante no meu projeto e gostaria muito que todos me acompanhassem, afinal, sem vocês aqui eu nada seria! Aqueles que estiveram comigo meu muito obrigada @Apollo Galeno @Joaninha @Mullm @Bravo Costa @Cih_Pandora @Locemar @Foston @VNS @ResilientSoul. Que possamos juntos finalizar esse novo projeto com muito sucesso e motivação SEMPRE Segue.... Idade: 24 anos Altura: 1,69 Peso: 64,5 Medicações em uso (Anticoncepcional, antidepressivo,anti hipertensivo, etc...): NENHUM Problemas de Saúde e história de cirurgias:NENHUM Exames de sangue hormonais recentes OU que tiver recente= POSTE FOTOS (ABAIXO) Tempo de treino:4,5 ANOS ( com muitas pausas, treinos corretos apenas 6 meses) Ciclos FEITOS com dose e tempo: Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: 1 a 8 semanas = OXANDRO. 10 MG/DIA. 1 COMPRIMIDO 5mg NO INICIO DO SEU TREINO E OUTRO de 5mg AS 19hs. Divisão de treino e horario do mesmo:(ABAIXO) Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia:(ABAIXO) Dieta: JEJUM: 04:40(antes de treinar) · 300 ml de água morna misturado com 2 colheres de sopa de vinagre de maça (beber misturado!) · 200 ML CAFÉ s/ açúcar · 5mg de Ioimbina DURANTE O TREINO: 05:30 · dose de Whey com 25g de proteína (veja quantos scoops precisa para dar 25g) · 3g de creatina · 20g de dextrose ou maltodextrina misturado em 1 litro de água (ir tomando essa treta durante o treino) PÓS TREINO, DENTRO DA ACADEMIA: 06:30 · 1 Banana · 1 Maçã CAFÉ DA MANHÃ: 07:00 · OMELETE 3 OVOS · 30 g de aveia · 2 bolachas de arroz LANCHE DA MANHÃ: 11:30 · 250 ml Chá de Hibisco aqui vc pode adoçar. ALMOÇO: 12:00 · 130 GR PATINHO MOIDO OU FRANGO · LEGUMES · 50 g de grão de bico · 100 G de batata da sua escolha ou mandioca · 1 COLHER DE SOPA DE AZEITE EXTRA VIRGEM · 2 azeitonas+ SALADA VERDE (SEMPRE) · 200 ML CAFÉ s/ açúcar · (+ vitamina D3 durante o almoço) LANCHE DA TARDE 01: 15:00 · 2 colheres de pasta de amendoim · 200 ML CAFÉ s/ açúcar LANCHE DA TARDE 02: 17:00 · 250 ml Chá de Hibisco gelado PURO sem adoçar com nada · 5mg de Ioimbina JANTAR: 18:00 · 130 GR DE TILAPIA GRELHADA OU BOI OU FRANGO · SALADA VERDE (SEMPRE) + 2 azeitonas · 100 G de batata da sua escolha ou mandioca CEIA: 21:00 · 30 G DE MILHO E FAZER PIPOCA · 3 OVOS
  2. Acompanhei um relato de uma moça que mudou bastante com a ajuda de vocês, diante disso estou aqui pra pedir que vocês me deem uma luz. Tive filho a 2 anos e 4 meses atrás, depois disso fiquei com flacidez no abdômen, pernas e bumbum. Comecei a fazer reeducação alimentar há 20 dias e treinos e perdi 4kg, porém aonde eu treino não tenho muita ajuda em relação ao treino, estou um pouco perdida e gostaria muito de ajuda. Tanto pra dieta quanto pra o treino. Agradeço muito se vocês puderem me ajudar. Idade: 25 anos Peso atual: 64,500kg Altura : 1,70 Dieta: Manhã 1 gema, 3 claras e uma fatia de pão integral Almoço: tomate, alface, Couve, pepino, brócolis, 100g de peito de frango, 2 colheres de arroz ou batata doce ou mandioca. Lanche : não costumo sentir muita fome Quando sinto tomo só um chá de camomila ou de canela 19h : repito o café da manhã ou como salada igual o almoco(depende) 21h : ovo cozido e vou dormir Obs: não tomo café, gosto mais de chá. Não tomo líquido durante as refeições Não estou fazendo uso de nenhum medicamento diário Não estou fazendo uso de suplemento.
  3. OI PESSOAL BOA TARDE, ESTOU A 2 MESES NA ACADEMIA COM INTUITO DE EMAGRECER, JA PERDI 4KG MAIS ESTOU MUITO FLÁCIDA E NÃO ESTOU MAIS COSEGUINDO EMAGRECER, GOSTARIA QUE VOCES ME AJUDASSEM , JA VI VARIOS RELATOS E AMIGAS QUE ME INDICARAM. Idade: 23 ANOS Altura: 1,67 Peso: 66 KG Medicações em uso (Anticoncepcional, antidepressivo,anti hipertensivo, etc...): NENHUM Problemas de Saúde e história de cirurgias: NENHUM E CIRURGIA QUANDO CRIANÇA DE HERNIA UMBILICAL Exames de sangue hormonais recentes OU que tiver recente= NÃO TENHO (PERDI) Tempo de treino: TREINO DESDE OS 15 ANOS DE IDADE, MAIS SEMPRE PARANDO E VOLTANDO. AGORA ESTOU FIRME TEM 2 MESES Ciclos FEITOS com dose e tempo: STANOZOLOL 1COMP POR DIA, QUANDO EU TINHA 18 ANOS DURANTE 2 MESES Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: Divisão de treino e horario do mesmo: SEGUNDA, QUARTA, SEXTA (PERNAS COM ENFASE EM QUADRICEPS E BUMBUM). TERÇA, QUINTA (TREINO BRAÇO E ABDOMEN, COM AULA DE JUMP DE 40 MINUTOS) HORARIOS DO TREINO 18:30 Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia: MANHA - 2 OVOS + CUZCUZ + CAFE COM CANELA E LEITE DE COCO EM PÓ MEIA MANHA- MIX DE CASTANHAS ALMOÇO - 3 COLHERES DE SOPA DE ARROZ, 2 BIFES DE CARNE OU FRANGO, LEGUMES OU SALADA VERDE PRÉ TREINO - BATATA DOCE + 2 OVOS OU 2 OVOS COM TAPIOCA OU IOGURTE GREGO 180G PÓS TREINO/JANTA- MIX DE LEGUMES REFOGADOS+ 2 OVOS + BROCOLIS OU MACARRAO DE ESPINAFRE COM CARNE DE SOJA CEIA- CHÁ DE BOLDO+SEN
  4. Mantenho dieta e treino de segunda a segunda durante 2 anos sério, não bebo não fumo, durmo e descanso bem, faço musculacao sou natural com 38 de braço, agora após alguns meses deixei de ser natural e resolvi comprar minha genética, comprei A "abençoada" trembolona e após a quinta aplicação tive um aumento 40 cm de bíceps, força, agressividade junto com um estresse, aumento da massa muscular, abdome trincado como sempre, todo definido e coxa corpo na simetria, isso natural cheguei no limite natural com 15 de BF e musculatura, já não visualizo desenvolvimento só fico fibrado e muito dividido já estou na simetria e mesmo comendo de três em três horas não engordo. Agora após três a quatro meses sem nenhuma alteração no shape mesmo acima do padrão, Estou decidido aplicar Trembolona comecei agora, comecei, neste momento tenho três bujão cada um 10 ml. Estou na quinta aplicação 1 ml na segunda 1ml na sexta uso o suplemento cápsula duas ao dia de tribulus terrestris até o final do bujão de 10 ml vou usar duas cápsulas Tribulus Terrestris para TPC durante o almoço, E durante o ciclo tô tomando remédio para fígado umas 20 hrs da noite, tem algo que está faltando na TPC ou durante o ciclo ou antes ou após?
  5. Idade: 25 anos Altura: 175 cm Peso: 71 kg Medicações em uso : topiramato e bupropiona Problemas de Saúde: não Tempo de treino: 15 dias depois de 2 anos parado Ciclos FEITOS com dose e tempo: não Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: não Divisão de treino e horário do mesmo (exercícios, séries e repetições) Treino passado pelo instrutor da academia, não gostei muito do treino, mas talvez esses trabalhem bem as fibras e eu seja apenas leigo 2 musculos por dia Peito: SUPINO RETO 3 X 12 SUPINO DECLINADO ARTICULADO 3 X 10 + 10SEC ISOMETRIA + 10 REP CURTAS VOADOR 3 X 10 TEMPOS (1 tempo, 1 tempo + 2 tempos, 1 tempo + 2 tempos + 3 tempos... até 10 tempos) CROSS OVER 3 X 10 Triceps: TRICEPS PEGADA INVERSA NA REMADA BAIXA 3 X 10 TRICEPS CORDA 3 X DROPSET ATÉ A FALHA __ Costas: 3 X 10 LAT PULL DOWN 3 X 10 REMADA BAIXA 3 X 10 REMADA NO CAVALO COM PEGADA FECHADA INVERSA 3 X 10 PULL DOWN Biceps 3 x 10 ROSCA SCOTT 3 X ROSCA PULLEY DROPSET A TÉ A FALHA _ Ombro: DESENVOLV. COMB. 3 X 10 DESENVOL. MULT. 3 X 10 ELEVAÇÃO 180 GRAUS 3 X 10 Trapézio: ENCOLHIMENTO HALTER 3 X 10 REMADA ALTA 3 X 10 Perna: EXTENSORA LEG 90 LEG PRESS ----------------> Todas 3 x 10 HACK MACHINE PANTURILHA MAQU. Dieta com quantidade de proteína/carboidrato/gordura por dia: 09h: Shake hipercalórico: 500 ml de leite 100g de aveia 60g de amendoin 30 g whey growth 80% concent. 2 bananas 13h Almoço: Preciso passar a contabilizar os macros aqui, mas sempre é arroz/macarrão e proteinas (carne ou frango) e feijão) 18h pré treino 200g de iogurte 25g de carbo 5,5 prot 2 g de gord 21h pós treino whey isolado com água 35g de proteina 00h Shake hipercalórico: 500 ml de leite 100g de aveia 60g de amendoin 30 g whey growth 80% concent. 2 bananas __ CARB: 310 G PROT: 168.5 G GORD: 98 G (sem contabilizar os macros do almoço) _ Há um mês atrás criei um tópico aqui dizendo que a minha barriga estava incomodando e estava desesperado tentando fazer um cutting louco pra perder o residuo de gordura (estava totalmente sedentário), fiz uma dieta de low carb que me deu pouco resultado e fiquei totalmente sem energia, cheguei a quase desmaiar. Depois disso resolvi que era hora de mudar e tocar o foda-se pra essa gordura minima. Voltei pra academia, tô na fome de puxar peso com repetições boas e também de ganhar massa, mesmo que venha um pouco de gordura junto, depois eu venho lapidando. Meu dia é bem corrido e tenho dificuldade em comer bastante, então pra tentar bater macros fiz esse hipercalórico ai e to tomando esse a risca todos os dias, manhã e noite, e comendo no decorrer do dia. Queria saber se tá ok a dieta, se preciso mudar algo e ajuda com esse treino, queria um treino que isolasse bem os musculos e não fosse muito longo, pra que eu pudesse tirar o maior proveito com cargas altas, mas sem prejudicar a execução do movimento. Dessa vez tô 110% focado e espero conseguir seguir assim, valeu galera!
