Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

1° Ciclo deposteron+oxan


Gohan ssj2
 Compartilhar

Post Destacado

Boa noite a todos!Treino há 7 anos e iniciei meu primeiro ciclo há 5 dias.

200 mg deposteron / 1 shot por semana/8 semanas.

20 mg oxan manipulada a cada 8 horas por 8 semanas .

Manipulados intra ciclo:

Vit d3 1000 ui; vit c 1000 mg; vit E 100 ui; Finasterida 1 mg; anastrozol 0,3 mg; ioimbina 5 mg; espironolactina 150 mg; silimarina 400 mg; tirosina 500 mg; 60caps/ 1 por dia.

Dieta:

Refeição 1: 400 ml água, 2 bananas, 1 dose whey, 60 gramas aveia, 1 colher chia.

Refeição 2: 3 ovos inteiros. 

Refeição 3: 100 gramas arroz integral,200 gramas frango,salada.

Refeição 4: 80gramas batata doce,150 gramas frango

Pré treino: 1 banana com canela e pré treino venon no momento. 

Pós treino: 1 dose whey, meia dose waxymaze

Refeição 5: 100 gramas arroz integral,200 gramas frango. 

Refeição 6: meia dose whey ,castanhas e nozes (vou editar,pois não lembro quantidade)

Treino de 5 a 6 vezes na semana 

Objetivo: ganho de massa magra e definição. 

Fiz exames e tudo ok

Tpc o médico irá passar na próxima consulta e posterior novos exames. 

Altura: 1,78 Peso: 82

Obs: Fiz um cutting desde outubro até janeiro(estava com 88kgs) para iniciar ciclo com bf baixo (está em 13%)

Screenshot_20190210-200240_Gallery.jpg

Screenshot_20190210-200230_Gallery.jpg

Screenshot_20190210-194751_Video Player.jpg

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


  • Moderador

É para acompanhar ou para opinar???

Se for para opinar coloque as informações que faltam:


Idade:

Altura:

Peso:

Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...):

Problemas de Saúde:

Tempo de treino:

Ciclos FEITOS com dose e tempo:

Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo:

Divisão de treino e horario do mesmo:

Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

3 horas atrás, Apollo Galeno disse:

É para acompanhar ou para opinar???

Se for para opinar coloque as informações que faltam:


Idade:

Altura:

Peso:

Medicações em uso (Anticoncepcional, etc...):

Problemas de Saúde:

Tempo de treino:

Ciclos FEITOS com dose e tempo:

Ciclo PROPOSTO com Aes (Marca) dose e tempo:

Divisão de treino e horario do mesmo:

Dieta com quantidade de proteina/carboidrato/gordura por dia:

Fala amigo.

Acompanhar e opinar.Gostaria da opinião da galera.

Vou complementar os dados.

A maioria já está no início do relato. 

Vou por o restante. 

Idade:31,treino desde os 24.

Não treino num horário fixo. Mas geralmente fim da tarde.

Vou colocar quantidade de proteína,carbo e gorduras.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma conta 100% gratuita!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
 Compartilhar

  • Conteúdo similar

    • Por apolion68
      Pessoal, estou em dúvida! Podem me ajudar?
      Minha Testo total está em 400. Tenho 31 anos

      Meu endócrino me passou 1 depo a cada 10dias, 200mg. + 1 comp Stano-15mg por dia, durante 30 dias.
      Foi passado diretamente pelo Endócrino. Vocês podem me ajudar? 

