Jump to content

Luan Viana

Colaborador
  • Content Count

    32
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Everything posted by Luan Viana

  1. Posicionar o banco de modo a manter a coluna reta, o úmero na máquina e axilas um pouquinho fora da máquina; Buscar a pegada na máquina e trazer até o máximo da flexão do cotovelo, sem tirá-los da máquina; Alongar tudo sem encaixar a articulação ao final do movimento.
  2. Luan Viana

    Stiff com halteres

    Pegar os halteres com postura adequada; Posicionar os pés na largura do quadril; Colocar os halteres para frente da coxa; Manter os ombros para trás e a postura ereta; Alongar o glúteo e o posterior de coxa sem dobrar a coluna; Retornar sem parar em cima.
  3. Luan Viana

    Remada serrote

    Prender bem uma das mãos ao banco; Deixar a coluna sempre reta; Pegar o halter com a outra mão, com pegada neutra, mantendo a coluna reta; Trazer o halter próximo ao corpo, contraindo bem o bíceps e o grande dorsal; Descer em linha reta, sem relaxar o ombro.
  4. Luan Viana

    Flexão de quadril

    Posicionar-se próximo a um espaldar e apoiar a mão; Esticar as pernas; Flexionar o quadril tirando-o um pouco do solo; Contrair o abdome em todas as fases do movimento.
  5. Luan Viana

    Agachamento sumô

    Posicionar-se à frente da barra; Abrir bem as pernas; Apontar os pés para fora; Pegar a barra de modo alternado (uma mão supinada e outra pronada); Olhar para frente; Manter os ombros para trás; Fazer a força no calcanhar; Manter a coluna alinhada (ereta) ao subir; Descer bem (sem tocar as anilhas no chão); Manter os joelhos para fora, alinhados com as pontas dos pés.
  6. Posicionar-se em frente da barra e fazer a pegada ligeiramente mais aberta do que a largura dos ombros; Manter a coluna ereta; Deixar o tronco paralelo ou quase paralelo com o solo e bem estabilizado, assim como o pescoço; Trazer a barra próxima ao peito com os cotovelos bem abertos, unindo as escápulas ao final; Voltar a barra com o máximo de amplitude possível, alongando bem lá embaixo.
  7. Alinhar o punho ao cotovelo na abertura da pegada na barra; Descer a barra até tocar o peito na porção do terço inferior do externo; Empurrar até estender completamente os cotovelos, sem fazer o encaixe articular.
  8. Alinhar os halteres ligeiramente mais abertos do que a linha dos ombros (os punhos devem estar alinhados com os cotovelos no ângulo de 90º); Manter o tronco e quadril encostados no banco (curvatura natural da coluna); Flexionar os cotovelos para baixo com o máximo de amplitude possível (descer os halteres além da linha do tronco) e na linha média do tórax; Estender os cotovelos ao máximo mantendo os halteres paralelos (sem encostar os halteres ao final e sem realizar o encaixe articular).
  9. Manter os cotovelos semiflexionados (evitar o encaixe articular); Posicionar os alteres na linha média do tórax; Manter o tronco (curvatura natural da coluna) e quadril completamente encostados no banco; Manter os pés encostados no solo; Estender a musculatura o máximo possível; Flexionar até próximo da linha dos ombros, sem encostar um halter no outro.
  10. Luan Viana

    Crucifixo na máquina

    Ajustar o braço da máquina para a amplitude máxima; Ajustar o banco para que o punho fique ligeiramente abaixo da linha do ombro; Manter os braços ligeiramente semiflexionados e cotovelos para trás; Flexionar o peito dando um leve toque das mãos ao final; Estender completamente a musculatura na volta, em amplitude máxima.
  11. Luan Viana

    Crucifixo na polia

    Ajustar as polias na posição alta; Pegar as polias no centro do equipamento e dar um passo à frente; Posicionar os pés de modo ântero-posterior (um pé à frente e outro atrás) ou paralelos, com leve flexão dos joelhos; Inclinar levemente a coluna para frente e manter o tronco ereto; Manter os cotovelos semiflexionados (não fazer o encaixe articular) e voltados para trás; Flexionar o peitoral levando as mãos até a linha média do tórax, tocando ou quase tocando as mãos; Estender ao máximo na volta.
  12. Luan Viana