  6. A ciência da Educação Física indica alguns princípios para a execução de qualquer atividade física. Seguir esses princípios é uma condição indispensável para que a participação de qualquer pessoa nas atividades seja uma experiência proveitosa e, se possível, agradável. Ao final de um período de execução de qualquer atividade que acompanhe esses princípios, o executante perceberá os benefícios adquiridos e a provável adoção de um estilo de vida ativo, ou seja, a manutenção desses benefícios. Esses princípios devem ser observados por qualquer pessoa que se proponha a realização de um programa de atividades físicas. São cinco princípios existentes: 1 - Princípio da individualidade biológica: É o princípio que estabelece que não existem duas pessoas iguais. Em termos de condicionamento físico isso significa dizer que o mesmo exercício , na mesma intensidade, na mesma duração e na mesma frequência semanal proporcionará diferentes efeitos de treinamento a depender de fatores como sexo, idade, capacidade máxima, experiência prévia e técnica de execução. 2 - Princípio da sobrecarga crescente: Para adquirir uma boa aptidão física, o organismo precisa ser submetido a esforços cada vez maiores (mais intensos ou por um tempo maior, ou ainda, em uma maior frequência) de maneira tal que possa provocar no organismo reações de adaptação que levem à aquisição ou melhoria da aptidão. A sobrecarga pode ser considerada a quantidade de trabalho que realizamos e a forma mais comum de se quantificar uma atividade física é em termos do total de quilocalorias que ela consome. Compreendendo a sobrecarga, podemos pensar no seu complemento - crescente. Crescente significa que a atividade deve ser cada vez maior para que possa servir de estímulo ao organismo e provocar a melhoria da sua aptidão física. Em outras palavras, se fizermos sempre a mesma atividade, da mesma forma e em quantidade igual, a nossa condição física permanecerá sempre no mesmo patamar. Para a melhoria da aptidão física é necessário trabalhar com sobrecargas sempre crescentes. Evidentemente, o aumento da sobrecarga de treinamento deve ser feito com bastante cuidado, pois se houver qualquer exagero, a atividade física pode ser bastante perigosa. O aumento da sobrecarga pode ser feito através de qualquer um dos fatores a seguir: Frequência: Quando aumentamos o número de treinamentos em uma semana - três, quatro, cinco vezes por semana. A utilização do corpo ou de suas partes em diferentes tipos de atividades irá melhorar não só a sua eficiência, mas também a qualidade de execução dos movimentos. Isto indica que os treinamento capacita-nos a : gastar menos energia para execução de um movimento; executar o mesmo movimento de forma mais coordenada e ampla; levantar objetos mais pesados e executar um grande número de repetições de um determinado movimento. A musculatura que é utilizada com regularidade irá hipertrofiar (aumentará). Já aquela que é pouco utilizada irá atrofiar (diminuirá). Os especialistas na área de Educação Física defendem que um programa de atividades físicas que pretenda obter resultados satisfatórios deve ser realizado com uma frequência mínima de três vezes por semana. Volume: Aumentando a distância na caminhada, o número de repetições de um exercício de ginástica, o tempo de duração de um passeio de bicicleta, estaremos lidando diretamente com o volume de treinamento. Também chamado de duração, é outro aspecto a ser considerado pelos praticantes de atividades física. Pode ser expresso através de tempo, distância ou número de repetições em que a tarefa deverá ser realizada. Especialistas na área afirmam que o volume de uma sessão de treinamento deve ser de 15 a 60 minutos contínuos. No entanto, sua duração dependerá diretamente da intensidade da tarefa. As atividades desenvolvidas com intensidades mais baixas devem ser realizadas durante um período de tempo mais prolongado. No caso de adultos, com baixos níveis de aptidão física e sedentários, recomenda-se programas de atividades físicas com intensidades baixas e moderadas, realizadas por um período de tempo superior a 15 minutos e realizadas de forma continua. As atividades com essas características são as que apresentam melhor efeito sobre a aptidão cardiorrespiratória total. Além disso, atividades de longa duração, realizadas em uma intensidade baixa ou moderada diminuem a possibilidade de ocorrência de lesões e melhoram o nível de participação nos programas de atividades físicas. A duração dever ser aumentada gradativamente e, qualquer que seja o objetivo pretendido, devemos iniciá-lo com sessões não muito longas. Atividades físicas de curta duração e alta intensidade não são recomendadas no início do programa e sim para indivíduos treinados, com aptidão física acima da média. Intensidade: Passando a correr a mesma distância em tempo menor, aumentando a carga de exercícios com pesos ou diminuindo o tempo de descanso entre uma execução e outra estaremos alterando a intensidade de trabalho. Podemos classificar a intensidade de uma tarefa em baixa, média, forte e muito forte. Contudo, pode-se dizer que somente há uma melhora na aptidão quando os esforços são de intensidade média à forte, oque trará uma capacidade adaptativa mais eficaz por parte do organismo. A melhoria dos níveis de aptidão física somente se verifica quando os programas de atividades físicas são bem planejados e, sobretudo, considerada a relação entre duração, a intensidade do programa e a frequência com que ele é realizado. 3 - Princípio da especificidade: Do ponto de vista do gasto energético é possível estabelecer parâmetros de igualdade entre diferentes atividades físicas. Assim, andar 3 quilômetros em 30 minutos equivale a nadar 20 minutos ou andar de bicicleta 6 quilômetros em 15 minutos. Isto porque todas essas atividades provocam a queima de 150 quilocalorias. Embora esta relação possa existir, o princípio da especificidade determina que os corredores devem correr, nadadores devem nadar, etc., devido às adaptações especificas que cada uma dessas atividades ocasiona, criando efeitos paralelos específicos. Outro aspecto a ser considerado neste princípio é o tipo de estímulo ao qual o organismo é submetido. Embora possamos utilizar os mesmo grupos musculares, a forma como sera considerada a relação entre volume e a intensidade poderá resultar no desenvolvimento de diferentes capacidades. Por exemplo, o desenvolvimento da força dar-se á através de exercícios de alta intensidade e o desenvolvimento da resistência será obtido com estímulos de média intensidade e com durações maiores. Ainda sobre as adaptações que ocorrem no organismo, como resultado da prática regular de atividades físicas, alertamos para a existência de diferentes tipos de adaptação: no nível muscular, articular, e ósseo e nos grandes sistemas como o respiratório e o cardíaco. Segundo o tipo de atividade, uma dessas áreas será mais solicitada, desencadeando uma adaptação coerente. Para compreendermos bem este conceito podemos esclarecer o seguinte: nos exercícios de força a adaptação é um nível muscular, articular e ósseo e em corridas de longa duração a adaptação se dá nos sistemas respiratório e cardíaco. 4 - Princípio da continuidade: Este princípio rege que a atividade física deve ser realizada continuamente, sem interrupções. É a continuidade que desencadeará as adaptações do organismo aos esforços a que foi submetido pelo treinamento e que seja possível uma melhora na aptidão. A interrupção de qualquer tipo de atividade física leva o organismo ao retorno à situação inicial (antes do início do programa), ou seja, será necessária uma retomada dos níveis iniciais de intensidade e volume. A retomada e o estabelecimento do novo programa dependerá do nível em que estávamos quando interrompemos e o tempo em que se ficou inativo. de forma geral, quanto maior for o período de interrupção, maiores serão os prejuízos a condição física. 5 - Princípio da reversibilidade: Este princípio complementa o anterior e, provavelmente, possibilitará uma maior compreensão das consequências da ausência de regularidade em um programa de atividades físicas. Todos os benefícios adquiridos em vários meses de treinamento podem ser perdidos em poucas semanas de inatividade. Para alguns especialistas, estes benefícios e perdem em três semanas e totalmente em dez. O desconhecimento deste princípio faz com que, tantas vezes, ex-praticantes estabeleçam para si metas facilmente alcançáveis no passado mas impossíveis no presente. O fato de algumas pessoas considerarem-se melhores que outras (fisicamente falando) por terem participado há algum tempo, pode ser muito perigoso por ocasião de uma retomada na atividade. Alguns métodos de treinamentos Método da pirâmide - (força e hipertrofia) A pirâmide pode ser de dois tipos: crescente e decrescente. Pirâmide crescente Atualmente, a pirâmide crescente é usada com repetições máximas ou submáximas – sem a preocupação aparente de não gerar fadiga – com uma progressiva diminuição das repetições e aumento das cargas. Desta forma, a pirâmide crescente consiste em aumentar a carga e diminuir o número de repetições ao longo da série. Pirâmide decrescente Na pirâmide decrescente utilizada atualmente, realiza-se um pequeno número de repetições como cargas elevadas, com progressiva redução da carga e aumento do número de repetições. Lembrando que nesta versão atual, as repetições são realizadas até a fadiga ou próximas a ela, na maior parte dos casos. Método bi-set - (hipertrofia) Consiste na realização de dois exercícios consecutivos, sem descanso, para o mesmo grupo muscular. O objetivo deste método é gerar um aumento da congestão sangüínea (aumento do fluxo sangüineo) na musculatura, fenômeno relacionado ao aumento da massa muscular. Método tri-set - (hipertrofia) Consiste na realização de 3 exercícios consecutivos, sem intervalos entre eles, para o mesmo grupo muscular. Sua base é similar à do bi-set, com um estímulo ainda mais prolongado. Método super-set - (hipertrofia) Consiste na realização consecutiva de vários exercícios para o mesmo grupo muscular – (hipertrofia) Consiste na realização de mais de 4 exercícios sem intervalo, ou seja, executar os exercícios de forma seguida, um atrás do outro, até completar o total superior a quatro exercícios sem pausa. Após a execução do último exercício, há uma pausa, para então realizar a segunda passagem e depois a terceira. Neste método, utiliza-se em média 3 séries, com 10 repetições, dando um intervalo de até 2 minutos após os quatro exercícios diretos. Agonista/antagonista - (força e hipertrofia) Este método lembra o bi-set, porém os exercícios executados são direcionados a grupamentos musculares antagônicos (exemplo: realiza-se extensão de joelhos seguida de flexão de joelhos). Ou seja, consiste na realização de dois exercícios sem intervalo, primeiro o agonista, depois o respectivo antagonista. Método do treinamento em circuito - (condicionamento físico e resistência muscular) É, sem dúvida, o método de treinamento de força mais usado com iniciantes. Este método consiste em realizar diversos exercícios com um intervalo controlado mínimo (aproximadamente 15 segundos), ou sem intervalo, entre eles. Este método é um dos únicos em que a carga deve ser moderada. Isso significa trabalhar próximo de 40 a 60% de 1 RM (repetição máxima). Método da pré-exaustão - (força e hipertrofia) Consiste em realizar um exercício de isolamento (uniarticular) seguido de um exercício composto, ambos envolvendo um grupo muscular em comum. Apesar de não possuir um embasamento científico definido, este método é comumente usado com a finalidade de enfatizar a musculatura trabalhada de forma isolada no primeiro exercício. Método de repetições forçadas (excêntrica) - (força e hipertrofia) Durante as repetições forçadas, executa-se normalmente o movimento até a impossibilidade de mover a carga. Quando for detectada a falha na fase concêntrica, o ajudante (ou o próprio executante, quando possível) deve utilizar a quantidade de força necessária para que o movimento concêntrico prossiga em sua cadência natural. O movimento “forçado” deverá prosseguir até que es atinja a o objetivo desejado (tempo sob tensão, número de repetições, etc.) ou que haja necessidade de excessiva aplicação de força auxiliar. Método blitz - (hipertrofia) No método Blitz, diferentemente dos outros, o que se promove é o trabalho sobre apenas um grupo muscular por dia ou sessão de treinamento. Método drop-set - (força e hipertrofia) O drop-set, ou série descendente pode é a realização do movimento com técnica perfeita até a falha concêntrica, reduzindo a carga (em aproximadamente 20%) após a falha prosseguindo o exercício com técnica perfeita até nova falha. Deve-se repetir o segundo e terceiro passos até se alcançar o objetivo estabelecido para o treino. Método de repetições roubadas - (força e hipertrofia) Neste método, o exercício é executado com a técnica correta até a falha concênctrica e, em seguida, altera-se o padrão de movimento com a finalidade de prosseguir por mais algumas repetições. As repetições roubadas só devem ser aplicadas em casos específicos, levando-se em conta a característica do indivíduo e do exercício, do contrário, os resultados serão irrelevantes diante do risco aumentado de lesões. Método da fadiga excêntrica - (hipertrofia e força) Este método consiste em levar as repetições forçadas ou roubadas até os limites extremos. Para se treinar com fadiga excêntrica é recomendável utilizar cargas elevadas – que permitam repetições entre 3 e 6 completas – realizando o exercício até a falha concêntrica e, em seguida, utilizar um dos 2 métodos acima para prosseguir com o movimento até que haja impossibilidade de sustentar a fase excêntrica. Devido à elevada intensidade da fadiga excêntrica, ela só deve ser usada em uma ou duas séries por treino, com intervalos de 7 a 10 dias, ou com mais freqüência, durante fases intensivas, conhecidas como microciclo de choque. Método super lento ou super slow - (resistência muscular e hipertrofia) Este método consiste em realizar repetições de forma extremamente lenta, levando de 15 a 60 segundos para completar um ciclo de movimento. A proposição original de Ken Hutchins, conhecida com superslow, é a realização de repetições com cadências de 5 segundos para fase excêntrica e 10 segundos para fase concêntrica. Algumas divisões de treinos AB upper / lower ( inferior / superior ) ou push / pull ( empurra / puxa ) ABC A - peito / ombros / tríceps B - costas / trapézio / bíceps C - perna completa. ABCD A - costas / trapézio B - peito / ombro C - perna completa D - tríceps / bíceps / antebraço ABCDE A - tríceps / bíceps B - Ombros / trapézio C - Perna completa D - Costas E - Peitoral Abaixo segue para download um controle de treinamento simples para montar e acompanhar os treinos e ganhos: Controle_de_Treinamento_final.xlsx Referências : MATTOS, M.G. NEIRA, M.G.
  7. Resultado de 6 meses de treinamento resistido.

    © Alexandre Curtis

  8. Boa noite, Pessoal! Acompanho o fórum antes mesmo de começar treinar, estou pensando em fazer o meu primeiro ciclo, gostaria de entrar com anabolizante pra dar um passo, reduzir o % de gordura e aumentar a massa muscular. Eu fiz um tópico recentemente, demorei pra postar, acabou salvando pela metade, e depois fui tentar corrigir com outro post, acabou que “fundiu” e ficou uma bagunça, peço a exclusão dele. Idade: 23 anos Altura: 1,80 Peso: 85 KG BF 16% Medicações em uso: Carbonato de Lítio. Problemas de Saúde: Depressão. Exames de sangue hormonais recentes OU que tiver recente: Tempo de treino: 1 ano e 3 Meses. Evolução: Ciclos FEITOS com dose e tempo: Nenhum Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: Preciso de ajuda, o que estou pensando é utilizar a oxandrolona da Landerlan, por 8 semanas, e a quantidade não faço ideia. Divisão de treino e horário: É modificado a cada 30 dias. E tem um revezamento do A, ou B, ou C ser de força, no caso o A é o de força agora. O horário de treino é em média entre as 19~21h, x6 na semana. A – Costas, Biceps e 1 de Ombro 3x Puxada Polia Romana – 3 a 6 3x Remana Polia Barra Supiano – 3 a 6 3x Remana Freemotion Aberta – 3 a 6 3x Remada Alta Polia – 3 a 6 3x Biceps Polia – 8 a 12 3x Rosca Barra W – 8 a 12 3x Martelo – Pico concentração – 8 a 12 B - Peito, Triceps e 1 de Ombro 3x Supino Maquina Declinado 3x Supino Halteres – bi set – 7 a 10 3x Crucifico Halteres – bi set – 7 a 10 3x Desenvolvimento Arnold – 7 a 10 3x Triceps Testa Polia Corda – 7 a 10 3x Triceps Maquina Paralelo – 7 a 10 3x Triceps Barra Testa – 7 a 10 3x Abdominal Maquina Total – 12 a 15 C Perna 3x Agachamento Smith – 8 a 12 3x Afundo Maquina – 8 a 12 3x Leg Press – 8 a 12 3X Cadeira Flexora – 8 a 12 3x Mesa Flexora – 8 a 12 3x Cadeira Adutora – 8 a 12 3x Gemeos Sentado – 8 a 12 3x Abdominal Bosu – 12 a 15 Obs: Há um mês comecei fazer 20~30 min de elíptico 2~x3 na semana. As vezes faço ante-braço, e algo a mais de abdômen. O de tríceps e bíceps eu acrescento um a mais, dando ênfase n eles Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia: Dieta que segui dos 60 KG aos 69 KG (passada por nutricionista) Pré Treino 07:30: shake com 4 colheres de sopa de hipercalórico, 1 banana, cacau em pó, guaraná em pó e canela em pó Pós treino 09:00: 5 colheres de sopa de hipercalórico e 5g de creatina Lanche da Manhã 10:30: 200g de Arroz e 170g de Frango e 50g de Milho Almoço 13:30: 200g de Mandioquinha, 150g de Carne Moida e 50g de Milho Lanche da Tarde1 16:00: 4 Colheres de sopa de hipercalórico e 40g de castanhas Lanche da Tarde2 18:30: 4 fatias de pão integral e omelete com 2 ovos inteiros + 2 claras Jantar 21:30: 250g de Arroz + 170g de frango (as vezes omelete com 2 ovos inteiros +2 claras) + 50g de Milho /\ Segui essa dieta à risca durante 3 meses, até que fiquei parado por 1 mês com 68~69 e resolvi voltar na nutricionista que só aumentou a quantidade. Pré Treino 07:30: shake com 6 colheres de sopa de hipercalórico, 2 banana, cacau em pó, guaraná em pó e canela em pó Pós treino 09:00: 7 colheres de sopa de hipercalórico 2 colheres de sopa de malto Lanche da Manhã 10:30: 230g de Arroz e 120g de Frango e 70g de Milho Almoço 13:30: 280g de Mandioquinha, 180g de Carne Moida e 70g de Milho Lanche da Tarde1 16:00: 6 Colheres de sopa de hipercalórico, 4 fatias de pão integral + 2 colher de pasta de amendoim Lanche da Tarde2 18:30: 4 fatias de pão integral e omelete com 2 ovos inteiros + 3 claras Jantar 21:30: 280g de Arroz + 180g de frango (as vezes omelete com 2 ovos inteiros +3claras) + 70g de Milho /\ não consegui seguir a risca, e não voltei mais a nutricionista, acabou que joguei bastante hipercalórico pra tentar suprir o que não conseguia comer. Comendo na intuição e só calculando a proteína atingi esse peso atual. O que sigo +- hoje: 08:00: Shake com 2~3 bananas, 60g de aveia (10g p), 1 dose de whey (20g p), e 4 ovos (20g p). 11h: 150g arroz(ou mandioquinha ou batata inglesa) e 150g (35 p) frango aproximadamente 14h: tento comer o máximo, 200g de arroz, 150~200g de frango (35g p), 6 queijo coalho em média. 18h30: 2 pães integral com peito de peru e queijo branco. 19~20h: pós treino 5g de creatina e dose whey (20g p) 21:30h: 150~200g arroz (ou mandioquinha ou batata inglesa) e 4 ovos ou 150g frango em média (25~35g proteína) As vezes bato outro shake de 2~3 bananas, 60g aveia e 1 scoop de whey no lugar de alguma refeição, ou acrescento ela se vejo que comi abaixo no dia. Acredito que a proteína eu tenho conseguido bater o 1,7~2g por kg, mas o carboidrato não faço ideia de quanto preciso. Estou precisando de dica de pré treino. Muito obrigado desde já, e parabéns pela ajuda e auxilio de todos aqui no fórum.