      Estou em dúvidas, já iniciei o Depo. A ideia é manter a libido alta e ter ganhos. Supostamente, a testo ficaria no limite da minha idade.
      O medo é perder a libido, ter impotência, mesmo tendo a testo dentro do limite da faixa de idade e.. aromatizar e ter a gineco.
    • Por Thiago Carneiro
      Oxandrolona é um esteroide anabolizante oral derivado da diidrotestosterona (DHT). Ele foi projetado para ter uma separação muito forte de efeito anabólico e androgênico, e nenhuma atividade estrogênica ou progestacional significativa.
      Como ela é uma forma modificada de diidrotestosterona, apresenta as seguintes diferenças:
      adição de um grupo metil no carbono 17-alfa para proteger o hormônio durante a administração oral; substituição do carbono-2 no anel A por um átomo de oxigênio. A oxandrolona é o único esteroide comercialmente disponível com tal substituição em sua estrutura de anel básico, uma alteração que aumenta consideravelmente a força anabólica do esteroide (em parte tornando-o resistente ao metabolismo pela 3-hidroxiesteróide desidrogenase no tecido do músculo esquelético).
      A oxandrolona é conhecida por ser bastante suave no que diz respeito aos esteroides orais, bem feita para a promoção de força e ganhos de tecido muscular de qualidade sem efeitos colaterais significativos.
      Miligrama por miligrama, exibe até seis vezes a atividade anabólica da testosterona em testes laboratoriais, com significativamente menos androgenicidade.
      Esta droga é a favorita de fisiculturistas em dieta e atletas competitivos em esportes de desempenho anaeróbio/velocidade, eis que sua tendência é para promover ganho de tecido muscular puro (sem retenção de gordura ou água) e se encaixa bem com os objetivos desejados por esses atletas.
      A oxandrolona foi descrita pela primeira vez em 1962. Ela foi empregada num medicamento vários anos depois, pela gigante farmacêutica G.D. Searle & Co., que agora se chama Pfizer.
      A droga foi vendida nos Estados Unidos e na Holanda sob o nome comercial Anavar®.
      A Searle também vendeu/licenciou o medicamento sob diferentes nomes comerciais, incluindo Lonavar® (Argentina, Austrália), Lipidex® (Brasil), Antitriol® (Espanha), Anatrophill® (França) e Protivar®.
      A oxandrolona foi projetada para ser um anabolizante oral extremamente suave, que poderia até ser usado com segurança por mulheres e crianças.
      Nesse sentido, o laboratório Searle parece ter conseguido sucesso nesse projeto, pois, a droga Anavar® demonstrou um alto grau de sucesso terapêutico e de tolerabilidade em homens, mulheres e crianças.
      Durante seus primeiros anos, o Anavar® foi oferecido para uma série de aplicações terapêuticas. Dentre elas estão:
      promoção do crescimento do tecido magro durante a doença catabólica; promoção do crescimento do tecido magro após cirurgia, trauma, infecção e administração prolongada de corticosteroides; suporte de densidade óssea em pacientes com osteoporose. Na década de 1980, o FDA refinou ligeiramente as aplicações aprovadas de oxandrolona para incluir a promoção do ganho de peso após cirurgia, infecção crônica, trauma ou perda de peso sem razão fisiopatológica definida.
      Apesar de seu histórico contínuo de segurança, Searle decidiu interromper voluntariamente a venda de Anavar® em 1 de julho de 1989. As vendas atrasadas e a crescente preocupação do público sobre o uso atlético de esteroides anabolizantes pareciam estar na raiz dessa decisão.
      Com a marca Anavar® fora do mercado, a oxandrolona desapareceu completamente das farmácias americanas.
      Logo depois, os produtos da oxandrolona nos mercados internacionais (muitas vezes vendidos pela Searle ou sob licença) também começaram a desaparecer, à medida que o principal fabricante global da droga continuava se retirando do mercado de esteroides anabolizantes.
      Por vários anos, durante o início dos anos 1990, parecia que o Anavar® estava em seu caminho para fora do comércio para sempre.