    Paralela

    Ajustar a pegada mais aberta (ênfase no peitoral) ou mais fechada (ênfase no tríceps) da máquina; Deixar as pernas flexionadas; Manter o tronco totalmente ereto; Descer mais do que 90º (usar a amplitude máxima possível); Subir sem fazer o encaixe articular.
  13. Posicionar os pés na largura dos ombros; Manter os joelhos semiflexionados; Manter os cotovelos levemente flexionados (evitar o encaixe articular); Posicionar os braços ligeiramente à frente do corpo; Elevar os halteres até altura um pouco superior à linha do ombro; Retornar os halteres até a linha inicial, sem encostar no corpo.
  14. Posicionar os pés na largura dos ombros; Pegar a barra na largura do ombro, com o polegares voltados para dentro; Manter os joelhos semiflexionados; Com os braços completamente estendidos, levantar a barra abduzindo o ombro e flexionando os cotovelos (levar os cotovelos bem acima, no máximo de amplitude possível, e não para trás).
  15. Luan Viana

    Leg press horizontal

    Ajustar a distância do assento do modo mais próximo possível da plataforma; Ajustar o encosto do modo mais ereto possível; Posicionar o pé de forma neutra (ponta do pé para cima) no meio da plataforma e na mesma linha do ombro do respectivo lado; Apoiar as mãos nos suportes da máquina; Imprimir a força no calcanhar; Manter o tronco ereto e apoiado no encosto; Estender quase completamente, sem realizar o encaixe articular; Trazer o joelho próximo do alinhamento do ombro com o máximo de amplitude possível e com alinhamento constante (sem adução ou abdução).
  16. Luan Viana

    Cadeira flexora

    Ajustar a distância do encosto das costas de modo que o joelho fique alinhado com a articulação da máquina Ajustar o encosto das pernas ligeiramente abaixo do tênis, no tendão calcâneo; Ajustar o suporte de modo bem firme, de modo que a coxa não se movimente durante a execução; Manter o tronco ereto, rente ao encosto, e os braços firmes no suporte da máquina; Deixar os pés em posição neutra (ponta dos pés para frente); Flexionar completamente os joelhos e alongar ao máximo ao final (amplitude máxima possível).
  17. Ajustar o suporte do banco para firmar as penas e dar estabilidade ao movimento; Pegar a barra na largura próxima do supino (abertura um pouco maior do que a largura dos ombros) com os polegares voltados para dentro (pronada); Manter o tronco estabilizado e reto; Flexionar os cotovelos até a barra tocar no tórax (unir bem os cotovelos para trabalhar bem a dorsal); Alongar bem a musculatura ao final.
  18. Ajustar o suporte do banco para firmar as penas e dar estabilidade ao movimento; Pegar a barra com os polegares voltados para fora (supinada) e na abertura correspondente ao prolongamento do ombro; Manter o tronco bem ereto; Flexionar ao máximo os cotovelos; Alongar o máximo que puder.
  19. Ajustar o suporte do assento para firmar as pernas durante a execução; Fazer a pegada neutra (polegares para trás); Deixar a coluna ereta; Estabilizar os cotovelos (manter a equidistância durante a execução); Trazer os cotovelos rentes ao tronco; Alongar bem ao final (amplitude máxima); Estufar bem o peito ao alongar.
  20. Luan Viana

    Bíceps com a barra w

    Pegar a barra na largura dos ombros (modo mais confortável); Posicionar os pés de modo paralelo ou ântero-posterior (um à frente e ou outro atrás); Contrair bem o abdome; Jogar o quadril levemente para trás; Colocar os braços levemente à frente; Fazer a flexão completa dos cotovelos até à linha deles na parte superior do movimento para evitar o descanso da musculatura.
  21. Posicionar os pés paralelos ou em ântero-posterior (um à frente e o outro atrás); Jogar o quadril levemente atrás; Colocar o cotovelo ligeiramente à frente; Fazer a flexão de cotovelo com a pegada supinada (mãos voltadas para dentro) até a linha do cotovelo.
  22. Posicionar os pés de forma paralela ou ântero-posterior (um pé à frente e outro atrás); Jogar o quadril levemente para trás; Colocar o cotovelo levemente à frente; Fazer a flexão do cotovelo com a pegada neutra na amplitude máxima, até aproximadamente a altura da articulação do cotovelo.
  23. Posicionar os pés de forma paralela ou ântero-posterior; Jogar o quadril um pouquinho para trás; Colocar os braços um pouquinho à frente; Ajustar a pegada pronada (mãos para trás); Fazer a flexão completa do cotovelo (amplitude máxima).
  24. Posicionar o banco a 60º; Deixar o cotovelo atrás; Girar um pouco o braço para deixar o úmero para fora; Alongar bem o braço; Flexionar o cotovelo com amplitude máxima.
  25. Deitar-se no colchonete com a pernas flexionadas; Posicionar as mãos atrás da cabeça ou em frente à cabeça; Fazer a flexão do tronco com o queixo bem próximo ao peito.
×
×
  • Create New...