  9. Este texto é tradução de parte de artigo científico original em inglês, postado em 09 de Agosto de 2010. Como não sou tradutor, não me responsabilizo por eventuais erros de interpretação e radução meus nem pelas idéias do autor. Exercícios Resistidos com Alto Volume e Cargas Moderadas Estimulam Mais a Síntese Proteica Muscular Esquelética do que Exercícios Resistidos com Cargas Altas e Baixo Volume em Homens Jovens Nicholas A. Burd1, Daniel W. D. West1, Aaron W. Staples1,Philip J. Atherton2, Jeff M. Baker1, Daniel R. Moore1, Andrew M. Holwerda1, Gianni Parise1,3, Michael J. Rennie2, Steven K. Baker4, Stuart M. Phillips1* 1 Grupo de Pesquisa sobre o Metabolismo do Exercício, Departamento de Cinesiologia, Universidade McMaster, Hamilton, Ontário, Canadá, 2 Escola de Graduação em Medicina e Saúde, Hospital City, Universidade de Nottingham, Derby, Reino Unido, 3 Departamento de Física Médica e Radiologia, Universidade McMaster, Hamilton, Ontário, Canadá, 4 Departamento de Neurologia, Michael G. Escola de Medicina DeGroote, Universidade McMaster, Hamilton, Ontário, Canadá Resumo Objetivo Nós procuramos determinar o efeito da intensidade (% da Repetição Máxima - 1RM) do exercício resistido e do volume sobre a síntese proteica muscular, sinalizadores anabólicos, e expressão do gene miogênico. Metodologia/Principais descobertas Cinquenta homens (com idade entre 20 e 22 anos; com IMC entre 23,3 e 24,9 Kg/m2) executaram 4 séries do exercício extensão de pernas com diferentes cargas e/ou volumes: a 90% da repetição máxima (1RM) até sua falha individual (Falha90), a 30% 1RM combinado com 90% (30CM - 30% da Carga Máxima), ou 30% 1RM executados até a falha individual (Falha30). Houve infusão de [anel-13C6] fenillalanina com uso de biopsias para mensurar as taxas de síntese de proeínas musculares mistas (MIX), miofibrilares (MYO) (87%), e sarcoplasmáticas (SARC) em descanso, e 4hs e 24 hs após o exercício. Exercícos a 30CM induziram a significante aumento sobre o período de descanso na síntesse de proteínas musculares mistas (MIX) (121%) e miofibrilares (MYO) de 87% após 4 horas do exercício físico, mas após 24 horas apenas as proteínas mistas (MIX) aumentaram. O aumento na taxa de síntese proteica muscular em MIX e MYO 4 horas após os exercícios com Falha90 em Falha30 foi maior que o 30CM, sem nenhuma diferença entre estas condições; porém, MYO permaneceu elevada (199%) sobre o restante das proteínas durante 24 horas após o treino somente no Falha30. Existiu um aumento significativo em AktSer473 (sinalizador celular) 24 horas após o exercício em todas as condições (P = 0,023 e mTORSer2448 fosofrilação em 4 horas após o exercício (P = 0.025). Fosforilação de Erk1/2Tyr202/204, p70S6KThr389, e 4E-BP1Thr37/46 aumentado significativamente (P<0.05) somente na condição Falha30 ao final de 4 horas após o exercício, enquanto que a fosforilação de 4E-BP1Thr37/46 foi maior 24 horas após o exercício do que em repouso em ambas as condições Falha90 (237%) em Falha30 (312%). A expressão Pax7 mRNA aumentou 24 horas após o exercício (P = 0.02) em todas as condições. A expressão mRNA da MyoD e miogenina foram constantemetne elevados na condição Falha30. Conclusão Estes resultados sugerem que exercícios físicos resistidos com cargas moderadas e alto volume são mais efetivos em induzirem mais anabolismo muscular do que os exercícios com cargas altas e baixo volume ou os dois combinados juntos. INTRODUÇÃO Exercícios resistidos estimulam a síntese de proteínas musculares esqueléticas, as quais são resumidamente chamadas de hipertrofia muscular. Normalmente se recomenda que contrações com altas cargas (exemplo, ≥70% da repetição máxima; 1RM) sejam executadas para fornecer um estímulo ótimo para o crescimento muscular. Foi estabelecido recentemente, contrariamente, que a síntese de proteínas miofibrilar (MYO) é na verdade maximamente estimulada em 60% da 1RM, no estado de pós-absorção, com nenhum aumento para a condição de cargas altas (ex., 75–90% 1RM) . Além disso, executar contrações com cargas moderadas (~20% 1RM) com oclusão vascular é suficiente para induzir a um aumento na síntese de proteína muscular mista (MIX), a qual explica os aumentos significativos em tamanho e força muscular, equivalente aqueles vistos em contrações de alta intesidade, que ocorrem com treinamento de oclusão sanguínea. Juntos, estes dados sugerem que cargas altas externas (ex., alta intensidade) não são pré-requisito para induzir aumentos na síntese de proteína muscular gerando assim hipertrofia muscular. O estudo de Henneman descreveu que o recrutamento das unidades motoras ocorre de forma progressiva das pequenas para as maiores (ex., o princípio do tamanho). Como oposto ao requerimento para alta contrações de alta intensidade nós acreditamos que o número total de contrações, independentemente da intensidade, podem resultar em uma ativação total das unidades motoras e recrutamento das fibras musculares e deve ter igual ou maior importância que a intensidade para atingir a estimulação da síntese de proteína muscular. Especialmente no mesmo de ativação da fibra muscular e presumindo uma estimulação similar da síntese de proteína msuclar miofibrilar (MYO), deverá ocorrer independentemetne da intensidade que o exercício tenha sido executado até a fadiga individual (falha) na mesma linha de observação do treinamento oclusivo. A regulação da síntese de proteína muscular é multifacetada e investigações recentes demonstram tanto as vias sinalizadoras quanto os Akt-mTOR e as proteína quinase ativadas por mitogeno (PKAMs; ex., Erk1/2) em cascata são importantes promotores de anbolismo induzido por exercício. Mesmo assim, destas investigações é difícil dicernir se as proteínas sinalizadoras de anabolismo por exercício são ativadas por longos períodos de tempo (ex., ≥24 h) e desempenham um papel importante na sustentação do aumento da síntese de proteína muscular que parecem ocorrer durante os dias após o exercício. De forma similar, a geradora de músculo nos adultos (células satélites) tem sido sugeridas como escenciais para a hipertrofia muscular como uma adaptação ao treinamento resistido. Mesmo assim é difícil determinar a importancia da expressão aumentada de Pax7, um marcador da ativação da célual satélite, o qual junto com outros fotores de regulação miogênica (FRMs), como o MioD, Mif5, MRF4, e miogenina, os quais estão envolvidos na ativação, proliferação e diferenciação das células tronco musculares, estão relacionandas ao aumento da respotas da síntese de proteína muscular induzido pelo exercício, especialmente em períodos pós treino (ex., >24hs) após a seção de treino. Neste estudo, nós procuramos sistematicamente investigar o impacto de dois tipos distintos de exercícios com cargas paralelamente com diferentes volumes de exercícios na sinalização anabólica, expressão do gene miogênico, e taxas de síntese de proteínas musculares (MIX, MYO e SARC). Utilizamos principalmente o modelo unilateral no qual os participantes executaram exercícios a 90% da 1RM até a falha (Falha 90), 30% da 1RM na qual o valor do trabalho externo foi combinada com o Falha 90 (30CM), ou 30% da 1RM até a falha (Falha30). Isto nos forneceu a ferramenta necessaria para desvendar as influências separadas entre carga (intensidade) e volume em variáveis anabólicas específicas após executar exercícios resitidos. Nós hipotetizamos que a resposta anabólica ao exercício poderia ser similar aos tipos de treinamento (as 3 condições) formulados para recrutar a ativação máxima de fibras (ex., Falha90 e Falha30); mesmo assim, a intensidade do exercício seria importante para maximizar a resposta anabólica entre entre os modos de exercícios envovlidos (Falha90>30CM). Fonte: https://journals.plos.org/plosone/ Abraço.
  10. Fala galera, boa tarde. Primeiramente peço perdão por incomodar como sempre. Há pouco aderi ao jejum intermitente de 24h para diminuir um pouco mais da BF, fazendo a refeição as 20h (janta). Prático os exercícios as 08/09h da manhã e só vou me alimentar novamente as 20h da noite, há algum problema? Único suplemento que tomo é vitaminas e cafeína da growth, além de água. Obrigado e peço perdão por incomodar 25 anos 1.75 Comecei com 71.5kg, atualmente 68.7kg. tô realmente magro mas devido a má alimentação acumulei uma gordura na parte inferior do abdômen que tá me deixando com auto estima muito fudida, mas resolvido mudar os hábitos e voltar aos treinos mas queria voltar pra BF de antes pra voltar crescendo controlando a BF. Fotos atuais: https://ibb.co/Jdpc47F https://ibb.co/tbpf1Y5 A dúvida principal é se vai me prejudicar praticar o exercício as 08h e só me alimentar as 20h, me sinto bem e não passo mal, mas queria saber fisiologicamente. Como só janto, com certeza crio um déficit calórico necessário para queima de gordura, fora as atividades físicas.
  11. Opa, galera, suave? Na verdade, já iniciei o ciclo (estou começando a quarta semana), mas só agora tive tempo de parar para escrever aqui. Vamos lá. Informações gerais Tempo de treino: 6 anos (entre idas e vindas) Peso (início de ciclo): 80 quilos Peso atual: 84 quilos Altura: 173cm BF: 14% Dieta Macros: 180g de proteina 485g de carbo 73g de gordura Treino Treino sozinho. Alguns exercícios não consigo elevar ao máximo as cargas, porque não tenho alguém para dar uma mão no final (especialmente supino). Como minha intenção é degastar ao máximo o músculo, e não necessariamente a quantidade de peso, minha estratégia é fazer um treino volumoso, com drops, sst e conjugar exercícios: Ciclo Ligandrol 1ª SEMANA (15/12/2019 a 21/12/2019) - 5 mg 2ª SEMANA (22/12/2019 - 28/12/2019) - 10mg 3ª SEMANA (29/12/2019 a 04/01/2020) - 10mg 4ª SEMANA (04/01/2020 a 11/01/2020) - 10mg (estou iniciando essa semana) 5ª SEMANA (12/01/2020 a 18/01/2020) - 10mg 6ª SEMANA (19/01/2020 a 25/01/2020) - 5mg Ciclo Ostarine 1ª SEMANA (19/01/2020 a 25/01/2020) 2ª SEMANA (26/01/2020 a 01/02/2020) 3ª SEMANA (02/02/2020 a 08/02/2020) 4ª SEMANA (09/02/2020 a 15/02/2020) obs.: Notem que na última semana do ligandrol (5mg) introduzirei a ostarine (5mg). Pós-ciclo: Estou pensando em Tamox, por precaução. E, com certeza, maca, tribullus ou/e DHEA. De todo modo, já estou com endócrino marcado para solicitar exames e ver o que será necessário. Devo começar concomitante ao uso da ostarine. A ideia é que entre em Cutting com ostarine e ela, além de otimizar o treino, ajude a manter os ganhos do ligandrol. Estou avaliando na próxima semana aumentar para 15mg de ligandrol, de modo que estenderia a utilização do ligandrol para mais uma semana, totalizando 7 semanas de utilização. Aí ficaria: 1ª semana- 5mg; 2ª,3ª e 4ª - 10mg; 5ª semana - 15mg; 6ª semana - 10mg; 7ª semana - 5mg. Ainda estou avaliando, depende do feedback de vcs aí. COLATERAIS E IMPRESSÕES - Não senti nenhum efeito considerável de aumento de força muscular (não sei bem, porque também troquei o treino); - Senti ganho de massa magra considerável (pessoas também notaram); - BF, apesar de não ter medido, acredito se manter o mesmo (apenas na primeira semana notei uma redução); - Um pouco de irritação, nada muito incontrolável; - Tive uma "leve" gripe (ainda me recuperando). Já estava esperando essa gripe, porque li ela em muitos relatos. Acredito que é um dos efeitos colaterais, provavelmente o ligandrol abaixa a imunidade, então já estava me preparando pra ela. - Cedo ainda para dar uma avaliação sobre o ligandrol, mas até o momento gostei do efeito. Se vale o custo benefício, não sei ao certo. E, aí, galera, que acham?