      A oxandrolona voltou ao mercado dos EUA seis anos depois. O produto voltou às prateleiras das farmácias em dezembro de 1995, desta vez com o nome Oxandrin®, da Bio-Technology General Corp. (BTG).
      O BTG continuaria a vendê-lo para usos aprovados pela FDA envolvendo preservação de massa magra, mas também recebeu o status de medicamento órfão para o tratamento de perda massa magra em consequência da AIDS, hepatite alcoólica, síndrome de Turner em meninas e retardo constitucional de crescimento e puberdade em meninos.
      O status de medicamento órfão deu ao BTG um monopólio de 7 anos sobre o medicamento para esses novos usos, permitindo-lhes proteger um preço de venda muito alto. Muitos pacientes ficaram indignados ao saber que o medicamento custaria a eles (no preço de atacado) entre US$ 3,75 e US$ 30 por dia, o que era muito mais caro do que o Anavar, que havia saído do mercado há apenas alguns anos.
      O lançamento de um comprimido de 10 mg do Oxandrin® da BTG, vários anos depois, não reduziu o custo relativo da droga.
      O Oxandrin® continua a ser vendido nos EUA, mas agora está sob o rótulo Savient® (anteriormente conhecido como BTG).
      É atualmente aprovado pelo FDA para “terapia adjuvante para promover ganho de peso após perda de peso após cirurgia extensa, infecções crônicas ou trauma grave e em alguns pacientes que sem razões fisiopatológicas definidas não conseguem ganhar ou manter o peso normal, para compensar o catabolismo da proteína associado à administração prolongada de corticosteroides e para o alívio da dor óssea que freqüentemente acompanha a osteoporose.”
      Versões genéricas do medicamento já estão disponíveis nos EUA, o que reduziu o preço da terapia com oxandrolona. Fora dos EUA, a oxandrolona permanece disponível, embora não amplamente.
      No Brasil, está legalmente presente nas farmácias de manipulação.
      A oxandrolona está disponível em mercados selecionados de medicamentos para humanos. A composição e dosagem podem variar de acordo com o país e o fabricante. A droga Anavar® original continha 2,5 mg de esteroide por comprimido. A droga Oxandrin contém 2,5 mg ou 10 mg por comprimido. Outras marcas modernas geralmente contêm 2,5 mg, 5 mg ou 10 mg de esteroide por comprimido.
    • Por Thatacalv
      olá , pessoal!  Treino desde 2015 ( não regradamente) e sempre faço outros esportes por fora, desde cross a bjj .... Já fiz alguns ciclos mas tive poucos ganhos e muitos colaterais, dessa vez quero levar a serio!!! alguem pode me ajudar ? regra de post, fotos e dieta... como disse sou nova por aqui e se existir uma alma caridosa pra me ajudar, agradeco!!!!
    • Por Paulo Cavalcante Muzy
      Oxandrolona sempre foi tachada de droga para secar ou ainda droga de mulher, mas para que ela foi feita? A história é controversa, mas o que eu achei na drugdex/medline sobre o assunto há um tempo atrás falava da ordem cronológica das coisas.
      Seu desenvolvimento veio na década de 70-80, quando precisava-se de uma alternativa para os tratamentos de hipopituitarismo que não causasse a síndrome de kreutzefelt-jacob (doença da vaca louca) nas crianças.
      Sua interrupção como indicação para este tratamento foi quando desenvolveu-se um hGH recombinante que eliminava este risco e ainda por cima não causava amadurecimento precoce dos caracteres sexuais secundários.
      Segunda fase foi do tratamento para obesidade: como ela provocava certa perda de gordura por atingir AR-1 e AR-2 presentes na gordura, fazia a pessoa perder um pouco de gordura e alterar a sua distribuição corporal.
      Problema: o pessoal começou a abusar da droga pela história, velha história, dos leigos “se eu comer um pouco mais, basta tomar mais remédio”.
      Pronto, desenvolveu-se uma nação de gordos fortes. O laboratório retirou do mercado mais uma vez.