  12. Os "6 de Ouro" de Arnold Schwarzenegger Gostaria de esclarecer qualquer confusão que possa ter sobre esteróides anabolizantes. Cada bodybuilder serio devem conhecer a verdade sobre os esteróides. A minha opinião é que você pode ganhar todo o peso que você quer sem eles. Os esteróides são uma partida muito radical da cultura física. Muita ênfase é colocada sobre o seu valor na busca de um físico melhor. Pessoalmente, acho que a utilidade de esteróides é superestimada e exagerada. Os astros do passado, como o Reg Park, Grimek John, Steve Reeves, Ross Clancy, Delinger Jack e Bill Pearl chegaram ao final na musculosidade maciça sem eles. Assim, você também pode chegar ao seu objetivo com treino adequado e dieta. Alguns bodybuilders avançados podem treinar três horas por dia e mostrar ganhos surpreendentes, enquanto outros não podem fazer qualquer tipo de melhoria, se eles treinam muito mais do que uma hora ou assim. Quando eu estava tentando ficar maior nos primeiros dias de treinamento, eu segui uma rotina chamada Golden Six. Fiz "ganhos tremendos" com este programa, assim como muitos outros que treinaram na minha academia em Munique. Todos concordaram que este sistema simples de treino produz excelentes ganhos de massa muscular e peso corporal. Aqui estão os Seis de Ouro: 1.) Agachamento. Este exercício não só desenvolve a parte inferior do corpo, mas fortalece o coração e os pulmões, melhorando a circulação em geral. Use um peso que lhe permitirá realizar quatro séries de 10 repetições. Sempre abaixe-se até a parte superior das coxas são, pelo menos, paralelo ao chão, e mantenha as costas retas. 2.) Supino com barra. Este é o meu favorito exercício do corpo superior, e quase todos os programas de formação que já usei o inclui. Segure bastante ampla - as suas mãos cerca de 32 centímetros de distância. Inspire ao baixar a barra para seus mamilos e expire ao empurrá-lo de volta ao comprimento dos braços. Não devolver o peso fora de seu peito. 3 séries de 10 repetições. 3.) Barra fixa. Se você possui muita experiência de treinamento que você pode encontrar queixos difícil no início. Se você tem uma máquina lat, você pode executar pulldowns até que você tenha desenvolvido resistência suficiente para fazer os queixos. Use uma pegada bastante ampla e tentar trazer o queixo sobre a barra. Faça quantas repetições você pode, por 3 sets. 4.) Desenvolvimento. Este exercício reina supremo para o alargamento e espessamento dos ombros. Eu prefiro fazê-lo sentado e, muitas vezes por trás do pescoço. Use uma grande aderência - os polegares cerca de seis centímetros mais largo que o seu delts em cada lado. Abaixe o peso devagar e não fazer uma pausa na parte inferior. 4 séries de 10 repetições. 5.) Rosca direta. O tríceps já foi exaustivamente exercitado durante o supino reto e desenvolvimento ( Nota de carloscomp: Arnold, is that you??? ). Utilize um punho de largura dos ombros e um peso que você pode enrolar sem qualquer movimento do corpo. Não deixe que os cotovelos se afastar dos lados do seu corpo, certifique-se estique os braços completamente antes de cada representante e fazer 3 séries de 10 repetições. 6.) Abs. É sensato manter o seu firme e tonificado midsection quando ganhar massa muscular. Situps também melhorar a digestão e eliminação, bem. Não faça pausas entre as repetições e continuar por 20 ou mais quantas repetições você pode fazer sem parar. Faça 3 ou 4 series. Tenho certeza de que se você usar esses exercícios básicos para um mínimo de três meses sem perder treinos, fazê-las três vezes por semana em dias alternados, você pode ganhar muitos quilos de músculos. Paul Grant, ex-Mister Mundo, usado quase exatamente o mesmo programa deste e ganhou 65 libras de músculo em menos de um ano. Tudo o que ele fez foi aumentar as series nos primeiros cinco exercícios para os proximos 3-4 meses, e após seis meses ele foi para seis series. Sempre trabalhamos para melhorar continuamente a adicionar mais peso para cada exercício, quando você pode fazer mais duas ou três repetições sobre a quantidade recomendada. Fonte: http://ditillo2.blogspot.com/2011/04/th ... rnold.html Arnold criou sua base muscular com uma rotina fullbody simples, aqueles treinos volumosos de 6 dias na semana foi quando ele já era imenso e em pré-contest. Só não gostei da recomendação de desenvolvimento por trás do pescoço, acredito que seja perigoso, no mais temos uma bela rotina. Carlos
  13. Opa , sou novo por aqui, e gostaria de tirar uma duvida: Pensei em treinar em casa, utilizando pesos improvisados como sacos de alimentos ( arroz,feijao,etc),e fazer as abdominais e tal tudo sozinho, mas tenho varios problemas vejam: -Nao sei o modo certo de erguer os pesos sem provocar uma lesão a curto ou a longo prazo. -Não tenho tempo pra academia , pois trabalho o dia todo e estudo a noite. -Fim de semana é para descansar, pois entrego panfletos (folder,livretinhos publicitarios) nas casas da cidade ( Curitiba) , assim eu ando praticamente o dia todo. -Justamente por andar , creio que minhas pernas não precisem de muito exercicio? -Estou treinando com sacos de arroz de 5 quilos cada, fazendo todo o tipo de levantamento que me vem a cabeça, mas não sei o tamanho da sequencia e tal.. -Tenho 18 anos, uns 1.80 de altura, 82 quilos, possuo uma gordura localizada na barriga e no meu corpo uma fina camada de tecido adiposo (gordurinha '':) -O que devo fazer ( considerando que não tenho tempo algum pra academia) ? -Estou muito acima do peso ideal? OBS: se perder a gordura localizada na barriga e definir um pouco a mesma já é um bom progresso sozinho, so preciso saber como (facil ne ^^)
  14. Eae galera, recentemente eu fiz um tópico sobre por onde começar com esteroides (ao qual fui muito bem recebido com a resposta, e por ser meu primeiro tópico), e agora vou fazer um pedindo ajuda sobre conselhos de treino, suplementação e dieta, já que no momento atual eu estou preparando o meu corpo para os esteroides e também afiando minha disciplina com academia. Vi que vocês desse fórum são muito educados e gentis (diferente da galera do outro fórum, ao qual fiz um post assim e nunca vi tanto macacada e narcisismo), então me senti confiante em pedir avaliação de vocês. Idade: 20 Altura: 1,87 Peso: 85,5 Kg Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...): Remédio pra estresse natural (Ritimoneuran, já que sigo um cronograma muito estressante) Problemas de Saúde: Nenhum, só estresse por causa que trabalho e estudo igual um boi (Trabalhar e fazer faculdade estressa muito) Tempo de treino: 1~1h30 (a variação vai de acordo com a motivação do dia) Objetivos: Trincar o abdômen (principal objetivo), preparar o corpo para o primeiro ciclo de esteroides (vai ser em fevereiro do ano que vem, e já estou juntando um orçamento pra fazer um ciclo super seguro) e chegar em 15% ou menos de BF. Divisão de treino e horário do mesmo: A,B.C e D com 10~20 minutos de aquecimento todo dia, e vou treinar sempre às 15h00. O treino funciona da seguinte forma, todo o tem aquecimento, sigo no ritmo A=>B=>C, o treino D é dia sim e dia não já que é abdômen, e são 6 dias de treino por semana, reservado domingo para descanso. Ps: essa é minha segunda lista de academia, ao qual eu montei sozinho (treino faz 3 meses Treino A (Costas e bíceps): ==> Costas: Puxada pela frente neutra, Remada pronada no cabo, aquele lá que faz com a cordinha do tríceps (esqueci o nome kkk), pull-down, (*Extra) Remada curvada com barra. (*Exercícios extras são aqueles que eu faço quando sobra mais tempo, ou quando eu tô mais animado) ==> Bíceps: Rosca direta barra W, Rosca bíceps no banco inclinado com halteres, Rosca direta com halteres, Rosca no cabo, (Extra) Rosca martelo inclinado Treino B (Perna,trapézio e ombros): ==> Perna: Agachamento com barra, Levantamento terra, agachamento frente, abdutor invertido, mesa flexora, panturrilha no leg pres 45°, panturrilha na máquina (burrinho), cadeira extensora. ==> Trapézio e ombro: Remada alta com barra, encolhimento com barra por trás, crucifixo invertido deitado com halteres, elevação frontal com halteres, desenvolvimento com barra. Treino C (Peito e tríceps): ==> Peito: Supino reto, Crucifixo inclinado com halteres, supino inclinado com halteres, crucifixo reto com halteres, (Extra) Flexão de peito. ==> Tríceps: Halteres no alto (não lembro o nome do exercício), tríceps afundo, tríceps testa com halteres, supino reto apertado/fechado, (Extra) Flexão. Treino D (Abdômen) : Elevação de pernas, abdominal no chão com peso (aquele padrão msm), abdominal na polia alta, abdominal em plano inclinado. Dieta com quantidade de proteína/carboidrato/gordura por dia: Proteínas: 180g/dia Carboidratos: 150g/dia (Como carboidrato como complemento, não consumo bastante) Gordura: Só o necessário, e sempre provinda de alimentos como carne branca e vermelha Tento consumir o mínimo de calorias possível, mas, consumo uma boa quantidade de proteínas, o valor acima é referência, já que tem dias que eu extrapolo o valor. Suplementos: ==> Whey da probiótica, ao qual, consumo de 25~30g de proteína dele em um shake no pós treino (eu costumo mediar a quantidade dependendo do meu desempenho do dia, tipo, se treinei igual um boi, eu costumo chapar 30g de proteínas, e se o treino foi padrão, eu chapo apenas 25g) ==> BCAA AminoTank da Midway: 5g pré treino e 5g pós treino junto como Whey ==> Creatina Rifle da Midway: 5g pós treino, ao qual é o primeiro suplemento que eu tomo, e tomo separado dos outros entre 2~5 minutos antes de tomar o Whey com BCAA, e sempre junto com algum alimento com índice glicêmico alto. ==> Multivitamínico: antes de dormir Obs: Eu comprei uma creatina da universal, e na próxima suplementação eu vou tomar ela e o Whey apenas, pois ouvi dizer que BCAA não dá tanto resultado assim. Notas finais: Ficou grande o tópico, mas resumidamente, isto é um regime de treino para trincar abdômen e preparar o corpo para o primeiro ciclo de AEs. No momento estou estudando um ciclo seguro à se montar e juntando dinheiro, o fórum aqui me deu muito material para estudo, e vocês são muito educados 🤙.
  15. Galera, bom dia. Eu sempre treinei ABC, mas agora o instrutor da academia passou um treino ABCDE para mim e confesso que estou com um pouco de receio de mudar. Porém, por outro lado, eu dei uma estagnada... Vocês poderiam avaliar esse treino para bulk? A Supino Inclinado + Cross Over (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Voador (10x de 10 repetições e 10 segundos de descanso) Desenvolvimento Articulado + Levantamento Lateral (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Levantamento Frontal (10 séries com 10 repetições e 10 segundos de descanso) Encolhimento de Ombro com a Barra (10 séries com 10 repetições e 10 segundos de descanso) B Mesa Flexora + Mesa Flexora Sentado (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Mesa Flexora em pé (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Stiff (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Agachamento Livre (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Panturrilha em pé + Panturrilha Sentado (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) C Puxada Pulley na Frente + Remada na Máquina (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Remada Pulley Baixa (10 séries com 10 repetições e 10 segundos de descanso) Rosca Martelo com Halteres + Rosca Martelo com Corda (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) D Tríceps Francesa + Tríceps Pulley (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Tríceps Pulley com Corda + Tríceps no Banco (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Rosca Scott Livre + Rosca Alternada (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Rosca Direta (10 séries com 10 repetições e 10 segundos de descanso) E Cadeira Extensora + Passada Hack + Passada Leg-Press 45º + Passada Cadeira Abdutora + Cadeira Adutora Panturrilha em pé + Panturrilha Sentado (4x de 8 a 12 repetições e 45 segundos de descanso) Além disso, dia sim dia não tem exercícios para abdominais e extensor lombar. Eu achei o volume de exercícios baixo tendo em vista que vou treinar os grupos musculares apenas 1 vez na semana. E vcs, o que acham?