      Hoje ela segue para quatro propósitos: tratamento de politraumatizados, tratamento de grandes queimados, tratamento de alguns tipos de doença cardiovascular e, por último, pasmem vocês: caquexia em pacientes desnutridos graves ou por câncer, inclusive câncer de fígado.
      É pessoal, fiquem atentos para o que usam. Algo que se usa numa escala tão variada não deve ser algo tão simples de lidar. Abram o olho e fiquem espertos.
    • Por Gustavo Barquilha Joel
      Leia a matéria de Gustavo Barquilha Joel e Luis Gustavo da Silva Rodrigues sobre o Deposteron (Cipionato de Testosterona).
      Nota importante:
      Ola amigos,
      A intenção desta coluna não é estimular ninguém a utilizar qualquer tipo de substância ilícita, muito pelo contrário, o objetivo é demonstrar os vários efeitos colaterais que elas trazem com seu uso. Tentamos também na coluna associar as informações cientificas disponíveis na literatura com as informações praticas de atletas e/ou praticantes de musculação do mundo underground das academias.
      Deposteron (Cipionato de Testosterona)
      A droga deposteron é uma solução injetável de base oleosa permitindo assim a liberação lenta da testosterona (testosterona sérica), e a base de éster, que permite rápida liberação de testosterona livre na circulação.
      Sua meia vida é de geralmente 8 dias, porém é recomendado o uso deste medicamento entre duas e quatro semanas (anvisa). Ela apresenta-se como uma solução oleosa límpida, na cor amarela e isenta de partículas estranhas.
      Esta droga é conhecida por promover rápido ganho de força e volume muscular devido a suas propriedades androgênicas e anabólicas. Esta droga tende a aromatizar facilmente, podendo causar ginecomastia, além de poder aumentar a pressão arterial por reter muita água.
      É utilizada principalmente fora de temporada, quando o objetivo é ganhar peso, devendo ser evitada no período de definição muscular, devido a retenção hídrica.
      O Deposteron também tem a fama de atrofiar os testículos mais rapidamente do que qualquer outra droga do mercado, além de ocasionar perdas vertiginosas de força e volume muscular (aumentadas durante o ciclo) tão logo a droga seja descontinuada.
      No Brasil a NOVAQUIMICA produz o Deposteron, sendo que a caixa com uma ampola é de 200mg/ml.
      Ela é utilizada no hipogonadismo, climatério e impotência, puberdade retardada masculina , antineoplásico, em câncer inoperável do seio (feminino).
      O uso da agulha ou seringa úmidas por causar turvação na solução, o que não afeta, entretanto, a efetividade da medicação. Se, porventura, verificar a formação de cristais nas ampolas, o aquecimento e agitação podem proporcionar a redissolução imediata.
      Não administrar esta droga intravenosamente.
      - Superdosagem: doses freqüentes podem desencadear sintomas de sobredosagem de remissão lenta, por tratar-se de medicamento, de longa ação. Recomenda-se suspender imediatamente o uso de DEPOSTERON.
      Este droga pode trazer como efeito colateral reações alérgicas com o uso deste medicamento ou qualquer componente da fórmula, hipertensão, ginecomastia, câncer de próstata, entre muitos outros efeitos. presença ou suspeita de câncer de próstata ou da glândula mamária em homens, presença ou história de tumores no fígado.
      Mulheres não devem usar esta droga devido ao seu alto nível androgênico, o que pode causar efeitos masculinos nas mesmas, como pêlos e engrossamento da voz.
      Outros efeitos colaterais podem ser o aumento no número de células vermelhas no sangue (policitemia); aumento de cãibras musculares, nervosismo e depressão, e em casos raros, amarelamento da pele (icterícia), além de outras reações que possam estar associadas ao medicamento. Podem ocorrer reações no local da injeção e reações de hipersensibilidade.
      Referências
      http://www4.anvisa.gov.br/base/visadoc/BM/BM%5B25634-1-0%5D.PDF
      Atenção:
      Anabolizantes esteróides são medicamentos e somente podem ser adquiridos em farmácias sob prescrição médica.
×
×
  • Criar novo...