  16. Treinamento de Alta Intensidade - HIT e Hardgainer Introdução Olá pessoal, neste tópico estarei postando diversos asssuntos referentes ao sistema HIT de treinamento, método introduzido por Arthur Jones na década de 70 e utilizado por grandes como Mike Mentzer, Casey Viator e muitos outros. Um resumo basico para HIT seriam treinos intensos, breves, infrequentes e em boa forma. Rotinas geralmente são fullbody, mas temos tambem as split no estilo pull/push ou upper/lower body, além do método Heavy Duty , criado por Mike Menzter, onde podemos usar até mesmo rotinas split 4X. Outra caracteristica marcante do método é a cadencia, o comum 1-1 é considerado como jogar o peso, não permite ideal estimulo ao musculo, Stuart McRobert no seu livro Beyond Brawn recomenda 3-3, ou seja, 3s para erguer o peso e 3s para baixar o peso. Com isso cada serie deve durar entre 40 a 80s, isso permite manter o musculo sob tensão por tempo suficiente para estimular força e hipertrofia. Falando em Stuart McRobert, estarei postando rotinas e artigos deste grande autor. Ele pode ser considerado da escola HIT, no entanto ele é mais moderado por que para ele o importante é progressão de cargas e boa forma nos exercicios, treinando sempre com alta intensidade para alcançar os objetivos, ou alcançando a falha ou proximo a falha. Aviso importante: Todas as rotinas citadas aqui possuem grandes exercicios como agachamento livre, levantamento terra, supino, military press e outros exercicios que exigem tecnica impecavel na execução, além disso se você possui algum problema fisico procure seu médico antes de iniciar qualquer tipo de programa de treinamentos. Estude os exercicios, veja videos, peça para pessoas experientes te ensinar e comece bem leve, não tenha vergonha de por exemplo começar só com a barra vazia. Artigos, Rotinas e links: Links relacionados Dr. Elligton Darden Drew baye Hard Training Pit Stop Dave Draper Dinosaur Training Considerações Finais Os métodos citados nesse topico tem o objetivo de ajudar as pessoas com dificuldade de ganhar massa muscular e força a terem uma alternativa realista de como alcançar seus objetivos. Convido a todos a lerem aos artigos antes das rotinas, pois só assim você terá noção do que está treinando e quais objetivos pode alcançar. Eu treino dessa maneira e acho fantastico pois realmente me permite treinar forte, com progressão e tendo ganhos realistas sem me preocupar com esteróides, nem mesmo suplementos caros que pouco adicionariam a meu progresso. Algumas pessoas podem achar HIT um método ultrapassado e sem sentido mas ninguem parou para ler a vasta gama de conceitos e métodos que tal sistema engloba, com o foco em drugs-free. Hardgainer pode ser considerado um braço do HIT, pois não exige treinar até a falha mas exige rotinas abreviadas, treino duro e infrequente. Troca de rotinas todo mes, treinar 6X na semana, alguns em 2 turnos, pouco descanso entre treinos, 3 exercicios para biceps com 50-60 repetições em um unico treino, foco exagerado isoladores, overlaping grande entre treinos, supervalorização de suplementos, confusão muscular, e o pior: uso de esteóides, isso tudo não ajuda ninguem a alcançar seus objetivos com saúde, com esteróides você pode acelerar o processo de hipertrofia e força, na verdade enganar seu corpo e sua genética, mas eu pergunto: vale a pena o risco? Seu figado, seus rins, seu coração irão pedir a conta no futuro, não tenha duvidas disso. E deixo uma pergunta, se sua rotina não te deu resultados satisfatórios nos ultimos 3 meses, por que ela daria resultados nos proximos 3? Nessa caso, você não tem nada a perder e muito provavelmente alcançará resultados positivos antes do esperado com as rotinas citadas aqui. Give a try! Abraços, Carlos
  17. Olaa pessoal, treino desde os meus 15 anos (indo e voltando 🤦🏻‍♂️) tava treinando a um bom tempo e engravidei, pesava 54 kg e tinha um corpo bonito, Bf 17%, engordei 27 kg durante a gestação. Meu bebê tem 7 meses e tive parto normal, voltei a treinar faz 5 meses. To seguindo a dieta abaixo a umas 2 semanas, e queria a ajuda de vocês pra encaixar uma dieta antes de começar um ciclo de Oxandrolona, comprei a da Upper labs (marca que meu namorado compra), 100 caps de 10mg. Idade: 20 Altura: 1,59 Peso: 64 kg Bf: não sei no momento Problemas de saúde: nenhum Tempo de treino: Desde os 15 Ciclos feitos: nenhum Medicamentos: anticoncepcional Tamisa 20, mas vou colocar diu de cobre Divisão de treino: a b c d e Treino abd em anexo e C e E com personal (sempre treino diferente C inferiores e E superiores ) dieta mais ou menos isso todos os dias 8:30 água com limão 2 ovos, 1 colher de sopa de aveia, 1 colher de sopa de linhaça (panqueca) + 1 xic de café preto 200 mo 10:30 50 gramas de amendoim e 1 xic de chá de hibisco 13:30 100g de frango/carne + 100g de arroz/batata + salada verde 15:30 pré treino - 2 bananas + 1 col de chia+ 1 xic de café preto 16:20 treino 18:00 proteína isolada 19:00. 100 g frango/carne OU 2 ovos + 100g arroz/batata+ salada verde 22:00 2 ovos + 1 xic brócolis To tomando polivitaminico de a z e comprei vit c 500, d3 5000ui, e400 ui Nao consegui anexar as fotos de corpo aqui excede o total. Vou colocar abaixo
  18. Gente, estou atualmente treinando numa academia (não quero citar o nome rsrs) que os instrutores são um pouco resistentes a criar um treino especifico e querem que usemos um aplicativo. Pela minha pouca experiência resolvi montar um treino de perna para mim, e o de braço eu vou utilizar o do próprio aplicativo. Preciso da ajuda de vocês, treino no horário das 22 ás 23, depois da faculdade e ficou assim Treino ABC A = Cadeira Extensora, Leg 45, Agachamento Guiado, Afundo, Panturrilha B = Mesa Flexora, Cadeira Flexora, Flexão em Pé (pensei nesse dia focar tambem em um aerobico) C = Agachamento Sumô, Gluteo no Cross, Cadeira Abdutora, Caneleira, Panturrilha Ajudem-me!
  19. Estou precisando de ajuda com a minha dieta e treino pra ganho de massa, eu venho de uma dieta bem restrita, meu percentual de gordura estava em 34%, eu tenho muita dificuldade de ganhar massa e tendência a acumular gordura na barriga, gostaria de ajuda de vocês pra ver se eu consigo crescer essas pernas kkkkk estou pensando se faço uso oxandrolona Minha dieta foi montada por nutricionista e sigo nessa tem 3 semanas. Idade: 30 anos Altura: 1.54 Peso: 46,2 Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...): nenhum Problemas de Saúde: nenhum Tempo de treino: 1 ano Ciclos FEITOS com dose e tempo: nenhum Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: - Divisão de treino e horario do mesmo: treino as 05:30 Treino A) Glúteo chute cabo + glúteo reto cabo + cadeira abdutora tronco para frente -3x 10 chute+ 10 reto (bem concentrado) + 15x segurando 2s (abdutora) Agachamento sumor com Step -2x 10 fazendo 3 curtinhas + 10 lentos direto -1 x até a falha (cadência 5/5) Recuo no smith com step (aumentando a carga a cada série ) -1x 15 -1x 12 -1x 10 subida no banco com caneleira -3x 15 lentas Mesa flexora + Stiff com halteres -3x 15 segurando 3 segundos em cima + 15x (stiff) Panturrilha na máquina 3x até a falha + tríceps corda 3x 20 Tríceps banco + tríceps Frances (os dois até a falha) Abdominal supra no Cross + supra com peso banco declinado -3x 30/30 B) Leg Press 45 super série -3x 10x (pesado)/ diminui a carga falha/ diminui a carga falha Agachamento smith completo + sumor com pés paralelos no step -3x 15 (subida e descida em 4 tempos ) / falha (sumor) Agachamento terra pés paralelos + Sissi -3x 15 / falha Sissi Cadeira extensora + Puxada no pulley pela frente e por trás -3x 10 lentas + 30 curtinhas (cadeira) / 10x por trás/ 10 pela frente (puxada) Remada baixa com triângulo + serrote -3x 12 segurando 3s embaixo(puxada) + 15 serrote Rosca bíceps 21 3x abdominal infra reto com caneleira + infra banco com caneleira -3x 20/20 C) Mesa Flexora -3x unilateral (aumenta carga) 10 diretos bilateral Stiff com halteres (aumentando a carga a cada série + posterior na bola -1x 15 + 15 (bola) -1x 12 + 15 (bola) -1x 10 + 15 (bola) Flexora em pé na máquina ou com caneleira -3x 20 Cadeira flexora + Desenvolvimento com halteres -3x 15 lentas + 10 curtinhas embaixo / Falha (desenvolvimento) Gráviton (glúteo ) + elevação frontal no Cross -3x 15 / 15 (elevação ) Glúteo elevação pelve + elevação lateral combinada -3x 15 segurando 2s em cima /10 (elevação ) Panturrilha em pé + abdominal lateral Cross -3x 60 (30 lentas + 30 rápidas ) / 20 abdominais p cada lado Treino de segunda a sexta ( de 05:30 as 06:40 ) 15 minutos de bike 2 vezes na semana Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia: Refeição 1- 5:00(30 minutos antes do treino) 2 ovos inteiros 1 banana 30g de aveia em flocos Canela/ cacau a gosto Pós treino: 1 scoop whey 15g de aveia 5g de glutamina 5g de creatina Entre almoço e café da manhã : 2 ovos inteiros Refeição 3- 12:00 Refeição 2- Almoço 30 min após o treino 100g de Frango ou Peixe 100g de batata doce ou batata Baroa ou aipim Vegetais A a vontade (escolher 4 tipos) 50g de vegetais B 1 capsula de ômega 3 Refeição 4- 16:00 Panqueca de whey 2 ovos inteiros 20g de aveia 2 ovos inteiros 20g de whey proteíin Recheio de : 15g de pasta de amendoim Refeição 5- 20:00 60g de Frango ou Peixe ou carne moída 2 ovos inteiros 4 tipos de vegetais A a vontade Temperos naturais a gosto e 5ml de azeite de oliva extravirgem
  20. Olá, sigo o fórum a algum tempo, e resolvi pedi ajuda para vcs com meu treino e dieta. Fazem 3 meses que comecei a academia, trabalho o dia todo sentado, e por este motivo tenho bastante dores nas costas, devido a má postura. No treino estou priorizando os exercícios de costas e alongamentos do peitoral. Quero ajuda para melhorar a composição corporal, principalmente as costas para tentar acabar com minha dor. @Apollo Galeno e @Locemar podem me ajudar? Segue os dados abaixo. Idade: 34 anos Altura: 1,71 cm Peso: 64 kg Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...): nenhuma Problemas de Saúde: nenhum Tempo de treino: 3 meses Ciclos FEITOS com dose e tempo: nenhum Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: nenhum Divisão de treino e horario do mesmo: estou treinando full body, treino as 19hs Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia: não sei qnto estou comendo de macros, mas segue o que como durante o dia. 8hs 2 ovos, 01 banana, café com 01 colher chá manteiga ghee 12 hs purê de batata doce e batata inglesa, 02 sobrecoxa, tomate 18hs banana 19hs treino 20hs 02 ovos, carne moída, 03 nozes, tomate
  21. THE HEAVY DUTY FAQ 0.99 1. Fundamentos do Heavy Duty 1.1 O que é o Heavy Duty? Heavy Duty (HD) é um controverso sistema de treinamento ou teoria baseada nos princípios do Treino de Alta Intensidade (HIT). O HIT, por ele mesmo, é uma escola de treinamento que se caracteriza por ser: Árduo – o mais árduo possível, em boa postura, incluindo treinar até a falha momentânea. Breve – uma série de uns poucos exercícios que devem durar não mais que uma hora. Infreqüente – treinos devem ser reduzidos ao mínimo, como até uma vez por semana. Seguro – segurança nunca deve ser sacrificada em favor da produtividade. Esses princípios estão presentes desde o alvorecer do sistema de treinamento de força. O HIT foi formalizado no início dos anos 70 por Arthur Jones e sua Companhia Nautilus. Como outra escola de treinamento, periodização, existem vários diferentes programas que qualificam o HIT. No início dos anos 90, Mike Mentzer introduziu sua versão Heavy Duty (HD), propondo esta ser a única teoria válida sobre treino de alta intensidade. O livro dele de 1996, “Heavy Duty 2: Mind and Body”, representa o último aprimoramento da teoria Heavy Duty. Heavy Duty é um programa de treinamento altamente controverso por várias razões. Mentzer disse que o HD não produziria apenas melhores resultados, mas produziria mais resultados que qualquer outro sistema de treinamento jamais apresentou. “Atualmente, minha compreensão dos princípios fundamentais da teoria do treinamento de alta intensidade está completa – tão completa quanto dois e dois são quatro! Além disso, eu tenho clientes ganhando ocasionalmente 10 a 20 libras em um mês ou 30 a 40 libras em três a quatro meses. E isso não é mais a exceção, é a regra!" - Mike Mentzer (retirado do seu livro) 1.2 Intensidade Intensidade é o conceito fundamental do HIT e Heavy Duty. Intensidade é definida como “porcentagem do esforço momentâneo” requerido pra mover um peso. Outro meio de definir intensidade seria como o grau de fatiga momentânea imposto em um músculo. Os proponentes do HIT ou HD acreditam que a intensidade é o fator principal para a estimulação do crescimento, citando o princípio da sobrecarga. Tal princípio define que um músculo deve ser sobrecarregado com um trabalho além de sua capacidade normal para produzir crescimento. Ou seja, quanto mais duramente você treina, mais você cresce. Do princípio da sobrecarga, conclui-se que o indivíduo deve alcançar um determinado nível de intensidade ou de fatiga a fim de exceder esse ponto inicial e estimular o crescimento. Somente os treinos de alta intensidade provaram ser bem sucedidos em produzir o crescimento. Para alcançar a alta intensidade, deve-se executar um exercício até a falha positiva ou concêntrica. Este é o ponto onde o peso não pode ser movido para nenhuma repetição a mais. Somente chegando até a falha (ou a intensidade de 100%) teremos a certeza que o crescimento está estimulado. Este fato é crucial. Se a série, mesmo sendo a primeira, for executada à falha, ela produzirá crescimento. Mentzer compara este mecanismo do crescimento a um interruptor de uma lâmpada. Uma vez que você o liga, você não necessita desligá-lo e religá-lo repetidas vezes. Assim, executar um exercício com uma série à falha é tudo que se necessita para produzir o crescimento. A pesquisa não chegou a conclusão que realizar mais séries estimula necessariamente mais crescimento do que apenas uma. Concêntrica ou falha positiva é definida como o ponto na série onde não é possível mover o peso para outra repetição completa. Quando se aproxima a falha concêntrica, todo esforço, sem fazer batota, deve ser feito para mover o peso. Uma vez que o movimento pára perceptivelmente, deve-se continuar tentando mover o peso por ao menos 10-15 segundos. Isto pode ser considerada uma repetição "isométrica". A repetições "parciais" após a falha concêntrica não são necessárias. Embora a intensidade seja crucial, a segurança nunca deve ser sacrificada. Sempre se deve manter a postura intacta. O peso deve ser movido de uma maneira controlada. Realizar as séries com a postura errada compromete a segurança assim como a qualidade do estímulo. Ao menos que esteja fazendo repetições parciais ou negativas nunca peça ajuda a um parceiro. Quando a repetição começar a ficar difícil torna-se mais crucial seguir com a postura correta e o movimento liso, constante. As últimas repetições são verdadeiramente as mais produtivas. A menos que você for um basista, movimentos balísticos deve ser evitados como praga. O movimento explosivo sacrifica não somente a boa postura mas introduz uma força indesejável e perigosa sobre as juntas e tecidos conexivos. Nunca treine de forma explosiva. Executar exercícios com mais tempo na execução destes não somente é mais seguro, mas mais produtivo. Momentum, causado por movimentos rápidos, ajuda a aliviar a tensão, que não é o que você quer. Levantar um peso mais rápido não lhe ajuda a recrutar fibras muscular do tipo II nem lhe faz mais "explosivo." A maioria dos peritos em HIT recomendam que cada repetição deve durar 6 segundos - 2 segundos para cima (parcela concêntrica do exercício), 4 segundos para baixo (a parte excêntrica.) É particularmente importante executar a parcela excêntrica do exercício em uma velocidade lenta. A maioria de instrutores abaixam o peso muito rapidamente; entretanto, os estudos sugeriram que a parcela excêntrica é realmente a parte mais produtiva do exercício. Um cadência ideal para cada repetição não é ainda conhecida. Na dúvida, faça mais lento o exercício em vez de mais rápido. 1.3 Recuperação O conceito de recuperação é, talvez, mais importante de entender do que a intensidade, porque ele É tão pouco compreendido. Muitos adeptos do HIT tem subestimado a importância da recuperação também. Recuperação é o processo de deixar seu corpo descansar, abstendo-se de qualquer exercício ou atividade intensa, física. Se por um lado a intensidade é a chave para estimular o crescimento, intensidade não é igual a crescimento. Muitos se enganam em acreditar que fica-se mais forte após o treino, o que é a principal motivação para treinos realizados com alta freqüência. Na verdade, ficamos muito mais fracos depois de um treino intenso.. “O treino, entendam, não produz crescimento muscular, mas serve simplesmente para estimular o mecanismo de crescimento do corpo. Quer dizer que o corpo é que produz crescimento, mas somente se deixado descansar por um período suficiente” - Mike Mentzer (retirado de seu livro) A pausa ou período de recuperação é quando o crescimento ocorre. Primeiro, o corpo deve produzir crescimento suficiente para repor o nível de força que existia antes de ser realizado o treino. Este período tem sido tradicionalmente chamado como período de recuperação. E é somente após esse período que o corpo vai “supercompensar” ou manifestar ganhos de força/massa. Em outras palavras, somente quando o músculo estiver totalmente recuperado, pode ele “crescer”. Se um treino for feito antes do término do período de supercompensação, tal treino sabotará a possível produção de crescimento que o treino anterior teve previamente estimulado. Este é um ponto crucial. Exercícios lesam os músculos. Quanto maior as lesões, mais tempo eles levarão para se recuperar. Isso não tem provado que fazendo-se mais de uma série necessariamente estará se estimulando maior crescimento, mas isso com certeza prova que executar mais de uma série causará mais danos ao corpo. Assim, Mentzer alega que por esta razão não se deve ser executado mais que uma série até a falha por exercício. Tal atitude não é somente indesejável, mas também contraprodutiva. Isso é básico no treino de alta intensidade. “Em outras palavras, treinar executando um número de séries é algo negativo porque cada série causa um buraco na sua capacidade de recuperação; isto é inquestionavelmente um fator negativo.... Então, claramente, o volume é um fator negativo. Até mesmo uma série é negativa, pois você está utilizando os recursos biomecânicos, recursos estes que devem ser substituídos, e quanto mais usa, mais deverá ser substituído. Segue logicamente que os resultados podem ser conseguidos somente com o mínimo necessário de exercício. Naturalmente, ao menos uma série deve ser executada para termos um treino." Finalmente, Mentzer refuta a crença de que a recuperação demora 48-72 horas para se completar e que em 96 horas o músculo atrofia. Ele esclarece que a recuperação e a supercompensação tomam vários dias para se completarem. Assim, um verdadeiro e produtivo período de descanso para um músculo freqüentemente pode durar uma semana. Seria um absurdo supor que o músculo atrofia se não estiver inteiramente supercompensado. Para provar isto, Mentzer cita a ocorrência bem comum de pessoas que tornam-se mais fortes após uma pausa longa em seus treinos. Na verdade, podem passar semanas antes de um músculo atrofiar. Este último ponto é fundamental para a extensão dos períodos de descanso do Heavy Duty. É improvável que um músculo vai atrofiar antes desse tempo de recuperação, é mais provável que o crescimento ocorrerá em um prolongado período de descanso. E isso, o uso de longos períodos de descanso, é o fator principal para a eficácia notável do Heavy Duty. 1.4 Overtraining Overtraining é o inimigo nº 1 do treinamento. Mentzer o define como “realizar qualquer exercício, em temos de volume e freqüência, a mais que do que o precisamente requerido”. Overtraining é a maior causa de perda de tamanho e força. Entretanto, pode causar sintomas mais severos. A melhor maneira para entender o overtraining, acredita Mentzer, é ver no exercício um “stress”, como uma doença, trauma emocional ou ferimentos. Se você não deixa seu corpo se recuperar do stress, muitos problemas virão. Entre os sintomas do overtraining ou overstress são “diminuição do tamanho muscular e da força; tempo de recuperação depois do treino maior do que a média; elevada taxa de batimentos cardíacos ao acordar; pressão sangüínea elevada pela manhã; aumento das dores nas juntas e nos músculos; dores de cabeça; tremores nas mãos; cansaço; indiferença, falta de interesse; insônia; perda ou diminuição do apetite; lesões; doenças”. (retirado do HIT FAQ 2.0) Sempre que se treina, o corpo libera um hormônio, o cortisol, que causa um estado "catabólico". Neste estado, a proteína de seu corpo se quebra em aminoácidos e é sintetizada no fígado para ser convertida em glicose. Se um indivíduo estiver em overtraining, isto pode afetar profundamente o sistema imunológico dele, como sugeriram estudos, sendo as primeiras proteínas quebradas as células-T. Após uma hora do treinamento, seu corpo pode estar com sua imunidade debilitada por até 6-8 horas. Ou seja, você pode ficar doente por treinar em demasia. Além disso, o cortisol pode também enfraquecer o tecido conexivo em torno de seus músculos e ossos, aumentando a possibilidade de lesões. Seu corpo pode, de fato, usar seus músculos para fornecer energia! A dieta é importante para regular o cortisol. Enfatize os carboidratos (60-70% das calorias totais). Coma-os, assim como proteínas, 1-2 horas antes e imediatamente depois do treino. Continue a comer carboidratos de 2 a 4-6 horas após o treino. Beba água freqüentemente. Mas, sobretudo, não treine em demasia. A solução para acabar com o overtraining é, sobretudo, descanso. Mentzer recomenda uma pausa de 2-3 semanas antes de começar um novo treino pois acredita que na maioria dos casos o overtraining é demais severo. 2. Aspectos do treinamento 2.1 Volume e Freqüência Volume é definido com o número total de séries por treino. Freqüência é definida como a distância entre os treinos em um determinado período de tempo, normalmente uma semana. Estas são as principais variáveis que um individuo deve usar para prevenir overtraining e maximizar o crescimento. Tradicionalmente, os peritos em HIT recomendavam treinos de corpo-inteiro com 12-20 séries, 2 ou 3 vezes por semana. Mentzer atribui a isso overtraining bruto e recomendou uma rotina dividida em três no seu primeiro livro. Uma rotina dividida, ao contrário de uma corpo-inteiro, prescreve treinos diferentes que enfatizam partes do corpo específicas. Esta relação entre os treinos chama-se ciclo. A rotina dividida, ou split, de Mentzer, era realizada em 3 dias diferentes: peito/costas, pernas, e braços, 7-9 séries por treino, feito em um período de uma semana com 1-2 dias de descanso entre cada treino. Embora o programa tenha funcionado inicialmente bem, Mentzer estava insatisfeito com os resultados e reduzia gradualmente o volume e a freqüência. Hoje, uma rotina típica de Mentzer é uma split em 4 – peito/costas, pernas, braços, e pernas – com 3 a 5 dias entre treinos, com o ciclo mais freqüente terminando em 16 dias. Seu motivo principal para adicionar treinos de pernas entre rotinas que trabalhavam a parte superior do corpo é baseado no efeito indireto que os primeiros tem sobre os segundos. Quase todos os exercícios superiores do corpo requerem os músculos do tríceps e do ombro, e o Levantamento Terra requer o corpo inteiro. Assim, na rotina Heavy Duty original, os braços seriam estimulados cada 2-3 dias; as pernas a cada 7 dias. Adicionar um treino extra de perna e tomar ao menos 3 dias de descanso entre treinos retificaram este problema, que garante que cada parte do corpo teria um trabalhado direto ou indireto não mais do que a cada 8 dias. O ponto crucial a respeito de volume e freqüência é que eles devem ser constantemente regulados durante a história de seu treinamento. Como ficamos mais fortes, o stress ou as demandas usadas pelo exercício aumentam. Entretanto, a capacidade de recuperação permanece relativamente constante. Assim, todas as rotinas, mesmo que produtivas agora, conduzirão eventualmente ao overtraining. Mesmo uma rotina Heavy Duty. Se o progresso estagnar sendo que o treino era produtivo previamente, não será ser por undertraining (exercício não suficiente para estimular desenvolvimento). Isto é crucial. Assim, se o progresso estagnar, não se deve usar as variáveis de intensidade, como repetições estáticas, ou executar mais exercícios para, de algum modo, "forçar " o progresso. Mais exercício causará mais overtraining. Assim, quando progresso parar, regule o volume e a freqüência de modo a fazer menos exercício e descansar mais. Mentzer acredita que o ponto onde o progresso pára pode inteiramente ser evitado (a menos que o indivíduo alcançou seu potencial genético) se forem reduzidos a freqüência e o volume conformemente. Uma rotina HD2 tem inicialmente 3 dias de descanso entre treinos. Nesse exemplo, com 3 dias, o treino feito em uma segunda-feira realizar-se-ia na sexta-feira. Mentzer recomenda adicionar um dia de descanso entre os treinos a cada ciclo. Eventualmente, aumente para 4 dias de descanso entre cada treino (provavelmente após certos meses.) Então, outra vez adicione um dia de descanso extra, até que hajam 5 dias de descanso entre os treinos. Também, cada 3º treino deixe de fazer 1 ou 2 exercícios de isolação, particularmente no treino de braços. Ou evite o uso da pré-exaustão em determinadas partes do corpo. Ou seja, conforme o progresso retarda, reduza o volume e a freqüência para evitar o overtraining. 2.2 Técnicas Especiais de Intensidade a) Pré-exaustão – é talvez a técnica para aumento de intensidade mais comumente usada. Pré-exaustão é o ato de realizar um exercício isolador antes, sem descanso, de um exercício composto que visa a mesma parte do corpo. A maioria dos exercícios compostos envolvem vários músculos além daquele músculo-alvo. Esta não somente é a razão para produzirem mais massa, mas também por que eles podem não levar o músculo-alvo à falha. Por exemplo, por o supino envolver os braços, o tríceps poderá falhar antes do peitoral, que é o músculo-alvo nesse exercício. Pré-exaustão iria pré-exaurir a parte do corpo, permitindo esta falhar antes dos outros músculos envolvidos no exercício. No exemplo, o crucifixo poderia ser usado para exaurir o peito antes de ser realizado o supino. Mentzer usa esta técnica freqüentemente em suas rotinas. Entretanto, como todas as técnicas de intensidade, esta não deve ser usada toda hora. Evite definitivamente a pré-exaustão quando os ganhos começarem a retardar. b ) Negativas – as negativas são provavelmente a técnica mais intensa e produtiva que existe. Junto com as repetições forçadas, são também a maneira mais rápida de alcançar overtraining, devendo ser usadas raramente. Para entender isso, vemos que há outros dois tipos de falha além da falha positiva. Quando um individuo não consegue mais segurar um peso, a falha estática foi alcançada. Quando esse individuo não consegue baixar o peso controladamente, foi alcançada a falha negativa ou excêntrica. Obviamente, primeiro alcança-se a falha positiva, depois a estática e, por último, a negativa. Na verdade, a força negativa é 40% mais forte que a positiva. As negativas consistem em abaixar um peso por certo número de repetições até a falha, o que causa mais fatiga do que a falha positiva. O aumento na força negativa aumentará automaticamente a força positiva. Há 3 maneiras de fazer negativas: Escolha um peso 30-40% mais pesado daquele normalmente usado. Então, tenha um parceiro para ajudar-lhe a subir o peso. Então, leve 8-10 segundos para descer o referido peso. Continue até o peso não poder ser descido controladamente. Isso deve durar em torno de 6-10 reps. Treine até a falha positiva, então peça para seu parceiro lhe ajudar a erguer o peso por mais 2-3 reps forçadas. Com uma máquina, um indivíduo pode treinar cada lado, ou membro, por vez. Essa espécie de negativa dispensa um parceiro. Use 30% menos peso que o usual. Erga o peso com ambas as partes do corpo (as duas pernas no Leg Press, por exemplo) em 2 segundos, aí desça o peso com uma parte apenas, em 8-10 segundos (no exemplo, desça o peso usando apenas uma perna). Para cada parte, 6-10 reps devem ser feitas. c) Manuais – Esta técnica é particularmente defendida por Dan Riley, treinador de força do Washington Redskins. Depois de treinar até a falha positiva em um exercício, tenha um parceiro para lhe aplicar uma resistência manual no mesmo músculo. A parte de "levantar" deve ser bem lenta; do mesmo modo, abaixar deve durar muito tempo, sendo aplicada tanta resistência quanto possível. Isto deve ser feito por 2-3 reps, dando aquela sensação de queimadura. d) Contrações Estáticas – Esta é a técnica favorita do Mentzer. Visto que as negativas se concentram na falha negativa, as contrações estáticas se concentram na falha estática, ou o ponto onde não se pode segurar mais o peso. Para executar uma estática, mande um parceiro levantar o peso na posição "inteiramente contraída". Esta posição é o ponto do exercício onde 100% do músculo é recrutado. Por exemplo, no supino, é um par de polegadas abaixo do alto do movimento. Para a parte superior, use um peso (aproximadamente 30% mais pesado) que possa ser mantido até 8-12 segundos. Para a parte inferior do corpo, 15-30 segundos devem ser usados. Uma vez que o peso não possa ser mais mantido no lugar, execute uma negativa abaixando-o tão controlada e lentamente possível. As contrações estáticas também podem ser feitas com um membro ou parte de cada vez, em uma máquina. Mentzer usava contrações estáticas com seus clientes e notou resultados muito positivos. Entretanto, ele advoga que elas podem causar overtraining muito depressa. Ele recomenda iniciantes a treinar por 2 meses apenas com falha positiva antes de aplicarem as contrações estáticas. Estáticas devem ser usadas infreqüentemente. Acredita também que as estáticas são melhores realizadas nos exercícios de isolação e barras. Uma contração estática pode ser feita por si, ou após uma série feita à falha positiva. Foram constatados resultados particularmente bons com o última hipótese. e) Pré-alongamento e alongamento - ao contrário das outras técnicas, esta pode ser usada em cada treino. É uma técnica altamente eficaz que chamou a atenção do Mentzer, do criador, Steve Holman de POF, e de Ellington Darden, da Nautilus. Abaixe o peso lentamente. Em um par de polegadas antes da extensão total, acelere a velocidade até pouco antes da extensão total. Então, rapidamente, mude o sentido e levante o peso outra vez. O pré-alongamento provoca o reflexo miostatico, que emite uma mensagem a seu sistema muscular para trabalhar com intensidade mais elevada. Pré-alongamento somente necessita ser feito em uma ou nas duas últimas repetições de uma série. Exercício indicados para se usar esta técnica seriam os crucifixos, aqueles com barras, e pullovers. Pré-alongamento é uma técnica simples, mas deve ser feita com muito cuidado. O individuo não deve executar tal técnica em um exercício até que esse exercício possa regularmente ser executado com movimentos contínuos e postura correta. Na posição do estiramento, o corpo é mais vulnerável ao ferimento. Dar impulso, ou seja, roubar, nesta posição, pode “rasgar” ou “puxar”. Assim, pode ser sábio alterar o sentido imediatamente antes da extensão total e executar um alongamento total antes da série. Assim que o sentido do peso for alterado, a repetição deve ser executada lentamente outra vez. Pré-alongamento ajuda a esticar o “fascia”. O fascia situa-se em torno das fibras do músculo agindo como limitador do crescimento dessas fibras. Esticar o fascia ajudará a reduzir esta constrição. Propôs-se que o fenômeno da “memória do músculo" pode ser causado pelo fascia que foi esticado previamente, não deixando o músculo crescer satisfatoriamente. Para esticar o fascia, um bom alongamento deve ser executado após o exercício. 2.3 Escolhendo exercícios Mentzer recomenda não alterar os exercícios propostos em suas rotinas. Entretanto, substituições podem ser feitas. É importante manter a mesma ordem dos exercícios. Os exercícios isoladores devem sempre ser feitos antes dos exercícios compostos que estimulam a mesma área. Os exercícios compostos produzem maior massa, e os isoladores servem pra aplicarmos a pré-exaustão. Os crucifixos com halteres, voador e cruzamento de cabos podem substituir-se. O supino e o supino inclinado podem substituir-se. As remadas podem substituir as barras. Mentzer acredita que as máquinas feitas pela Nautilus, pela Medx, e pela Hammer Strenght são superiores aos pesos livres. Quando elas estão disponíveis para um determinado exercício, usa-as, caso contrário, recomenda pesos livres tendo em vista que outros tipos de máquinas são geralmente de qualidade inferior. 2.4 Encontrando seu intervalo de repetições e sua 1RM Um intervalo de rep é realmente um guia para otimizar resultados. Para maioria dos exercícios, Mentzer recomenda 6-10 reps até a falha, exceto para o supino inclinado (1-3), paralelas (3-5), e elevações plantares (12-20.) É claro, o individuo deve sempre treinar à falha dentro de # reps. O importante é não tanto o numero de repetições, mas a total duração do tempo por série. Uma vez excedido este tempo, o peso deverá ser aumentado em 5-10% ou de outro modo apropriado. “Basicamente a fisiologia diz que o a hipertrofia do músculo é mais eficaz quando este se encontra realizando um exercício entre 30-90 segundos de duração, com aproximadamente 60 segundos sendo o tempo médio requerido. Todo o exercício que for além de 70 segundos será mais aeróbico que anaeróbico, e, a resistência do individuo aumentará em vez de seu tamanho/força. Do mesmo modo, uma série executada por somente 10 segundos tem pouco benefício. A única razão para você executar uma única repetição é se você for um powerlifter, e você estará treinamento apenas para uma certa habilidade." - HIT FAQ 2.0 Isto varia de pessoa a pessoa, músculo a músculo, dependendo do tipo de fibra que compõem certo músculo e a eficiência neurológica do mesmo. Se um individuo tem uma alta proporção de fibras Tipo I nas pernas, ele deve realizar mais repetições para “pegar” as pernas. Por outro lado, se um individuo tem maior predominância de fibras Tipo IIb nas pernas, ele poderá fazer menos de 6 repetições. Aqui está um jeito de estimar isso: Determine sua 1RM em um exercício e descanse 5 minutos. Pegue 80% do peso usado até a falha em boa forma. Guarde o # de reps. Multiplique o # por 0.15 e arredonde. Para achar o mínimo de repetições, subtraia o # de reps dos 80% com o resultado arredondado. Para achar o limite maximo, some o # de reps dos 80% com o numero arredondado. A mesa extensora corresponde bem para exercícios de perna. A rosca direta corresponde bem para exercícios para a parte superior do corpo. Descobrir sua 1RM pode ser um processo perigoso. A menos que você seja um powerlifting ou está calculando seu intervalo de reps, tal atitude deve ser evitada. Entretanto, o 1RM pode ser calculado com resultados razoavelmente exatos. A seguinte equação foi derivada da “fórmula Brzycki", criada pelo treinador de força Matt Brzycki. 1RM= Peso Levantado / (1.0278 - .0278X), onde X= o número de reps executadas até a falha. Esta fórmula é altamente precisa até 10 reps, depois disso a relação entre reps e as curvas de 1RM se afastam significativamente. A medida que se ultrapassam 10 reps., o resultado será cada vez menos preciso. 2.5 Outras notas de treinamento Aquecimentos devem ser feitos antes do treino. Não somente ajuda a reduzir a possibilidade de lesões, mas tambem ajuda a circulação do sangue nos músculos, “aquecendo-os” para o treinamento. Fazer um resfriamento adequado também é muito importante. Você pode andar por 4-5 minutos ou até a taxa de batimentos voltar ao normal. Ao executar as reps, você nunca deve prender a respiração. Isto compromete a habilidade do músculo de suportar significativamente a alta-intensidade do exercício, assim como aumenta a pressão sanguínea no corpo. Isto pode conduzir a dores de cabeça ou náusea. Embora pareçamos estúpidos, deixar a boca aberta é a melhor política. Utilizar mais oxigênio pode reduzir a "queimadura" ou o acúmulo do ácido láctico, o que é especialmente importante em exercícios para perna. Embora possa ser difícil controlar, evite de grunhir, fazer caretas, ou de flexionar um outro músculo à exceção daquele que está sendo trabalhado. O exercício de alta-intensidade é tão mental quanto físico. Quando fazemos caretas, por exemplo, a atenção é afastada do exercício em si. E a conexão neuromuscular deve ser 100%. Toda a atenção deve ser dirigida para o movimento, especialmente quando se aproxima a falha. Geralmente, tome tanto descanso entre os exercícios quanto necessitar. Um sessão de treino Heavy Duty não precisa ser uma corrida, e pode-se esperar um ou 2 minutos até recuperar a força outra vez. Sim, treinar rapidamente pode provocar uma resposta cardiovascular substancial; entretanto, o Heavy Duty trata de construir massa, não fortalecer o coração. Aeróbicos são indesejados porque fazem um furo na capacidade de recuperação sem produzir crescimento. A única hipótese em que deve-se fazer dois exercícios sem descanso entre os mesmos é na pré-exaustao. Os registros de treinamento são críticos para um programa de sucesso. Um registro deve incluir a "data, os exercícios, a ordem dos exercícios, a posição do assento (se aplicável), a resistência, as repetições, as séries, o tempo de treinamento total, e todos os outros específicos tais como o peso, a hora, temperatura exterior, e dores que podem afetar o desempenho." (do HIT FAQ 2.0) Os aumentos na força são medidos pela dupla progressão - progressão nas reps ou no peso erguido. E os aumentos na massa do músculo são medidos pelos aumentos na força. Esta é a fundação de todo o treinamento de peso. Os registros de treinamento são particularmente importantes para o HD, porque volume e freqüência, assim como o uso das técnicas de alta intensidade, devem ser regulados com cuidado. 2.6 Superslow Superslow é uma técnica muito produtiva desenvolvida por Ken Hutchins. Resumindo, um individuo executa reps. em uma velocidade muito baixa. Pesos são erguidos em 10 segundos e abaixados em 5 a 10 segundos. Superslow oferece três vantagens: executar a repetição lenta assegura a perfeita técnica e elimina qualquer batota; reduz significativamente as forças aplicadas às junções e aos tendões, tornando assim o exercício extremamente seguro; e finalmente, elimina virtualmente o momentum do exercício. Assim, a tensão é mais contínua através do movimento, fazendo o músculo contrair com uma intensidade mais elevada. As reps Superslow devem ser lentas, constantes. No começo de cada rep., o peso deve mal mover-se. Através de todo movimento, o movimento deve ser suave e constante. Contar é importante. Se uma repetição exceder 10 segundos na parte de levantamento, não apresse o movimento. Um esforço deve ser feito para fazer o peso mover-se continuamente, pois “paradinhas” quebram a tensão. No ponto da falha, deve ser feito esforço para continuar "segurando" o peso por ao menos 10 segundos. Mesmo o peso não se movendo, aumentar-se-á a fatiga do músculo. Superslow tem desvantagens. Inicialmente você deverá usar até 40% menos peso do que usual, o que poderá desanimar alguns. Entretanto, é importante recordar que o peso será "pesado" com superslow. Além disso, o superslow pode ser muito incômodo. Isto pode fazer o treinamento à falha muito difícil. Naturalmente, a "dor extra" não pode ser considerada uma falha se o individuo estiver interessado em uma intensidade mais elevada. Na maioria das máquinas, a série deve ser feita em 10/5. O último número varia dependendo da fricção da máquina. As máquinas projetadas para superslow, assim como pesos-livres, devem ser feitas em 10/10. Após treinar à falha em tal modalidade, nenhuma parcial deve ser possível. As máquinas de fricção elevada podem requerer curso negativo mais curto. Peritos em Superslow recomendam uma série de 4-8 reps. Isto é muito mais longo do que as séries de 6-10 reps proferidas pelo HD. Observando do ponto de vista de duração da série, uma série de 6-10 HD equivale a 2-3 10/10 ou 2-4 10/5 Supersolw. Mais informações sobre superslow podem ser encontradas em https://www.webmd.com/men/features/want-more-strength-slow-down 3. Outras considerações 3.1 Dieta Mentzer acredita que a dieta não é tão importante quanto o treino correto. Ele cita que muitos bodybuilders, ao comerem mais calorias que o corpo necessita, estão desperdiçando as mesmas ou convertendo-as em gordura. A melhor política é comer uma refeição nutritiva, bem-equilibrada. Um mito é o de que comer um monte de proteína trará mais músculo. Na verdade, o músculo é 72% água. A proteína não é um fator limitador de crescimento. Aqueles que treinam HD realmente necessitam de mais proteína que uma pessoa sedentária, mas não muito mais. Estudos sugeriram que 0,6136 gramas/libra é a quantidade ideal, a menos que o individuo estiver em uma dieta de redução de calorias, onde mais proteína é requerida. A nutrição deve ser quebrada assim: 60-65% carboidratos, 15-20% gordura, e 15-20% proteína, distribuídas em 4-6 refeições, o que ajuda a aliviar a fome, reduz o cortisol e aumenta a absorção dos nutrientes. Deve-se comer imediatamente após o treino, dada a importância dos carboidratos para o corpo. Mentzer diz que 600 calorias em excesso são o suficiente para produzir uma libra de músculo. Comer 300-500 acima das necessidades diárias é tudo o que precisamos. Quando os ganhos retardarem, aumente para 150-300 calorias diárias. “existe um pouco mais de 600 calorias em uma libra de musculo. Se você busca 3 libras de músculo por semana, você precisa de 600 x 3, ou 1800 calorias por semana além da manutenção. Isso traduz a 257 calorias por dia acima da manutenção, mas você está ingerindo 300 calorias acima da manutenção. Sendo que 300 menos 257 igualariam 47, aquelas 47 calorias adicionais acima da necessidade da produção do crescimento virariam gordura; entretanto, sendo que há 3500 calorias em uma libra de gordura, um excesso de 47 calorias por dia atingiria somente uma libra de gordura cada 74 dias. (se você estimular uma libra de músculo por semana, em vez de três libras por semana, você requereria 85 calorias por dia acima da manutenção; conseqüentemente, o excesso do calorias, 215- atingiria aproximadamente duas libras de gordura por mês.) Se após dois meses com um saldo positivo de 300 calorias por dia você ficar gordo, use seu bom senso e reduza o consumo de calorias um pouco"- Mike Mentzer (em Heavy Duty 2) A quantidade de calorias para manutenção por ser calculada multiplicando seu peso por 12. Entretanto, um modo melhor é contar o total de calorias consumidas em 5 dias e dividir por 5. Se você quer perder peso, reduza seu consumo em 500- 1000 calorias. Finalmente, você deve consumir 1-2 galões de água. A água é inestimável em qualquer dieta. Lembre-se que o músculo é formado por ¾ de água. Restringir seu consumo causa retenção de gordura, inclusive. Manter o corpo bem hidratado é um ponto critico para o crescimento muscular e a saúde geral do individuo. 3.2 Descanso A maioria dos processos de recuperação ocorrem durante o sono. Assim, a falta dele pode prejudicar o crescimento. Oito a dez horas do sono são recomendadas, assim como uma sesta de 15 minutos à tarde. A atividade física fora do treino deve ser minimizada também. Inicialmente, deve haver 3 dias de descanso entre treinos. Cada outro ciclo, adicione um dia de descanso extra. E se você não se sentir recuperado antes do treino seguinte, adicione um ou dois dias extras de descanso para recuperação. Após 3-4 meses, treine cada 5 dias. Eventualmente, treinar cada 7 dias será necessário. 3.3 Esteróides e suplementos Mentzer é um defensor do bodybuilder natural. Em todo o caso, estão aqui alguns efeitos a curto prazo dos esteróides. Note que estão baseados em dosagens aprovados por médicos, doses terapêuticas. “Disfunção hepática; dilatação da próstata; acne severa; aceleração do processo de calvície masculina; catabolismo do tecido conjuntivo; disfunção renal; disfunção cardiovascular; disfunção gastrintestinal; disfunção do sistema imunológico; retenção de água; ginecomastia (depósitos de gordura sob os mamilos); atrofia dos testículos; disfunção espermatogênica; impotência; em adolescentes, há um perigo maior de fusão prematura das tábuas de crescimento da efígie.” - do HIT FAQ 2.0 A maioria dos suplementos tem um custo-benefício muito caro. Embora Mentzer suporte a creatina, acredita que nunca um suplemento substituirá nutrição e treino apropriados. E se o individuo não comer nem treinar corretamente de nada adiantarão. 4. As Rotinas Rotina #1 Peito / Costas Voador ou Crucifixo Reto, pré-exaurido com . . . . Supino Inclinado (preferencialmente em uma máquina Smith) Pullover com barra ou halter, pré-exaurido com . . . . . Pulley Pegada Fechada, palmas viradas para o corpo Levantamento Terra descanso 3-6 dias Pernas Mesa Extensora, pré-exaurida com. . . Leg Press ou Agachamento Elevações Plantares em pé ou sentado descanso 3-6 dias Ombros / Braços Elevações Laterais com halteres (preferencialmente da Nautilus) Elevações 90º, preferencialmente no Voador Rosca Direta com barra (preferencialmente da Nautilus) Tríceps Cross Over, pré-exaurido com . . . . Paralelas descanso 3-6 dias Pernas de novo descanso 3-6 dias e repita o ciclo Esta é a rotina HD padrão. Se regulada corretamente as seções de treinamento e os descansos, funcionará para a maioria das pessoas por até 6-9 meses. Quando o descanso de 6-7 dias não mais produzir resultados significativos, mude para a rotina de consolidação. Essa rotina deve ser usada somente se o individuo tiver uma pobre habilidade de recuperação e não tiver ganho com a rotina padrão. Rotina consolidada Treino A Agachamento Pulley Pegada Fechada, palmas viradas para o corpo descanso 5-7 dias Treino B Levantamento Terra Paralelas descanso 5-7 dias Esta rotina severamente reduzida foi modificada recentemente por Mentzer. Ele acredita que é a única no livro que leva as pessoas ao overtraining. Inicialmente, descanse por 5 dias, e depois aumente conforme a evolução. Essa é a rotina que deve ser usada até se atingir os limites genéticos do individuo.
  22. Boa noite a todos, estava no meu trabalho pesquisando sobre dieta, treino, AES, e me deparei com essa pagina, já estou acompanhando ela faz um tempo mas sem ter feito o cadastro, acompanhei alguns posts, o trabalho de algumas pessoa para ajudar outras pessoas e achei sensacional!! então decidi vir pedir ajuda de vocês para que me ajudem a dar uma secada nesse meu shape, ajudar a montar minha dieta, e tirar minha duvida sobre o uso da oxandrolona que estava querendo comprar para secar meu shape. Estou treinando só por treinar mesmo, tinha perdido a vontade de treinar depois que fiquei desempregado, engordei "10 KG" em 6 meses parado, me senti muito mal, e quando voltei já não era mais a mesmo coisa... Agora estou determinado a voltar com tudo, conto com a ajuda de todos, desde já obrigado. Quaisquer informações que quiserem para me ajudar só pedir que responderei.
  23. Oi gente, estou em uma grande procura de ajuda. Quero fazer meu primeiro ciclo de oxandrolona 10mg, meu foco é ganho de massa e definição, treino a 1 ano e 10meses Preciso de auxilio na dieta e treino, e saber como montar o ciclo tbm. (em tudo rsrsrs) pretendo iniciar na segunda 21/10 Idade: 21 anos Altura: 1,70cm Peso: 62kg Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...): nenhum, (uso diu mirena) Problemas de Saúde: não Tempo de treino: 1 ano e 10 meses Ciclos FEITOS com dose e tempo: - nenhum Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: oxandrolona 10mg (medpharma) 100cps (em cápsulas,não da para fracionar) Divisão de treino e horario do mesmo: Treino às 18:30 Obs: já tirei as fotos,mas não estou conseguindo botar aqui, o que eu faço ?
  24. Idade: 33 anos Altura: 1,67 Peso:67kg Medicações em uso: DIU (Mirena), Multivitaminico, omega 3, 120mg de cafeiína (antes do treino), Colágeno a noite e "Hidrocortisona 10mg" ( 2 x ao dia por 10 dias, ainda não iniciei. Prescrição médica, pois achou minha cortisona muito baixa, postarei últimos exames) Problemas de Saúde: (Qual tempo de referencia? Citei somente o que é crônico)Alergia respiratória (em controle), no momento não estou usando, mas faço tratamento 3 meses ao ano com nasonex como prevenção para evitar rinite e sinusite). Tempo de treino:  + DE 4 ANOS, parando devido ao tempo de gestação. Retornei há 8 meses, sendo há 4 meses sem furar (e com dieta) Ciclos FEITOS com dose e tempo: Nenhum Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo: Nenhum no momento Divisão de treino e horario do mesmo: PS. Tento fazer 30 min de AEJ e 15 min de hit, no pós treino. Horário de treino 12:00h A (Segunda) Agachamento com Barra Smith - 3 séries Pirâmide com drop Cadeira extensora - 3 Séries pirâmide com drop Mesa flexora - 3 Séries pirâmide com drop Glúteos polia - 3 séries com pirâmide (12 - 10- 08 repetiçōes) Levantamento Terra - 3 Séries até a falha B (terça) Supino Reto - 3 Séries pirâmide com drop Crucifixo Máquina - 3 Séries pirâmide com drop Puxada frontal com polia alta- 3 Séries pirâmide com drop Remada baixa na maquina - 3 Séries pirâmide com drop Encolhimento de Ombros (trapezio) - 3 Séries Adb bicicleta - 3 séries de 30 para cada lado quarta aerobico e adb C (quinta) Afundo - 3 séries - 24 repetiçōes (12 para cada lado) Flexão de pernas em pé na maquina - 3 Séries - 12 repetiçōes cadeira adutora - 3 Séries pirâmide com drop Cadeira abdutora - 3 Séries pirâmide com drop Leg press 45 - 3 Séries pirâmide com drop D (sexta) Desenvolvimento Ombro - 3 Séries - 12 repetiçōes Elevacao lateral polia - 3 Séries - 12 repetiçōes Triceps corda - 3 Séries - 12 repetiçōes Biceps corda - 3 Séries - 12 repetiçōes Adb Infra - 3 séries de 15 rep. Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia: Passei por uma nutricionista que trabalha junto com a endocrino que eu estou fazendo "acompanhamento", gente, perca de tempo com ela, pq ela simplesmente pegou um plano alimentar que já estava impresso e me entregou, não fez nada especifico pra mim. Então segui um dieta de acordo com algumas coisas que eu havia lido, sei que não sou profissional de nutrição, mas tentei fazer um plano, esse é um dos motivos que peço ajuda de vcs. 06:00h Ao acordar 200ml de agua morna + 1 limao espremido As vezes faço jejum intermitente até 12:00h 09:00 café da manhã 1 ovo inteiro 4 claras 30gr de farelo de aveia (Faço um bolinho e uso Stévia para adoçar) canela 1 bana, ou maça ou pêra café sem açúcar 12:00 whey para ir treinar + 1 capsula de cafeina (120mg) + 70gr de batata doce 13:00 120gr de frango (peito ou sassami) 100gr de legumes (chuchu, brócolis, couve, cenoura, abobrinha... com baixo IG) 70gr de arroz branco salada verde 16h 1 ovo 3 claras 10gr de farelo de aveia 50gr de legumes (Brócolis, couve flor) 19h janta 120gr de patinho Salada verde 22h 1 copo de iogurte desnatado 70gr de abacate 10gr de chia OBS.: nem sempre faço a última refeição, as vezes durmo antes. Objetivo é ganhar massa magra, porém meu % de gordura está bem alto 31% e Segundo a avaliação, a massa magra esta baixa. Tenho exames se vcs precisarem. Entrei no site com o objetivo de saber a respeito de oxandrolona, na verdade cheguei a comprar de 10mg, mas ao ler vários relatos, e ver orientaçōes de vcs, aqui mesmo, achei que ainda é cedo. Entao acredito que eu precise primeiro baixar meu bf, pra depois pensar no que podemos fazer. Queria ajuda com relação aos treinos e alimentação. Já consegui perder quase 7kg nesses meses em que voltei a treinar, mas sempre que faço avaliação, escuto a mesma coisa, que preciso melhorar a massa magra e baixar % de gordura. Estou aberta a sugestōes. Parabéns pela organização de todo o site em si. Aprendi muito com vcs. Escutamos e lemos muita coisa diferente. Muitos querem vender Aes, e passam qualquer informação, como me passaram pra tomar 2 capsulas de 10mg de manha no cafe (1, 2 semana) 3 semana 2 cps no cafe e 1 no almoço 4 semana 2 de manha café e 2 no almoço 5 semana 2 de manhã café e 1 no almoço 6 e 7 semana 2 no café mas já abstrai essa orientação, além de alta, acho que posso melhorar algumas coisas antes de iniciar.
  25. Bom, meu nome é Pricilla, tenho 26 anos e vou começar do começo rsrs. Treino desde os 21 anos, levemos em consideração que, nos primeiros 2 anos eu só ia pra academia pra cumprir horário. Fazia 20 minutos de esteira com muita preguiça, nunca completava o número de repetições e séries que o instrutor pedia e morcegava quase que o tempo todo. Entrei na academia pq me assustei com uma foto minha de biquíni (vou postar) nessa época eu pesava 65kg e estava totalmente sedentária, porém, até os meus 19 anos sempre fui muito ativa, fiz ballet clássico desde os 03 anos e sempre fui amante da dança. Logo após entrar na academia fiquei internada por 3 dias com uma infecção intestinal grave, o que me trouxe alguns problemas com a alimentação. Por conta das minhas restrições, comecei uma dieta forçada, especificamente por saúde, mas fui beneficiada esteticamente. Emagreci 3kg e comecei a empolgar nos treinos. Nos últimos 3 anos, mudei meu comportamento radicalmente nos treinos, me dedico, sempre busco informações e nada de roubar nas séries rsrs. Cheguei a pesar 54kg, sem acompanhamento médico ou de um personal exclusivo. Seguia a ficha da academia (que era, basicamente, igual pra todo mundo) mantinha minha alimentação legal, na medida do possível, e tinha lá meus dias de jacar. Não faço consumo de bebidas alcoólicas, não fumo e não uso drogas. Me apaixonei pelo esporte "Fisiculturismo", em especial pela modalidade "Bikini Fitness". Acho aquele shape maravilhoso. E é próximo disso que eu quero chegar. Não penso em competir (quem sabe um dia haha). Mas por enquanto só admiro e me inspiro. Acho lindo o estilo "Welness", mas não é o que eu busco. Enfim... Após definir minha meta de shape, dedicar nos treinos e me alimentar por conta própria com que eu achava que era certo e nunca ver os resultados que eu esperava, decidi buscar ajuda profissional. Tenho um endocrinologista especialista em metabologia, uma personal de confiança e uma farmácia confiável pra fazer meus manipulados. Vou postar as fotos do primeiro dia do ciclo. Lembrando que, fiquei 1 mês sem treinar, por conta de uma cirurgia odontológica que me deixou com complicações em um nervo da face e em uma glândula salivar (que sorte a minha, neh!?). Mas a dieta mantive em dia! Atualmente estou 59kg; Tenho 1,64 de altura; Treino de segunda a sexta, sem faltar; Treino na parte da manhã (08:30 até 09:30, aproximadamente); Trabalho em uma casa lotérica, portanto, trabalho sentada o dia todo, em um ambiente de estresse elevado; Estou seguindo a rotina alimentar perfeitamente há 45 dias, aproximadamente. Meu ciclo terá duração de 02 meses. E o médico me receitou os seguintes manipulados: - Testosterona em gel, 5mg a base de pentravan (aplicar nos braços ou ombros até completa absorção antes de dormir); - Oxandrolona 6mg, pra tomar da seguinte forma: -- 1 cápsula de 12 em 12 horas durante 07 dias -- 1 cápsula de 08 em 08 horas durante 14 dias -- 2 cápsulas de 08 em 08 horas durante 7 dias -- 1 cápsula de 08 em 08 horas durante 14 dias -- 1 cápsula de 12 em 12 horas durante 07 dias. - E "Caloriburn", uma espécie de termogênico manipulado nas farmácias aqui de Minas. Tomar 1 cápsula no café da manhã. Bom, vou colocar as fotos do primeiro dia e vou postando quaisquer reações e efeitos. Vamos ver o que acontece... Preciso ouvir a "voz da experiência", @Foston@Apollo Galeno @Bravo Costa Boa sorte pra mim!
×
×
  • Create New...